Classificação

6
Interpretação
7.5
Argumento
7.3
Realização
6.5
Banda-Sonora

Qualquer pessoa que teve uma infância minimamente feliz sabe que um dos aspetos que contribuiu para essa mesma felicidade reside nas peripécias de A Rua Sésamo e dos Marretas. Os anos passam e adaptações de cinema e televisão destes ícones continuam a chegar a um bom ritmo. A ABC deu o primeiro passo de revitalizar o mundo dos Muppets e trazer para o pequeno ecrã mais uma aventura dos nossos amigos de longa data.

Miss Piggy é agora estrela de Up Late with Miss Piggy (uma pequena “boca” aos milhentos Daily Shows ou Late Shows com comediantes americanos que dominam o horário das cadeias televisivas), mas o seu temperamento explosivo e mal-encarado continua no auge assim que o seu relacionamento com o Sapo Cocas (vamos chamá-lo de Kermit) termina abruptamente. Kermit é o showrunner do programa e todos os restantes Marretas compõem o resto da equipa, mas Kermit está a ter dificuldades em aturar o mau feitio de Piggy e controlar a equipa para filmar o seu projeto. Nisto, a primeira convidada escolhida para aparecer é Elizabeth Banks, que parece ser uma espécie de arqui-inimiga de Piggy, embora Kermit não saiba porquê. Nisto conhecemos Denise, a nova “amiga colorida” do sapo mais acarinhado da televisão e vemos Fuzzy Bear a tentar conhecer os pais da sua nova namorada, que não se conformam que a sua filha esteja numa relação com um… urso!

Os Muppets são sempre um prazer de ver no pequeno ecrã, não só porque estamos perante um regresso às suas origens, como se torna um veículo para dar a conhecer o humor da nossa infância às mais novas gerações de crianças, que estão habituadas a desenhos animados ocos e sem interesse. Claro que o piloto não é nada de transcendente e o humor parece estar também “modernizado” para o público adulto, o que coloca em causa algumas questões de até que ponto irá esta nova série seguir os princípios que discuti em cima. No entanto, a nostalgia e a saudade, a irreverência típica destas adoráveis criaturas e a câmara amadora, que capta a essência de uma espécie de Big Brother dos Muppets, acabam por trazer uma pequena brisa de criatividade e lembrança a uma geração que teve o prazer de acompanhar os primórdios da “animação” na TV. A Miss Piggy continua a ser a Miss Piggy, com tudo o que de bom ou mau isso acarreta e o Kermit, que se mantém um romântico escravizado. Temos também Fuzzy Bear num pequeno gesto de doçura e algumas saídas à lá Muppets que mostram que estão em boa forma. Elizabeth Banks e os Imagine Dragons são os primeiros convidados de uma das mais aguardadas séries desta Fall Season e o balanço é positivo, ainda que com algumas falhas que poderão (ou não) ser graves para o desenrolar dos episódios.

A questão que fica é a de até quando irão o Sapo Cocas e a Miss Piggy ficar zangados um com o outro porque, de todos os Muppets, eles são a essência e o ponto máximo deste universo, mesmo com o passar dos anos. Mas para já, saboreiem, recordem, vivam a vossa infância por 20 minutos, que compensa não só por aquele suspiro de saudade, como por aquele sorriso de vermos estas criaturas continuarem com aqueles comportamentos tão peculiares e tão característicos.

Jorge Lestre