Classificação

8.2
Interpretação
9.5
Argumento
7
Realização
7
Banda Sonora

Baseado no grande e reconhecido romance de Leo Tolstoy, a BBC traz-nos uma minissérie dedicada à obra War and Peace (Guerra e Paz), uma das mais aclamadas do autor!

Com o seu nome retirado diretamente ao título da obra, a minissérie War and Peace traz-nos a história de cinco famílias aristocratas que coexistem durante a invasão Napoleónica da Rússia e devo dizer-vos que para um livro que é extremamente denso e descritivo como o de Tolstoy, Andrew Davies – o mestre por detrás desta obra de cinco episódios – faz um bom trabalho, inclusivé para quem pouco ou nada conhece a obra!

Este primeiro episódio conta-nos a história de Pierre, filho ilegítimo e revolucionário de um conde que herda as terras do seu pai, passando de um mero plebeu a um solteirão cobiçado pelas ladies da sociedade! O seu amigo, Andrei, está a caminho da guerra e a guerrear – passo a expressão – com o seu casamento condenado! Entre disputas políticas entre pró e anti Napoleónicos, o drama perdura quando Pierre se começa a inserir na vida aristocrática russa.

Também ficamos a conhecer Vassily Kuragin, um príncipe super manhoso que conspira para que o seu irmão ilegítimo Pierre fique sem as propriedades que herdou e cujos planos vão por agua abaixo quando Anna Mikhailovna intervém.

Para além destes ainda nos é introduzida Natasha (fantástica Natasha!), Hélene Kuragin, Anatole e, claro, Anna Pavlovna – protagonizada por Gillian Anderson – que nos rouba a atenção logo no início do episódio!

Evitando estender-me muito na história em si, antes que lhe tire a piada toda, porque só conhecendo estas personagens e compreendendo os romances, aventuras e desventuras de cada uma é que tudo faz sentido. Antes falo-vos dos atores, que sendo estupidamente britânicos surpreendem a desempenhar estes papéis; falo-vos da imagem, extremamente limpa, organizada e agradável e de São Petersburgo; falo-vos da modernização da série face ao livro e à época Napoleónica e em como pode facilmente ganhar leveza para que os 60 minutos de televisão não se tornem enfadonhos.

Já seria de esperar que a série estivesse boa, não fosse o mundo televisivo do U.K. conhecido por estas séries histórico-romanceadas, mas tirando uma falha ou outra devo dizer que gostei bastante! E sei de alguém que vai seguir os próximos episódios da série!

Para quem não conheça a história, devem ter uma coisinha em conta: não se deixem assustar pela introdução de tanta personagem ao mesmo tempo – já que considero que tenha sido tudo bastante condensado. Não é que houvesse grande hipótese, mas terá sido o piorzinho do episódio: é que basta um minuto de distração e já perdemos o fio à meada. Temo que o resto da série seja assim (condensar esta obra em 6 episódios é talento!), mas se tiverem vontade conseguem acompanhar sem problema.

O meu conselho a  quem leu o livro: vejam a série. apesar do toque um bocadinho britânico da coisa – quase que dá para nos sentirmos em Downton Abbey – vale a pena, nem que seja para se gabarem aos amigos de que os conseguiram convencer de que War and Peace é realmente uma obra gigante.

O meu conselho a quem não leu o livro nem conhece a história: se quiserem sentir-se motivados para pegar no calhamaço gigante que é a obra de Leo Tolstoy, aproveitem. Ficam já com uma imagem visual para associar a cada uma das personagens!

Joana Henriques Pereira