Classificação

8
Interpretação
8
Argumento
7
Realização
7
Banda Sonora

Survive é um dos “filmes em capítulos” da Quibi (a nova plataforma de streaming para o telemóvel) dividido em 12 segmentos de sete a dez minutos. A história aqui vivida é baseada num romance, com o mesmo nome, de Alex Morel.

Survive conta assim a história de Jane (Sophie Turner), que é uma doente com problemas mentais, que vai deixar as instalações de tratamento onde tem vivido nos últimos tempos com o intuito de terminar com a sua vida no avião de regresso a casa. Mas será que tudo vai correr como esperado? Pelo título da série podem depreender logo que não. Mas o que se vai passar? Não sei, mas com tão pouco tempo por episódio acho que me vou dar ao luxo de dar uma espreitadela nos próximos episódios.

Mas bem… que posso eu dizer deste primeiro episódio? Pouca coisa, até porque com apenas oito minutos não há grande coisa para falar. Posso começar logo por discutir este facto (a duração do episódio), numa série como esta, cheia de temas pesados ​​e dependente do desenvolvimento atraente das personagens (pelo menos é o que me parece à primeira vista), esta curta duração limita seriamente a quantidade de informações que podem ser oferecidas em qualquer parte/episódio, enquanto, ao mesmo tempo, oferece muito pouco tempo para permitir que os espectadores se conectem emocionalmente com as personagens.

A meu ver, e dando um fecho ao que disse acima, esta parece-me ser uma série interessante mas para ver toda de seguida, como se se tratasse mesmo de uma filme (mas com a parte chata de carregar 12 vezes para meter cada parte a dar) porque se não for assim não iremos conseguir envolver-nos tanto com os personagens nem entrar nesta história densa e dramática orientada a eles.

Para além disto, foi um bom primeiro episódio com o possível para nos oferecer em tão pouco tempo mas que nos deixa interessados para ver o que vai acontecer a seguir. Todos os atores chamados ao pequeno ecrã estiveram a um bom nível e tudo junto culminou num pequeno momento bem passado que conta com alguns momentos fortes.

Filipe Tavares