Classificação

6.5
Interpretação
5
Argumento
5
Realização
5.5
Banda Sonora

[Contém spoilers!]

Eu nem sei por onde começar. Lembram-se de termos falado que sentíamos falta de Bellamy em The 100 e que queríamos ver o que é que ele andou a fazer durante a temporada toda? Pois bem, retiro o que disse. Não foi assim tão especial e certamente que não valeu a espera. Gostava de vos dizer que este episódio de The 100, Etherea, foi incrível e bem melhor que o anterior, que nos trouxe novidades e avançou na história, mas infelizmente o episódio foi só uma valente mão cheia de nada. O momento mais interessante foram os últimos minutos e mesmo assim não nos deixou propriamente felizes.

Começo por fazer um belo de um resumo deste Etherea de The 100. Bellamy e o guarda que ele ameaçou caíram na Anomalia e foram parar ao planeta que faltava conhecer, Etherea! Como já sabíamos através dos ensinamentos de Cadogan, Etherea é um planeta de montanhas e, por isso, basicamente todo o episódio é o Bellamy e o tal guarda a juntarem forças para subir a montanha e chegar até à pedra da Anomalia onde poderiam regressar a Bardo. Parece interessante? Pois, não foi! Todo o episódio foi cheio de coisas já muito batidas, como inimigos que têm de se ajudar e tal. Tudo bem por aí. Mas fica complicado quando Bellamy de repente começa a citar Pike, da 3.ª temporada. Sim, esse mesmo de que todos nós gostamos bastante! Pior, ao longo do caminho, Bellamy começa a rezar pelo Pastor e torna-se crente nele. Eu percebo que tendo estado praticamente quatro meses sozinho com um fiel do Pastor o tenha feito ter crenças e tudo mais. Não critico isso, mas do nada torna-se um fiel que até coloca o Pastor à frente da família? Pois bem, não percebo. Para não falar do tal anel no dedo dele que apareceu em Bardo e nunca foi explicado.

Para juntarmos mais um ingrediente a esta maravilhosa mistura de “Como estragar Bellamy Blake”, no final no episódio ele encontra a família e decide contar a verdade da chama a Cadogan. Sim, ele preferiu colocar a vida da irmã, da namorada e da melhor amiga em risco à conta de uma fé num tipo que meses antes ele dizia, e com razão, ser uma farsa. Bem, como devem ter reparado este episódio não me deixou nada satisfeito!

Honestamente, sinto que Etherea serviu para Jason Rothenberg destruir todo o crescimento e toda a personalidade de Bellamy. Não estou a perceber o que está a acontecer na história, sinceramente. Admito que começou bem e teve episódios até bastante bons, tendo em conta o que seria esperado, mas desde o episódio do spin-off tem sido um decair de qualidade revoltante. Nem vou falar na realização e na falta de consistência do episódio. Mas digo-vos, se algum dia virem cascas de ovo de um monstro pelo menos mostrem o monstro no episódio. Senão é super inútil terem falado disso!

Espero que o próximo episódio de The 100 seja melhor, mas começo a ter sérias dúvidas sobre este final de série. Só espero estar enganado.

Até para a semana!

Carlos Real