03×15 – Headlong Toward Disaster

03×15 – Headlong Toward Disaster

Mais um episódio da série de bombeiros da NBC e mais uma descida no registo das audiências, embora muito ligeira.

Este episódio dá continuidade à noite de Casey. Acorda na casa de Beth, a moça que conheceu no bar. Não tiveram muito tempo para conversar, mas ambos saíram recentemente de uma relação séria. E Casey, enquanto personagem da série, precisava de uma mudança. A história com Gabby já andava a massacrar.

Depois da morte do pai, Boden aproveita para tirar umas férias. Até o homem de ferro precisa de uma folga. Os destinos da equipa ficam entregues ao comandante Pat Pridgen que fez parte de um dos quarteis fechados no ano anterior pelos burocratas da cidade de Chicago.
Mas as mudanças não ficam por aqui. O ex-tenente Welch (sim, esse mesmo) vai ficar algum tempo no quartel 51. A equipa ficou em pulgas! E quando tentam levar a frustração junto do novo comandante da corporação, as coisas não correm como esperavam. Pat Pridgen quer Tommy Welch na corporação. Ponto.
O certo é que estas mudanças agitaram a equipa. Quando, durante uma emergência, Severide desautoriza Pat e este fica um pouco estupefacto com tal atitude. O novo comandante facilmente consegue esgotar a paciência de todos. Mas acabou por receber o troco pois ele é o marido (e logo depois, ex-marido) de Beth, com quem Casey tem andado a brincar às casinhas. Ora, até o próprio Casey ficou de queixo caído quando descobriu. O certo é que a nova relação de Casey tem tudo para rebentar com a situação profissional dele.
Com o avançar do episódio, fica claro que Pat tem um objetivo ali. O homem vai disparando em todos os sentidos, provocando, humilhando e semeando a desconfiança. As coisas tornam-se perigosas quando ele começa a mexer com as equipas em pleno teatro de operações, deixando os tenentes Severide e Casey surpreendidos.
Confesso que quando Casey se insurgiu contra Pat para defender Otis, estava à espera que corresse muito pior.

Brett volta a estar em destaque. Celia, a adolescente que foi salva por Brett no episódio anterior, procura a paramédica para lhe agradecer e, como seria de esperar, Brett acaba por se envolver. Quem não acha piada nenhuma é Sharon, mãe de Celia, que tenta expulsar Brett da vida da sua filha. O problema é que, aparentemente, Sharon não é propriamente uma mãe modelo.

Boden não parece estar a gostar muito das férias. E quanto mais tempo ele estiver ausente, maior será o estrago no quartel. Quando ele voltar (e se voltar para ali), pode não ter equipa, pois Pat e Welch estão a fazer estragos. E quando Pat descobrir a aventura de Casey com a sua ex-mulher, as coisas vão ficar muito feias. Até lá, é só um passeio para o comandante e o tenente.

Nota 8/10

Ricardo Almeida