03×22 – Category 5

03×22 – Category 5

Chegamos ao penúltimo episódio de Chicago Fire. Não tem havido a “animação” das fases finais de outras temporadas e isso reflete-se nas audiências.

Este episódio mostra algum clima de tensão e até de crispação entre a equipa de Casey e de Severide. Ora, depois da conversa menos amigável entre Severide e Otis (com Cruz à mistura), era de esperar que as coisas azedassem.

Durante uma emergência, a equipa de Severide está atrasada então Boden dá ordem para que seja Casey e companhia a assumirem o salvamento. Ali começa a ser evidente que as coisas já se alastraram para lá de Severide, Rice, Otis e Cruz. E ficam feias quando Otis vai provocando e a dada altura, Severide tenta partir para a agressão. Ok, toda a gente percebeu a opinião de Otis e Boden decide dar um murro na mesa, para assegurar a estabilidade do batalhão.

No centro da confusão está Rice. E ele próprio vai contaminando os companheiros de equipa, sem que seja claro o seu real objetivo.
A relação entre os dois tenentes do batalhão também sai afetada por causa a história à volta de Rice. Depois de tanta evolução, Casey e Severide já mostravam uma relação de amizade aparentemente sólida, mas agora as coisas começaram a abanar. O mais curioso é que vivem na mesma casa.

A revelação deste episódio surge quando o sargento Voight, de Chicago PD, pede ajuda a Casey para investigar Jack sobre uns negócios pouco transparentes. Ora, depois de tudo que Voight fez a Casey e mesmo que o sargento já tenha ajudado o corpo de bombeiros várias vezes depois da perseguição a Casey, era daquelas coisas que eu não esperava. Muito menos esperava que o bombeiro aceitasse. Mas teve um bom motivo, dou-lhe crédito por isso.

Deixei a nova paramédica para último lugar. Dois episódios passados e tenho a convição que é um personagem demasiado pobre para a série, especialmente se a NBC pretendia ganhar alguma coisa com esta entrada. Mas Brett também não me convenceu logo no início. O certo é que já tivemos personagens com passagens muito fugazes na série e que foram capazes de convencer em pouco tempo.

As coisas prometem aquecer no último episódio da temporada. Casey está na boca do lobo, a tentar desmantelar uma rede criminosa. Enquanto isso, o quartel está em chamas e vai somando estragos.

Nota: 8/10

Ricardo Almeida