Classificação

5
Interpretação
4.5
Argumento
6
Realização
5
Banda Sonora

Días de Navidad é mais uma minissérie original Netflix especialmente feita para esta época natalícia. A série segue quatro irmãs durante três Natais diferentes: durante a infância/adolescência, durante a fase adulta e quando já são mais velhas. Esta família tem por norma não falar dos problemas e, por essa razão, há alguns segredos escondidos.

Tendo visto este primeiro episódio, parece-me uma série familiar. Não sei como se irão desenrolar os outros, mas o facto de as protagonistas serem crianças e de estarem vestidas de forma tão feminina e arranjada, fez-me lembrar o livro As Mulherzinhas, de Louisa May Alcott, que nunca consegui acabar. Ou seja, esta comparação não é um ponto positivo.

Nenhuma das personagens se destacou por aí além e o argumento não tem nada de original, sendo bastante óbvio qual é o segredo mais importante e que a mãe não revela por palavras, mas que é óbvio para todos os telespectadores que estão a assistir ao episódio. A Adela é uma personagem bastante irritante, está sempre a choramingar e tem medo de tudo, apesar de ter ficado a odiar a personagem e de não ter achado a interpretação da atriz assim tão espetacular, é bastante plausível que exista sempre aquela irmã certinha, que não quer fazer nada de mal. A pequena Maria é a rebelde e a Esther é a mais assertiva e que trata de tudo. Três estereótipos que funcionam sempre neste tipo de histórias.

Em suma e não havendo muito mais a dizer sobre a série, não fiquei muito entusiasmada com a mesma, mas penso que ela é dirigida principalmente a um público mais jovem e para se ver em família. Acredito que nos episódios seguintes, com as personagens mais velhas, a história possa tornar-se mais interessante, mas analisando apenas este primeiro episódio, pareceu-me mais do mesmo, cliché e aborrecido.

Cláudia Bilé