O que é bom acaba depressa e chegou o resumo do último dia da Comic Con International: San Diego!  Nestes cinco dias de convenção estiveram representadas mais de 60 séries e as novidades foram mais que muitas, novidades essas que podes consultar no teu refúgio. A fechar da melhor forma a edição deste ano estiveram séries como Supernatural e Doctor Who.

Tem atenção que a diferença horária entre Portugal e San Diego é grande (8 horas), mas vamos atualizando o artigo, assim que seja possível. Eis então o resumo de cada painel das séries que estiveram presentes durante o dia 23:

SPN SDCC

Supernatural (The CW)

Apesar de terem o painel no último dia, Supernatural, veterana na Comic-Con, não olhou a meios para agradar aos fãs. Começaram por oferecer t-shirts ao público e abriram o painel com um concerto ao vivo de Kansas, a banda responsável pela música do genérico da série. Os moderadores, Rob Benedict e Richard Speight, apresentaram Jensen Ackles e Jared Padalecki, juntamente com o showrunner Bob Singer e o produtor Andrew Dabb. Misha Collins apareceu com uma cadeira para se juntar aos companheiros, depois de Bob garantir que ele vai continuar na série. Como ou de que forma não foi revelado.

Num painel em constante brincadeira, em especial entre os três atores, ficámos a saber que a mãe de Sam e Dean está viva, apesar de estar presa num apocalíptico universo alternativo. Adicionalmente, Jack poderá ser a chave para a trazer de volta. Sam quer encontrá-la, mas Dean não, o que vai criar um grande conflito entre os irmãos. Talvez seja por isso que Jensen revelou que Dean está deprimido no início da temporada.

Missouri Moseley & Jodie são duas personagens que vão regressar, na realidade, e há outras personagens que já morreram e vão regressar, mas no universo paralelo. Há também uma personagem que muita gente quer que regresse desde a 1.ª temporada e isso vai acontecer agora. Por fim, Jared falou da cena em que Dean é infetado e pode morrer, em Croatoan, e Jared começou a chorar de tal maneira com a ideia de perder Dean que tiveram de parar de gravar, porque não era suposto Sam chorar tanto. Podes ver o vídeo resumo das 12 temporadas.

The Last Ship SDCC

The Last Ship (TNT)

Eric Dane, Adam Baldwin, Bridget Regan e o showrunner Steven Kane juntaram-se no painel da série para falarem sobre a 4.ª temporada, que estreia já no próximo mês. O painel começou com a novidade de que esta temporada será diferente do que os fãs estão habituados, onde será observado um salto no tempo. Esta diferença vai ser notada, por exemplo nos uniformes. Steven agradeceu à TNT, por ter renovado a série por mais duas temporadas, o que facilitou imenso o processo criativo dos argumentistas. Relativamente à história, Steven referiu que sempre gostou do Mediterrâneo e achou que era um bom local para o navio da série navegar. Revelou ainda que pensou no poema épico Odisseia, de Homero, e cuja literatura será adaptada de acordo com a série, como é óbvio, onde irão navegar por diversos países como Grécia, Itália, Argélia, Marrocos e Espanha.

Quanto ao vírus, Steven salientou que já não afeta seres humanos, contudo evoluiu e começou a atingir variados tipo de culturas agrícolas, como trigo, milho e soja, o que nos leva ao verdadeiro problema da próxima temporada, a fome. É aqui que entra a nova missão do navio e da sua tripulação, a busca por uma semente primitiva, que possui um ADN resistente ao vírus. Steven lembrou que eles não são os únicos a procurar essa semente, o que vai dar origem a vários conflitos com outros grupos de sobreviventes.

Para além destas informações, foi também apresentado o trailer da nova temporada, bem como o anúncio dos dois novos elementos do elenco: Jackson Rathbone e Peter Weller. Para terminar, Steven agradeceu a toda a equipa pela dedicação à série, em especial aos militares da marinha que a equipa criativa e elenco consultam para se manterem fiéis à realidade. Vê aqui o painel.

Mr. Mercedes SDCC

Mr. Mercedes (AT&T Audience Network)

Baseada numa obra de Stephen King, Mr. Mercedes acompanha um assassino em série demente que começa a provocar um detetive reformado com um conjunto de cartas e e-mails sinistros. A representar o painel desta nova série estiveram Jack Bender (produtor), Harry Treadaway, Kelly Lynch, Holland Taylor, Jharrel Jerome e Breeda Wool. O painel iniciou-se com a exibição do trailer e um vídeo da série, que estreia no próximo mês. Não foram abordadas muitas questões, de modo a deixar a curiosidade pairar sobre o que aí vem.

Do que foi dito, destaca-se as palavras de Bender, que mencionou que leu o manuscrito do livro antes deste ser publicado e ficou logo encantado com a história. Referiu também que a série vai mostrar o monstro e o horror que existe dentro de nós, ao modo de King. Bender teceu ainda elogios à série e ao grande elenco que dá vida às personagens. Jerome, cujo último trabalho foi no filme vencedor do Óscar, Moonlight, referiu o quanto Jack Bender foi um mentor para ele, durante as gravações.

Dirk Gently SDCC

Dirk Gently (BBC America)

Na mesa de Dirk Gently estiveram presentes os atores Samuel Barnett, Elijah Wood, Hannah Marks, Fiona Dourif, Mpho Koaho, Alan Tudyk e Tyler Labine, assim como o criador da série, Max Landis, e o produtor e showrunner Robert Cooper. Durante o painel foram exibidos vídeos sobre a nova temporada da série, considerada maluca e caótica pelo moderador Kevin Smith. Landis confessou que escreveu a bíblia de 68 páginas e o piloto da série antes de saber que tinha ali uma série. Também falou um pouco sobre a forma como os personagens se refletem uns nos outros e sobre a presença de seres anómalos (que não são mutantes, mas cuja presença opera distorções na realidade), na continuação da série. Ficámos a saber que cada temporada vai focar-se num novo caso e num novo tema.

Quando questionado sobre como reagem às maluqueiras do enredo, Elijah referiu que seguem em frente, pois se tentarem perceber o que se está a passar não vão dar o seu melhor nas gravações. A conversa focou-se também nos super-poderes e nas personagens que vão surgindo ao longo da série. Labine falou um pouco sobre a sua nova personagem, Sherlock Hobbs, que tenta acompanhar a equipa de Dirk. Alan, também novo no elenco, vai interpretar Mr. Priest, um homem muito mau que tem como missão atacar estes seres anómalos. Quanto à possibilidade de Estevez (Neil Brown Jr.) regressar, Landis disse que ele está morto, mesmo que não se tenha visto o corpo dele. Vê aqui o teaser da 2.ª temporada.

Doctor Who SDCC

Doctor Who (BBC One/America)

Estiveram presentes Peter Capaldi, Pearl Mackie, Matt Lucas, Michelle Gomez, o showrunner Steven Moffat e o argumentista e ator Mark Gatiss, num painel moderado por Chris Hardwick. O painel marcou o final da Comic-Con para as séries, com direito a muitos ovações em pé e emoções, em especial pela despedida de Peter. Foi anunciada logo uma das novidades, que recai sobre o especial de Natal. Este será ainda mais especial, uma vez que vão reunir dois Doctor Who: Peter Capaldi e David Bradley (o primeiro Doctor Who). Steven referiu que a história da série é bastante flexível, o que ajuda bastante a equipa criativa.

Durante o painel, falaram um pouco sobre a decisão de terem uma atriz a interpretar o papel e como Jodie Whittaker foi a escolhida para ser a 13.ª Doctor Who. Peter aproveitou a oportunidade para elogiar Jodie e comentou que ela será incrível, uma vez que está muito entusiasmada e é uma apaixonada pela série. Matt confessou que, no início, pensou que o seu papel de Nardole ia ser muito menor e ficou muito feliz quando descobriu que afinal ia continuar na série.

Relativamente a despedidas, além das já anunciadas saídas de Steven Moffat e Peter Capaldi, a atriz Pearl Mackie também vai sair da série, participando apenas no especial de Natal. O painel encerrou com o trailer desse especial natalício.