Classificação

7
Interpretação
3
Argumento
5
Realização
3
Banda Sonora

[Contém spoilers da premissa inicial]

Penance é um drama psicológico que estreou no canal britânico Channel 5. Produzido e escrito por Kate O’Riordan, conta com a participação de Julie Graham, Nico Mirallegro e Art Malik nos papéis principais.

A série segue a família Douglas, a partir do momento em que descobrem que o filho mais velho, Rob, morreu enquanto passava férias na Tailândia. A filha mais nova, Maddie, começa a entrar num declínio, sentindo-se cada vez mais perturbada com a morte do irmão. Para tentar ajudar, a sua mãe, Rosalie, leva-a a um grupo de apoio que ajuda as pessoas a lidar com a perda. É aí que conhecem Jed, uma personagem que vai alterar significativamente a vida das duas.

Este episódio foi muito bizarro. Tenho por costume não ver trailers, nem quero saber nada acerca das séries que quero ver, além da sinopse inicial. Pensei que se tratasse de um thriller, que iria seguir a morte de Rob, o que realmente aconteceu e as reações da família a esse acontecimento. E realmente, a primeira cena do episódio confirma esta hipótese: somos confrontados com a família a receber a notícia e a mãe vai dando pistas, ao longo do episódio, da sua desconfiança acerca do que realmente aconteceu, alegando que o filho não poderia ter morrido assim, e que algo tem que estar por trás disto.

A partir do momento em que a personagem de Jed é introduzida, a dinâmica da série dá uma volta completa. Sem querer dar muitos spoilers, Jed começa a ter uma atitude muito estranha em relação à mãe de Maddie. Aproxima-se de Maddie como um pretexto para ter mais contacto com a mãe. As razões para Jed fazer isto não são mencionadas, mas aparenta ser uma pessoa muito manipuladora, sem dúvida com segundas intenções. O slogan no cartaz da série é: “Loss. Lust. Lies”, e acho que descreve perfeitamente o conteúdo da narrativa.

Sem dúvida que não é uma série para mim. Tenho que dizer que a melhor parte são as interpretações dos atores, que são sólidas, mesmo nos atores mais novos. Tudo o resto me é um pouco indiferente. As cenas dramáticas foram demasiado dramáticas para mim, as cenas sexuais foram completamente desconfortáveis e, no geral, só queria que o episódio acabasse. Se forem ver, lembrem-se que isto não é um thriller, como é anunciado, mas um drama psicológico, e estejam preparados para muito drama e desconforto.

Ana Oliveira