Boa noite! Sejam bem-vindos a mais uma rubrica ‘Actores de Primeira à Segunda-Feira’. O nosso escolhido para hoje é William Fichtner, um actor que já fez vários papéis de polícia, e inclusive deu voz a personagens em jogos como ‘GTA’ e ‘Call of Duty’. O actor nasceu numa base aérea de Long Island, Nova Iorque, 27 de Novembro de 1956. Prontos para descobrir mais sobre o seu percurso na representação?

O seu primeiro trabalho como actor foi na novela americana ‘As the World Turns’, em 1987. A personagem que desempenhou apenas por um episódio chamava-se Rod Landry. Depois continua com pequenas participações em séries, incluindo ‘Baywatch’ e uns filmes poucos conhecidos e em 94-95 consegue um papel de oito episódios na série cómica ‘Grace Under Fire’. William interpretou Ryan Sparks, um químico que trabalhava no laboratório de uma refinaria de petróleo, que namorou com Grace, a personagem principal.

http://www.youtube.com/watch?v=x8jPhoZvrFM

Em 1998 entra em terreno mais conhecido, como coronel William Sharp, no filme ‘Armageddon’, que dispensa apresentações. Fazemos a pergunta ao contrário do habitual: quem é que não viu o filme? E acrescentamos também uma curiosidade: J.J. Abrams foi um dos guionistas!

À semelhança de ‘Armageddon’, ‘Pearl Harbor’ é daqueles filmes que já passaram imensas vezes na televisão e Fichtner também aqui entrou, como o pai de Danny, que foi interpretado por Josh Hartnett. O filme conta a história do ataque japonês a uma base naval americana situada no Havai, em 1941, durante a Segunda Guerra Mundial.

Em 2001, o actor entra em ‘Black Hawk Down’ (Cercados), mais um filme que dá a conhecer mais sobre uma guerra, desta vez sobre a guerra civil na Somália, onde houve intervenção norte-americana. Fichtner interpretou Jeff Sanderson, um elemento da Força Delta, especializada em operações especiais.

Na temporada de 2002/2003 volta às séries e veste a bata de médico em MDs, que durou apenas dez episódios, embora dois deles nunca tenham sido emitidos. William desempenhou o papel do Dr. Bruce Kellerman. Jane Lynch (Glee) e Michaela Conlin (Bones), também constavam do elenco. Já tinham ouvido falar desta série?

Já tínhamos falado que o actor deu voz em alguns videojogos, mas emprestou também a sua voz a um polícia num episódio da primeira temporada de ‘American Dad’. Agora paramos em 2006, no filme ‘Ultraviolet’, passado em 2078, numa época que está a enfrentar uma epidemia em que as pessoas manifestam sintomas que parecem ser os de um vampiro. William interpreta Garth, um amigo da personagem principal, que fornece armas e equipamento para a causa que consiste em descobrir um anti-vírus. Espreitem o trailer.

Alguém conhece ‘Invasion’? Esta série dava, se não estamos em erro, na RTP1 à tarde, aos domingos. Depois de um furacão, começam a acontecer coisas estranhas numa pequena cidade da Flórida. Os habitantes terão assim que lidar com o aparecimento de seres de outro planeta que não vieram em paz. William interpretava o Xerife da cidade, Tom Underlay.  Com Kari Matchett (Covert Affairs) e Evan Peters (American Horror Story) no elenco. Podem ver aqui um vídeo.

‘Blades of Glory’ (A Glória dos Campeões) é a história de dois atletas profissionais de patinagem no gelo que se vêem banidos da mais alta competição depois de algumas peripécias. William interpreta Darren MacElroy, o bilionário pai adoptivo de um deles, que não hesita em deserdar o filho quando este é impedido de voltar a competir. Em 2008 entra em ‘The Dark Knight’ (Batman – O Cavaleiro das Trevas), onde faz o papel do gerente do Gotham National Bank.

Entre 2009 e 2011 foi Phil Yagoda em treze episódios da série ‘Entourage’. Recordam-se de o ver lá? Em ‘Drive Angry’, de 2011, encarna uma personagem mais ‘negra’, ao ser um súbdito do Diabo disposto a fazer o que for preciso. Conheçam o filme.

E antes de irmos de volta às séries, damos a conhecer a participação do nosso actor de hoje em ‘The Lone Ranger’, um filme deste ano cuja acção é passada no Oeste Selvagem. Fichtner interpreta Butch Cavendish, um bandido cruel com instintos canibais. Tê-lo-iam reconhecido? Aqui deixamos o link do trailer.

Agora, paramos em ‘Prison Break’, que é provavelmente o papel que tornou Fichtner conhecido. Falamos, claro, de Alex Mahone, o agente designado para liderar as buscas para capturar os fugitivos da prisão. Ele falha na captura da maioria deles, mas consegue chegar a alguns. Incapaz de capturar Michael e Lincoln, Mahone começa a perder a sanidade, torna-se um viciado, acaba preso e aí tudo muda. Sem querermos revelar muito, digamos que o caminho de Mahone e o de Michael se cruzam e os dois acabam por trabalhar em conjunto. Vejam o vídeo que mostra a história de Mahone.

Passamos à mais recente série de Fichtner, que protagoniza Crossing Lines, já renovada para 2ª temporada. Ele interpreta o Carl Hickman, um ex-detective da polícia de Nova York. Hickman é afastado da polícia depois de ter levado um tiro numa mão e se ter viciado em morfina para aliviar as dores. No entanto, Hickman é recrutado para se juntar à ICC, a “International Crime Court”, uma força especial de combate a crimes que atravessam fronteiras internacionais Europeias e do mundo. http://www.youtube.com/watch?v=OXcAL93SVBs

Durante a 1ª temporada de Crossing Lines somos levados a conhecer melhor este personagem de William Fichtner e a perceber melhor o seu passado e as suas acções, o que o leva a ser tão fechado e tão protector daqueles que o rodeiam. Na segunda temporada, de certeza continuaremos a descobrir mais.

Vê todas as fotos desta rubrica no nosso facebook!