Classificação

8
Interpretação
6
Argumento
6.5
Realização
6
Banda Sonora

Gold Digger é a nova minissérie da BBC One, que conta com Julia Ormond (que participou em Mad Men, fez parte do elenco da extinta Witches of East End e vai entrar no novo spin-off de The Walking Dead) e Ben Barnes (que é conhecido de séries como Westworld e The Punisher) como protagonistas. Ela, uma rica mulher divorciada acabada de fazer 60 anos e ele um misterioso jovem com metade da sua idade.

E será que o resultado desta fórmula (nada gasta) resultou? Pois… não muito bem. Teve os seus pontos positivos, mas acho que no final vai ser daquelas séries que rapidamente vão cair no esquecimento.

Benjamin Greene (Ben Barnes) e Julia Day (Julia Ormond) conhecem-se num museu onde ela própria já foi curadora. É o dia do seu aniversário, a amiga que ia estar com ela teve problemas com os transportes, o filho mais novo que vive com ela nem se lembrava do dia e os filhos mais velhos andavam ocupados com as suas próprias vidas. Portanto Julia é uma mulher infeliz (nossa senhora, tem um ar tão infeliz e miserável que aquela atitude de cachorrinho abandonado chega a irritar) e acabada de sair de um casamento em que o marido a deixou pela sua melhor amiga. Traída, filhos ingratos e sozinha.

A relação entre os dois floresce rapidamente e Julia apresenta Ben aos filhos poucos dias depois de o conhecer. Sou a única que acha isso tamanho disparate? Okay, um jovem nos seus vintes apaixona-se “perdidamente” e apresenta-o a toda a gente, entendo. Agora uma mulher de 60 anos já tem mais juízo.

Os filhos de Julia são todos meio idiotas. Claro que é sempre um choque quando sabemos que os pais arranjaram outros parceiros (especialmente quando têm quase metade da idade deles), mas dá para ver logo que são uma cambada de egoístas mimados. Leo só quer o dinheiro da mãe e aproveitar a vida sem ter de trabalhar e Patrick é um workaholic que parece estar aborrecido com a vida doméstica e está com muita vontade de ter um caso amoroso com uma colega do escritório (para além de que aqueles flashbacks e a estranha conversa com Della tenham dado a entender que há ali traumas do passado que o fazem odiar o pai com todas as suas forças). Talvez a única que se safa seja Della, que chama a atenção dos irmãos de que a mãe merece ser feliz e eles só têm de lhes dar o seu apoio. Julia é ainda próxima da ex-sogra, apesar de o ex-marido ser outro imbecil. Realmente, a pobre Julia não teve sorte nenhuma.

Mas como isto é um thriller e homens bonitos, simpáticos, honestos e de bom caráter não andam aí em qualquer esquina, tem de haver algo de errado com Ben (no melhor dos casos, é apenas o caçador de fortunas que os filhos de Julia pensam que é). E o flashforward para o casamento deles com Julia vestida de noiva ensanguentada indica que vai dar asneira e drama esta história toda.

Apesar de a série ser passada em Inglaterra, achei o ambiente demasiado cinzento e sombrio. A história era muito parada e não tão bem elaborada e bem escrita para nos prender durante os quase 60 minutos de episódio. Já para não falar de uma pessoa não se conseguir identificar com os personagens, mal apresentados e desenvolvidos. Destacam-se as prestações de Barnes e Ormond e toda a atmosfera misteriosa construída à volta dos personagens.

A série vai começar a ser transmitida na RTP2 a partir de hoje (domingo, dia 10 de maio) às 22h10.

Maria Sofia Santos