Will Forte mostra o seu talento, carisma e peculiar senso de humor mais uma vez com a comédia pós-apocalíptica The Last Man on Earth. O título por si só chama a atenção, particularmente devido à onda de conteúdo apocalíptico que vem invadindo o pequeno ecrã. Mas a série toma um rumo mais cómico, tendo como protagonista Phil Miller (Will Forte), que pensa ser o único sobrevivente de um ataque de vírus mundial.

Março começa com uma comédia com um guião original, e um elenco encantador: The Last Man on Earth diverge-se dos sitcoms dos últimos anos: um ano depois de um vírus que limpou quase a totalidade da população mundial, Phil Miller viaja pelos diferentes estados dos EUA à procura de um sinal de vida, até se assentar numa mansão em Tucson, juntamente com o seu inventário consistindo de comida, garrafas de vinho de dez mil dólares e quadros do Monet. Veste os roupões de Hugh Hefner, faz uma piscina de Tequila e tem como os únicos amigos várias bolas. Porquê? Porque pode!

Até numa série de comédia, personagens em circunstâncias extremas têm o seu limite: Depois de demasiado tempo sozinho, Phil decide tirar à própria vida. Porém, avista ao longe fumo, a lá encontra a última MULHER na Terra. Em toda a boa comédia exige um elenco que ao mesmo tempo tem química e está constantemente a atacar entre si, e nesta série isso não falta!

Will Forte e a encantadora Kristen Schaal lideram o elenco (que de acordo com a sinopse irá ser alargada no decorrer da série) com performances surpreendentemente realistas, misturando pura comédia com emoções mais intensas e relacionáveis. O dualismo das duas personagens é o que mais impele o episódio à sua grandiosidade: enquanto que Phil é desleixado e aproveita do apocalipse para fazer tudo o que não podia fazer num mundo habitado por outras pessoas, Carol gosta de seguir as regras e de ser organizada, e logo no piloto começa a ter impacto na personalidade de Phil.

A série certamente promete ter muita graça e charme, veremos como irá desenrolar-se!

 

9/10

Cátia Neto