Classificação

8.3
Interpretação
7.9
Argumento
7.9
Realização
8.5
Banda Sonora

Contém SPOILERS!

Depois da façanha do episódio anterior, eis que seria complicado manter aquele nível de ação e suspense. Num episódio não tão complexo como o anterior, os guionistas conseguiram desenvolver um pouco mais os personagens enquanto nos mantinham com os nervos à flor da pele.

Abigail ganhou um novo tripulante e ele está obstinado a chegar ao México. Pois é… Luis quer levar apenas Strand ao encontro de Tom e cheira-me que isto ainda vai dar que falar. Não nos podemos esquecer da facilidade com que Strand se livrou de anteriores candidatos a habitantes do Abigail. Sendo assim, a família de Travis poderá estar em maus lençóis daqui a poucos episódios.

Um plano é traçado para ir resgatar Travis e Alicia das mãos do grupo de Connor. Curiosamente, ou por se sentir em dívida, eis que Strand permite que o grupo perca doze horas e volte para trás para recuperar os dois prisioneiros. Mais uma vez, Luis demonstra-se intransigente, mas tem de cumprir as orientações do namorado do patrão. Strand admite a Madison que agora estão quites, o que significa que não lhe fará mais favores. Sendo assim, poderemos ver esta situação como uma faca de dois gumes: se por um lado nos parece que há um reforço dos laços dentro do grupo; por outro, Strand pode não estar disponível para lidar com a humanidade que ainda existe nos seus colegas de viagem.

Ainda no Abigail, a grande surpresa recai em Cris que, após provocado por Reed, e revelar o seu receio de “congelar” e não disparar sobre os seus inimigos, acaba por matar o prisioneiro. Prisioneiro esse que Madison necessita para trocar pela sua família. Não fosse o cliché, a cena ainda seria uma das mais fortes do episódio. Na minha opinião, Cris é a personagem mais inconstante da série, revelando mesmo ligeiros traços de bipolaridade. Por sorte, eis que a decisão de Cris vai favorecer a libertação do seu pai mais à frente.

Já no quartel general de Connor, acabámos por ter as surpresas mais interessantes do episódio. Por um lado, Alicia revela que a sua ingenuidade está a esvair-se aos poucos. Começa por se apoderar da navalha de Jack e acaba por convencer o rapaz a ajudá-la a planear a fuga. É certo que Jack não parece muito satisfeito com o seu grupo, mas não esperava esta mudança repentina. Quando vai visitar Travis, o padrasto aconselha-a a fugir e não voltar para o resgatar. E quem reaparece? Alex, a jovem abandonada por Strand em alto mar! Ficámos então a saber como Connor tomou conhecimento sobre o Abigail e a sua tripulação, o que até foi bastante mal feito, já que Alex não sabia o nome de todos os envolvidos.

O resgate acaba por ser um dos pontos fracos do episódio, já que foi demasiado fácil. Com Reed já zombie, a troca é rápida, já que os captores são facilmente dominados. Por seu lado, Alicia, corajosamente, atira-se ao mar para regressar para os seus, destroçando o coração de Jack. Se ela lhe tivesse pedido, aposto que ele teria saltado também sem hesitar. Em suma, esta fuga/reunião é tão fácil e repentina que até dói. Por outro lado, a perseguição em alto mar continua e não me parece que o grupo de Connor vá desistir facilmente do Abigail e da vingança pelo golpe que o grupo de Travis lhe infligiu.

Questões em análise:

  • Connor vai desistir da vingança? Claro que não! À semelhança do que acontece na série mãe, parece que vamos começar a ter um inimigo por temporada.
  • Alicia vai voltar a ver Jack? Teremos aqui um casalinho teen? Espero bem que a série não vá por esse caminho!
  • Strand e Luis arranjarão meios para levar todo o grupo para o México? Que pagamento é que têm mencionado? Para entrar onde? Sempre existe a tal casa com água e alimentos à espera?
  • Quando é que Madison aceita que Nick, Cris e Alicia são, provavelmente, os membros do grupo com mais experiência em matar zombies?

Rui André Pereira