Classificação

8
Interpretação
7.5
Argumento
8
Realização
7.5
Banda Sonora

O novo thriller da HBO Asia em associação com a Hulu Japan, que estreou em Junho deste ano, The Head, segue um grupo de cientistas de uma estação polar denominada Polaris VI durante um inverno intenso de seis meses na Antártida. A tensão aumenta entre os cientistas graças à claustrofóbica estação polar e às longas e escuras noites antárticas. Coisas estranhas vão acontecendo a cada um deles. Todos eles vão ter que lutar pela sua vida.

O elenco internacional inclui nomes como Tomohisa Yamashita (Code Blue), Álvaro Morte (La Casa de Papel), John Lynch (The Terror), Katherine O’Donnelly (Mary Queen of Scots), Alexandre Willaume (Below the Surface) e Amelia Hoy (Killing Eve). Cada um deles com características bastante diferentes encontram-se aqui reunidos para fazerem uma série também diferente do que temos visto atualmente. Sendo que todos eles (ou quase) tiveram prestações que agradam à vista neste primeiro episódio.

Talvez The Head não venha a ser um grande sucesso, mas certamente é uma boa adição ao inventário de séries vistas para qualquer um, mais que não seja por se assemelhar ao que temos vivido nos dias de hoje (uns mais outros menos), isolamento social e como lidar com isto.

Confesso que gostei deste primeiro episódio e da maneira como as coisas foram fluindo, há um clima de tensão e curiosidade que vai aumento ao longo deste episódio e que nos deixa sem saber muito bem o que esperar dos próximos capítulos. No entanto, apesar de ser um episódio de 50 minutos, ainda não se fica a saber muito do que podemos esperar, e se foi realmente um bom episódio ou apenas foi bom o suficiente para nos entreter durante 50 minutos (o que já, por si só, é bom sinal).

Um dos aspetos negativos, para mim, é que a história está a ser contada com recursos a flashbacks, ao mesmo tempo que se investiga o que se passou nestes seis meses em que a equipa esteve em isolamento sem ver a luz do sol, em vez de estar a acontecer pela primeira vez. Neste tipo de thrillers é mais intenso quando vemos a coisa a acontecer em primeira mão e não a ser recontada porque no segundo caso já sabemos que pelo menos aquela pessoa se vai salvar e acaba por condicionar sempre o desenrolar da história. Claro que até pode fazer sentido vendo os próximos episódios e o que acabei de dizer se torne ridículo. Talvez. Tenho de ver os próximos episódios para o saber.

Resumindo, bom elenco, bom primeiro episódio e história interessante. Temos assim indícios de que pode vir a ser uma boa série de seis episódios.

Filipe Tavares