Aqui fica a compilação de mais uma edição da nossa rubrica para quem não conseguiu acompanhá-la em directo na nossa página de facebook:

robert_sean_leonard1# Boa noite! A nossa escolha de hoje para mais uma rubrica recaiu sobre Robert Sean Leonard, ator nascido a 28 de fevereiro de 1969, em Westwood, Nova Jérsia.

2# A estreia de Robert como ator acontece no tele-filme My Two Loves, em 1986, mas o protagonismo chega logo no ano seguinte, com My Best Friend is a Vampire. Ele interpreta Jeremy Capello, um adolescente normal até se envolver com uma mulher mais velha que o transforma num vampiro.

3# Dead Poets Society é certamente um dos trabalhos mais conhecidos do ator. A história é passada em 1959, num colégio rígido de elite só para rapazes. No entanto, a rigidez da escola é ‘abalada’ por um novo professor de inglês, um homem com ideais e filosofias pouco tradicionais, que começa a inspirar os alunos. Robert interpretou Neil Perry – um dos estudantes do colégio – que quer ser ator, desejo que vai contra as vontades do pai. Se ainda não viram o filme, vejam, nós recomendamos!

dead poets society

4# Se calhar muitos desconheciam que Robert é também um ator de teatro, que entrou em várias peças e até foi nomeado três vezes para os Tony Awards. Uma dessas nomeações levou-o mesmo à vitória no ano de 2001, em “The Invention of Love”.

5# Já nos anos 90, entrou em vários filmes como Married to It (Sarilhos de Casados), Swing Kids (Os Últimos Rebeldes) e Killer: A Journal of Murder. No primeiro, faz parte de um de três casais envolvidos num projeto escolar. Embora cada par tenha de abordar um tema diferente, os seis acabam por desenvolver uma grande amizade; no segundo, faz parte de um grupo de amigos que pertencem à juventude hitleriana que não se conformam e querem rebelar-se. No terceiro, é Henry Lesser, um guarda-prisional. Um preso tenta travar amizade com ele e ele vai acabar por ajudá-lo a escrever a sua história, que é intrigante e revoltante ao mesmo tempo.

6# No tele-filme The Boys Next Door interpreta um esquizofrénico que acha que é um ás do golfe. Ele e mais três homens estão a cargo de um assistente social que adora o seu trabalho, mas que está com alguns problemas na vida pessoal. Já a sua interpretação no tele-filme In the Gloaming valeu-lhe boas críticas, nomeadamente por parte da revista Entertainment Weekly, que classificou o este seu papel como sendo “de primeira”. Aqui ele veste a pele de um homem chamado Danny que está a morrer de SIDA e regressa a casa dos pais para passar tempo com eles antes do inevitável.

7# Em Standoff (Campo de Chamas) é um dos agentes do FBI que une forças com a polícia do Texas para desmantelarem um perigoso culto religioso. Quanto ao seu papel em Ground Control (Pânico a Bordo), também aqui ele tem de trabalhar em equipa para lidar com uma série de problemas no sistema de controlo de tráfego de um aeroporto.

8# Faz uma participação especial na série Wasteland, onde interpreta um ex-namorado de Jesse (interpretada por Sasha Alexander) e passa também pela série The Outer Limits (Limites do Terror) por um episódio.

9# Robert volta ao cinema para contracenar com Ethan Hawke e Uma Thurman, em Tape, um filme que conta apenas com os três no elenco. Eles são velhos amigos de liceu, mas esta ‘reunião’ vai levá-los a vasculhar memórias dolorosas desses tempos. O regresso ao pequeno ecrã acontece no tele-filme A Glimpse of Hell, baseado numa história verídica, passada num navio da Marinha, onde uma série de problemas surgem.

10# Chelsea Walls é passado num hotel que já recebeu as mentes mais criativas do mundo e todos os que lá vivem têm uma história, incluindo Terry Olsen (interpretado por Robert), um músico em dificuldades. No tele-filme A Painted House é um dos proprietários de uma quinta que não está nos seus tempos mais prósperos.

11# Agora vamos voltar de novo às séries. O ator participou num episódio de The Blacklist, no papel de Frederick Barnes, um cientista psicopata.

12# O ator esteve em nove episódios de Falling Skies, onde interpretou Roger Kadar, um cientista um bocado obcecado, embora muito capaz, que gere a rede de energia de Charleston.

falling skies

13# Em The Good Wife foi uma espécie de juiz – um mediador, para sermos mais exatos – numa disputa entre dois agricultores, um deles representado por Alicia Florrick.

14# Provavelmente a par de Dead Poets Society, House é o trabalho mais conhecido do ator. Ele esteve presente em 173 de um total de 177 episódios da série, interpretando o Dr. James Wilson e foi o primeiro elemento do elenco a entrar para a série.

house 1

15# Wilson é o Chefe do Departamento de Oncologia do Hospital Universitário Princeton-Plainsboro. Ele é um bom médico que se preocupa com os pacientes e na vida pessoal, é um bom amigo. Como marido nem tanto, uma vez que foi casado três vezes e traiu nas três.

16# A sua característica mais notada é que é um excelente amigo. Aliás, é o único amigo de House, a pessoa que lhe atura tudo e mais alguma coisa e continua sempre ao lado dele, muitas vezes sem receber nada em troca.

17# No entanto, apesar de ser boa pessoa, Wilson não teve muita sorte. Na 4.ª temporada perdeu a namorada, Amber Volakis, na sequência de uma insuficiência renal. O azar não ficou por aqui e na temporada final, Wilson descobriu que tinha um cancro que acabaria por matá-lo. E no fim, ele teve o amigo ao lado dele, tal como merecia.

18# E assim nos despedimos por hoje, com uma foto do ator com os colegas de House.

foto.despedida

As fotos e vídeos da rubrica podem ser todos vistos no nosso facebook.