Classificação

5
Interpretação
4.5
Argumento
6.5
Realização
6
Banda Sonora

A premissa é muito bonita: tentar, através do humor, mostrar o outro lado de uma das zonas mais problemáticas de Chicago, mostrar que quem vive lá também são pessoas com os seus próprios problemas e sonhos. No entanto, não creio que tenha sido bem conseguida.

A série é composta por dez episódios de 20 minutos cada, ao típico estilo de uma comédia, e acompanha Simon e Kareem, duas pessoas que vivem no South Side e acabaram de se graduar numa community college e procuram viver os seus sonhos. Kareem quer ser astronauta, enquanto Simon quer poder dar aos vários filhos uma boa casa e condições de vida. Até este momento da sua vida, estiveram presos a trabalhar para a Rent-T-Own, uma empresa de aluguer.

Logo quando nos apresentam o local de trabalho da Rent-T-Own, é uma clara tentativa de humor, as piadas que são ditas entre colegas, a maneira como Simon e Kareem se demitem, mas para mim não teve resultados, passei o episódio todo sem conseguir dar uma gargalhada.

Aliás, o único momento bem conseguido do episódio é quando Simon é despedido do trabalho que tinha acabado de conseguir e vai falar com Kareem. Esta conversa tem um toque emocionante e não esperado, onde podemos ligar-nos um pouco com o que está mal com a nossa sociedade. Simon foi despedido por causa de erros que tinha feito no passado e estava mesmo a gostar daquele sítio, sendo obrigado a voltar ao seu antigo emprego.

O episódio termina quando Simon e Kareem vão atrás de um dos elementos mais perigosos do bairro para recuperar uma X-box que ele tinha alugado e não devolvido; acaba com Simon a jogar NBA com ele e a ter uma ideia para um possível negócio, provavelmente pela qual passará a história.

Para mim foi um claro não. Personagens muito exageradas, tentativas sem sucesso de humor de situação… Sou bastante crítico porque sou um grande apreciador de humor e o meu conhecimento nesta área é bastante diversificado, pelo que considero um trabalho de escrita descuidado e sem grande potencial. Não irei continuar a ver.
E vocês desse lado, gostaram?

Raul Araújo