03×16 – Red Rag the Bull

03×16 – Red Rag the Bull

Novo episódio de Chicago Fire e logo com uma recuperação fantástica no capítulo das audiências. A série estava a perder espetadores há vários episódios mas este último trouxe o segundo melhor registo da temporada e um dos melhores de sempre. Finalmente!

Talvez a explicação para tamanha recuperação nas audiências esteja no nível que o enredo se encontra no momento. Várias histórias de relevo que têm abanado a equipa e, consequentemente, cativado o espetador.

Quanto à história deste episódio, arranca com duas bombas. A primeira é que Mouch foi contactado por uma clínica onde ele tinha sido dador de esperma para lhe informarem que houve uma falha de segurança e que os registos de todos os dadores tinham sido comprometidos. Quando Mouch percebe que pode haver um filho seu à sua procura, fica em choque. Andou o episódio todo a criar alguma resistência em relação ao facto de conhecer o filho e quando a oportunidade surgiu, ele não alinhou. O problema é que mentiu a todos quando disse que tinha conhecido o rapaz. Ora, quando a verdade aparecer, não vai ser nada bom para ele. Especialmente quando se tem Trudy, a sargento de Chicago PD, como namorada. Ela vai cozinha-lo!

A segunda bomba é que o comandante Pat já sabe que Casey andou em aventuras com a sua ex-mulher. Era uma questão de tempo até a coisa rebentar. E se Pat já andava a ser um tipo pouco simpático antes disto, depois da boa nova era de esperar que ele entrasse com tudo. E assim foi. Durante uma emergência, retirou a equipa de Casey da busca de uma criança que se encontrava no interior de um prédio em chamas. Bem, até Welch ficou surpreendido. O comandante anda a brincar com a vida dos outros e isto tem tudo para correr mal. Muito mal. E não foi preciso esperar muito. Durante essa emergência, quando todos pensavam que o trabalho estava terminado, um homem salta de uma janela para fugir ao fogo e embate com estrondo no chão. Naquele momento, Pat deve ter bloqueado completamente, pois a brincadeira dele teve consequências sérias. As chefias dos bombeiros de Chicago têm de investigar o incidente devido a uma queixa do familiar da vítima, que acusa o batalhão de negligência, mas Pat vê aqui a oportunidade perfeita para destruir a carreira de Casey, dando falsas informações às chefias.
Severide tenta fazer a coisa certa e acaba por entrar em choque com Pat, pois o depoimento dele contradiz a outra parte. Até aqui, Pat tinha Casey como alvo e os outros como brinquedo. Agora Severide também está na linha de fogo. Era óbvio que Pat ia recorrer a Welch para confirmar a sua versão e, assim, queimava Severide e Casey no caminho. Até aliciou Welch com uma promoção para voltar a ser tenente. Mas, surpreendentemente, Welch não alinhou. Confesso que desde o início do episódio que estava à espera que Pat tentasse colocar Welch a comandar uma das equipas. O que eu não esperava era que Welch recusasse quando a oportunidade estava ali, à distância de uma assinatura. Foi muito bom! Depois disto, Welch fez uma declaração que confirmava o mesmo que Severide já tinha dito e de imediato Pat foi arrumado para a prateleira. E já vai tarde! Umas semanas no cargo e tanto caos deixado. Mas acredito que a passagem dele pela série não fique por aqui.

Entretanto, Brett tenta arranjar um encontro para Gabby mas a paramédica mostra alguma resistência. O arranjinho acaba por não correr muito bem. Primeiro porque Gabby ainda gosta de Casey. E segundo, porque o arranjo era mal arranjado. Isto, pela expressão e reação dela, claro.

Mills tenta voltar à equipa de Severide, mas primeiro tem de ser dado como apto. Quem fica em choque é Brett, que sentiu ser completamente descartada pelo parceiro. Por acaso acho que a equipa até tem uma boa dinâmica e Mills, apesar de não ter o destaque que tinha enquanto bombeiro, conseguiu impor-se enquanto paramédico.

Quanto a Boden, vai estando por casa mas não larga o rádio para se manter atualizado em relação à sua equipa. E quando as coisas começam a ficar feias no quartel, os bombeiros vão ao chefe pedir que faça alguma coisa antes que o estrago seja maior. Bem, até a sua esposa está farta de ter o homem em casa a tomar conta do filho! Com o afastamento de Pat, Boden pode finalmente regressar ao quartel. Toda a gente ganha, claro.

Este foi um episódio de grande qualidade. Teve de tudo um pouco. Ação, suspense, drama e um enredo cativante que é totalmente merecedor do feedback e dos níveis de audiência que conseguiu. Muito bom!

Nota: 10/10

Ricardo Almeida