Classificação

8.2
Interpretação
8.5
Argumento
8
Realização
7.8
Banda Sonora

Contém SPOILERS!

Embora as audiências decaiam de semana para semana, o certo é que esta segunda temporada está melhor que a anterior! Consegue adicionar um pouco mais de ação, zombies e drama humano, bem como algumas crises existencialistas dos personagens principais ao enredo, melhorando-o gradualmente. Conseguimos então conhecer um pouco melhor alguns personagens e, finalmente, Fear The Walking Dead começa timidamente a alicerçar-se.

A vida no hotel é infernal e traz caras novas! Estas personagens novas são introduzidas num flashback relativo aos primeiros dias da epidemia zombie: um casamento decorre num dos salões quando o pai da noiva cai morto, volta como zombie e morde a filha! A organizadora do evento fecha o grupo, mas por sorte alguns deles conseguem sobreviver. A organizadora, Elena, consegue sobreviver todo este tempo com a ajuda do seu sobrinho: redirecionam os zombies como mecanismo de defesa ao longo dos corredores do edifício.

É Elena que acaba por salvar Alicia e a jovem promete-lhe a ajuda do seu experiente grupo na recuperação do seu sobrinho. O condicionamento dos zombies, a negociação com os sobreviventes do casamento e a perseguição pelos túneis acaba por trazer alguma da tensão do episódio, algo que tem feito muita falta! Em suma, Alicia consegue reencontrar Madison e Strand e o grupo de Elena continua a crescer. Por este ponto de visto, Ofelia só pode estar no grupo opositor… resta-nos saber se o fez voluntária ou forçadamente! Só tenho pena que este reencontro tenha sido demasiado forçado, no entanto, já sabíamos que iria acontecer.

Algures, Travis e Chris seguem na estrada e nós já sabíamos que o pai segue com os pés em muito mau estado. É verdade que foi algo mal feito terem posto Travis a caminhar de meias, por muito desesperado que estivesse com a situação do filho. Bem, conseguem um carro e Chris mata alguns zombies conseguindo salvar um trio que por ali andava a recolher comida. Para os mais distraídos, o trio parece que matou um casal que se encontrava naquele pequeno café. Mais tarde reúnem-se e Chris começa a revelar a sua natureza, regredindo e demonstrando o prazer que a morte lhe dá. Ao que parece, Travis está metido numa enrascada e será obrigado a seguir o novo grupo que adotou Chris.

Já Nick não deu o ar da sua graça, no entanto, acabou por não fazer grande falta para a dinâmica do episódio. Julgo que o voltaremos a ver já na próxima semana.

Resumindo: fico contente por ver a série ganhar desenvolvimentos interessantes; acabou por me conquistar por não apressar a reunião daqueles que decidiram seguir caminhos diferentes (bem ao contrário da série mãe).

Questões em análise:

  • Onde anda Nick? O grupo de Alejandro está a safar-se da perseguição do gangue do supermercado?
  • Onde está Ofelia? O mais certo é que esteja com os sobreviventes do casamento. Vai regressar ao seu grupo?
  • Elena e o sobrinho vão ter coragem de abandonar o hotel para seguir caminho com o grupo de Strand?
  • Chris vai decidir continuar neste grupo que valoriza a sua aptidão para a morte? Ou vai obedecer ao seu pai?

Rui André Pereira