01x08 - The Friendliest Place on Earth

01×08 – The Friendliest Place on Earth

Contém SPOILERS!

Wayward Pines começou com uma história muito promissora mas, tal como já referi na semana passada, tem a vindo a perder um pouco o entusiasmo. Esse paradigma manteve-se no episódio desta semana e no final deste fiquei com a sensação de que as coisas pouco ou nada evoluíram.

E digo-vos que pouco evoluiu pelo simples facto de ainda continuarmos com no desenrolar do plano que o grupo insurgente de Kate veio a preparar. Tanto este episódio, como o anterior, estiveram maioritariamente focados nesta narrativa, se não vejamos.

Na semana passada Ethan conseguiu desmantelar os dois principais planos que este pequeno grupo queria concretizar, contando com uma pequena ajuda do seu filho e a namorada. Por falar nisso, Bem sobrevive a este percalço e é ainda manipulado pela Mrs. Fischer para colocar em causa a decisão que o seu pai tomou ao libertar Harrold. Esta linha serviu para nos mostra que o acidente do qual Ethan se sentia responsável foi executado por um terrorista que ele tinha na sua custódia três semana antes de sucedido.

Mesmo com Kate presa e Harrold capturado por Ethan, o pouco que restou do grupo enverga por um novo caminho e rouba um dos camiões da cidade para derrubar finalmente a vedação que os protege do exterior. Não sendo eles conhecedores daquilo em que o mundo se tornou, ao transpor para o lado de fora da vedação são prontamente apanhados por um grupo de Abis. Resta agora saber se aquela pequena brecha trará problemas indesejados para os habitantes de Wayward Pines, facto que eu espero sinceramente que venha a ocorrer. Talvez uma invasão de Abis na cidade ou uma fuga incontrolável para o exterior, não sei surpreendam-me, mas por amor de deus criem algum contacto com o exterior.

Esta nova ameaça leva David Pilcher a questionar os procedimentos de segurança aliados à cidade, acreditando que alguém ligado a esta área tenha colaborado consciente ou inconscientemente com os insurgentes. Para tal Pam voluntaria-se para interrogar as pessoas em questão a fim de tentar encontrar a origem do problema.

Por momentos cheguei a equacionar a sua ligação a esta traição, mas no final de contas fiquei apenas com a sensação de que ela tem um bom coração e não quis fazer muito alarido em torno do não cumprimento do protocolo por parte de Reggie.

David é que não está para meias medidas neste momento e quer punir os responsáveis por este ato, ao mesmo tempo que acredita que as execuções têm de terminar. Assim sendo ele coloca Reggie de novo na sua câmara de suspensão, ainda assim como um exemplo disciplinador para os restantes, e afirma que novas regras e punições estão para chegar nestes tempos difíceis que se avizinham.

De referir ainda que o tempo que Kate tem passado na prisão serviu para nos mostrar um pouco daquilo pelo qual ela passou quando foi acordada. Tal como a maioria da população, ela não se conformou facilmente com a sua estada naquela cidade. Foi ainda revelado que ela afinal já se apercebeu de toda a verdade que envolve Wayward Pines e isso faz-me questionar o porquê de todo este plano para derrubar a vedação. Se ela já sabe da verdade há muito, ela sabia perfeitamente o que iria encontrar do lado de fora e ainda assim deixa que os seus aliados corram para uma morte eminente? No mínimo estranho.

Infelizmente foi basicamente isto que estes 45 minutos nos proporcionaram e que me deixaram com a sensação que já referi no início deste texto. Faltam apenas dois episódios para o final da temporada e espero que algo de catastrófico possa vir a acontecer, porque se nos mantivermos numa onda de tentativas de fuga da cidade andaremos sempre à volta do mesmo.

E vocês o que estão a achar desta fase que a série está a passar? Gostava de saber se pensam o mesmo que eu e quais as vossas espectativas para o final da temporada.

Nota: 7.8/10

Carlos Oliveira