03×23 – Spartacus

03×23 – Spartacus

Chegamos ao último episódio da temporada de Chicago Fire. Confesso que não podia ficar mais desiludido com os níveis de audiências. A série terminou com valores muito próximos do mínimo registado nesta temporada. Foi uma temporada de altos e baixos, com uma entrada muito forte mas que foi perdendo fulgor ao longo dos meses.

O episódio arranca com Casey a participar numa reunião com Jack e uns “investidores”. Claro que é tudo malta desconfiada então começam logo a revistar Casey à procura de escutas. O homem fica em pânico com toda aquela situação.
Casey escusava de ser tão negligente em relação aos seus encontros com a equipa de Chicago PD. Foi tão esperto para se ver livre da escuta e tão inocente ao encontrar-se com Voight e Antonio na rua, em frente ao quartel 51. Depois é apanhado a mentir, claro.

A história de Rice continua a fazer estragos. Os dois tenentes continuam a trocar argumentos e, tal como Casey disse, o quartel 51 já não é o 51 por causa de Rice. E a situação explode durante uma emergência, em que os tenentes assumem posições divergentes. A casa em questão não explodiu mas o clima na corporação sim. E com estrondo, novamente! Boden bem tenta tomar as rédeas da situação mas quando ambas as equipas vão provocando e criando suspeitas, fica difícil fazer controlo de danos. O próprio Boden começa a colocar em causa a sua continuidade nos comandos do batalhão. Depois de tanta confusão, Severide acaba por tentar confirmar a história de Rice e constata que o seu colega e amigo mentiu. Mentiu várias vezes e perante isso, o tenente decide despedir Rice imediatamente. O problema é que Rice vai embora mas deixou o quartel em muito mau estado.

No rescaldo de mais uma discussão bem acesa entre Casey e Severide, Gabby demonstra alguma indisposição. A minha primeira reação foi: “está grávida!”. E estava mesmo!

Joe Cruz recebeu certificação para o esquadrão 3. Ora, ninguém sabia que o bombeiro estava a tentar mudar de equipa e a notícia cai com algum impacto. Mas com isto, Otis pode conduzir o camião. Também sai a ganhar. Logo de seguida, são chamados para combater um incêndio num armazém, com várias pessoas presas no interior, incluindo bombeiros. Na tentativa de salvamento, Severide e Gabby acabam por ficar em apuros. Graças à intervenção de Boden, os dois bombeiros acabam por conseguir escapar. Ali voltou a estar em evidência o espírito que carateriza aquele batalhão.

Destaque para mais um “crossover” entre Chicago Fire e Chicago PD, com o envolvimento da paramédica Brett com o agente da polícia, Roman.

O episódio termina com Gabby à procura de Casey em casa dele. A casa estava virada do avesso e a bombeira encontra a stripper Katya ensanguentada e estendida no chão, aparentemente sem vida. Casey não estava por ali.

A temporada foi um pouco irregular. Teve demasiados episódios e histórias aborrecidas. E mesmo o final, não foi como nas temporadas anteriores. Um final sem nada de especial.
A série foi renovada para uma 4ª temporada e abrirá, certamente, com notícias em relação ao desaparecimento de Casey. Até lá, a grávida desespera.

Nota: 8/10

Ricardo Almeida