Olá, boa noite e bem-vindos a mais uma edição da nossa rubrica “Atores de Primeira à Segunda-Feira”. A nossa escolha de hoje é Sarah Wayne Callies, nascida a 1 de junho de 1977 e criada no Havai. Em 2002, Sarah conclui o curso no Conservatório Nacional de Teatro, em Denver, que a catapultou para o mundo representação. Atualmente vive com a sua família, o marido Josh Winterhalt, um professor de artes marciais, e os dois filhos, no Canadá.

Em 2003, Sarah estreia-se na representação na série Queens Supreme, um drama passado nos tribunais americanos, que foi cancelado ao fim de três episódios devido às fracas audiências. No mesmo ano, Sarah participa num episódio de duas séries policiais, Law & Order: SVU, no papel de Jenny Rochester, e em Dragnet como Kate Randall. Ainda em 2003, obtém o seu primeiro papel de protagonista na série Tarzan, ao dar vida a Jane Porter. No decorrer de uma temporada, Sarah partilha o ecrã com Travis Fimmel, que interpreta Tarzan.

tarzan

Nos dois anos seguintes, Sarah é a protagonista do telefilme The Secret Service, no papel de Laura Kelly, uma jovem agente secreta que tem de lidar com o seu trabalho perigoso e a frágil relação com a família; e participa num episódio da 1.ª temporada de Numb3rs, como Agente Kim Hall.

Em 2005, Sarah integra o elenco de Prison Break, no papel da Dr.ª Sara Tancredi. A série centra-se em Michael Scofield (Wentworth Miller), um engenheiro brilhante que planeia uma fuga da prisão para salvar o irmão (Dominic Purcell), condenado à morte injustamente. No caminho, apaixona-se por Sara, a médica da prisão e uma figura instrumental para a fuga. Prison Break decorreu durante quatro temporadas na FOX, tendo obtido uma quinta oito anos depois. Sarah pertence ao elenco principal em todas as temporadas, com a exceção da terceira, devido à sua gravidez. Há ainda a possibilidade de existir uma 6.ª temporada da série, mas ainda não existe confirmação oficial do canal.

Durante as filmagens da primeira parte de Prison Break, Sarah participa num episódio da 6.ª temporada de House, no papel da paciente Julia, e em alguns filmes: The Celestine Prophecy, como Marjorie; Whisper, no papel de Roxanne, onde contracena com o atual colega de Colony, Josh Holloway; e Bittersweet, onde interpreta Robyn.

Em 2010, estreia The Walking Dead, onde Sarah interpreta Lori Grimes durante as três primeiras temporadas. Lori é a mulher de Rick Grimes (Andrew Lincoln), a mãe de Carl (Chandler Riggs) e mais tarde de Judith. No começo da série, Lori pensa que Rick está morto e junta-se a um grupo de sobreviventes com Shane (Jon Bernthal) e Carl. Depois de reencontrar Rick, Lori luta com a culpa de se ter envolvido com Shane, principalmente quando descobre que está grávida. No final, Lori precisa de uma cesariana durante o nascimento de Judith e acaba por morrer.

Nos anos seguintes, Sarah tem participações nos filmes de ação Into the Storm, no papel de Allison, e Black November, no papel de Kate Summers; nos filmes de terror Pay the Ghost, como Kristen, e The Other Side of the Door, como Maria; e nos dramas Foreverland, como Fran; Faces in the Crowd, no papel de Francine; Lullaby for Pi, como Josephine; Tangled, nos papéis de Chloe/Sally e This Is Your Death, onde interpreta Karina.

Em 2017, Sarah dá a voz à sua personagem de The Walking Dead, Lori, na comédia de animação Robot Chicken; e participa na minissérie da National Geographic, The Long Road Home, onde interpreta LeAnn Volesky, a mulher do comandante do pelotão Gary Volesky (Michael Kelly) e líder de um grupo de apoio para as famílias dos soldados. Narrada em tempo real, a minissérie retrata os acontecimentos do dia 4 de abril de 2004, depois de um pelotão sofrer uma emboscada em Bagdade, no ataque conhecido por Black Sunday, onde vemos não só a batalha, mas também as famílias dos soldados nos EUA.

The Long Road Home

Atualmente podemos ver Sarah em Colony, que estreou a sua 3.ª temporada no dia 2 de maio, e que Sarah protagoniza juntamente com Josh Holloway. Sarah dá vida a Katie Bowman, uma mulher que navega várias decisões perigosas e éticas para proteger a sua família na ocupação de Los Angeles por seres alienígenas. Este ano, Sarah esteve em Portugal a divulgar a estreia da série no canal Syfy e tivemos oportunidade de a entrevistar. Adicionalmente, Sarah está apontada para realizar o 9.º episódio da temporada atual.

No futuro, Sarah vai participar na minissérie Unspeakable, no papel de Margaret Sanders. A história passa-se no início dos anos 80, no Canadá, e acompanha o aparecimento do HIV e da Hepatite C, e a tragédia que se sucedeu depois de milhares de pessoas terem sido infetadas com sangue contaminado, num dos maiores escândalos médicos da história do país.

Para terminar, não podemos deixar de referir que, durante a última década, Sarah tem trabalhado com o Comité Internacional de Resgate (IRC), uma organização norte-americana que ajuda populações em zonas de guerra, tendo-se deslocado a vários campos de refugiados, incluindo no Iraque, Jordânia, Sérvia, Macedónia e Tailândia. Os blogs de Sarah sobre esta organização podem ser seguidos no Huffington Post.

Sarah Wayne Callies