Once Upon a Time – 04×10 – Shattered Sight
| 16 Dez, 2014
4x11 - Shattered Sight

4×10 – Shattered Sight

 

Contém SPOILERS.

E aqui está ela. Ingrid causou oficialmente o pânico em Storybrooke e apenas um punhado de pessoas está a salvo. Emma e Elsa estão imunes, Anna já sofreu do feitiço, Rumple é Rumple e, como o coração de Hook está com o feiticeiro, não foi atingido. Já o resto… Foi o caos total, tal como a Snow Queen prometeu.

Emma e Elsa descobriram que a única maneira de acabarem com a maldição é mesmo matar Ingrid, mas visto que as pulseiras impedem de a magoar, têm que arranjar outra maneira de se livrar dela… E a quem resolvem recorrer? À Regina (que está em modo Evil Queen!). Foi uma escolha acertada, sem dúvida. Regina e Emma sempre tiveram uma relação muito delicada e cheia de altos e baixos. Tanto se amam como se odeiam. Não seria muito difícil provocá-la.

Sinceramente, adorei ver Regina com os seus antigos fatos. Faz-me ter saudades da altura em que era mazinha e que não andava a chorar pelos cantos por Robin Hood. Muitas saudades mesmo.

Enquanto Elsa e Emma andavam à procura de uma solução, Anna aturava Snow, David e Kristoff e as suas picardias. Sei que, no fundo, não teve piada, mas teve muita piada. Principalmente Snow.

Snow White: You do know me. I pick flowers. I talk to birds. I do all kinds of warm, fuzzy things. And you know what else? I kill. Snow White’s a murderer. I killed the Evil Queen’s mommy. And I said I was sorry.. And I didn’t mean it.       
Anna: That’s horrible. 
Snow White: Still wanna hold hands, sing “Zip-a-dee-doo-dah”?   
 
Contudo, o melhor do episódio (em termos cómicos) ficou reservado para a fantástica luta entre Snow e a Evil Queen. Desculpem-me, mas não consegui parar de me rir. E não foi por a cena estar mal feita. Foi mesmo porque Snow e Regina já passaram essa fase há muito tempo, mas por vezes dá-me a nostalgia da rivalidade destas duas no início da série. 
 
Snow: DO NOT WAKE MY BABY! 
 
Já Rumple estava mais preocupado consigo próprio e em escapar da cidade do que com a maldição. Realmente este homem anda mesmo a pedi-las… Está tão certo de que vai triunfar que o tiro ainda lhe vai sair pela culatra. E pela culatra refiro-me a Belle, claro. Afinal, esta série fala sobre mulheres fortes, independentes e poderosas. Duvido muito que Belle esteja assim tão cega como parece. Quanto ao Hook… Pobre Hook. Ele continua a fazer o trabalhinho sujo do Dark One e até tenho medo do seu destino… Será que vão matar o quarto namorado de Emma (o Graham, o Macaco Voador cujo nome já nem me lembro e o Neal)? Claro que não. Ou espero que não. Afinal, Hook é um dos favoritos do público… Mas uma pessoa tem sempre medo! 
 
Depois de terem sido banidos da polícia por Regina, Anna e Kristoff vão parar à praia e descobrem a garrafa, a bendita garrafa que sempre me deixou a pulga debaixo da orelha… E claro que era isso a solução do problema! Afinal foi escrita por Gerda e naquele momento as únicas pessoas que podiam fazer com Ingrid ver a razão eras as irmãs. Grande trabalho de Elizabeth Mitchell, fez um excelente trabalho enquanto Snow Queen (apesar de o meu vilão preferido de “Once Upon a Time” continuar a ser ocupado por Peter Pan). Vai deixar saudades.  
 
Assim, Storybrooke foi salva da destruição e tudo ficou bem… Por agora. Ainda temos um Rumple à solta. Pergunto-me se ainda vão descobrir que ele conhecia Anna… Ainda é uma das pontas soltas da história de Frozen
 
Aquelas gargalhadas de Snow, David e Regina quando a maldição foi quebrada foram deliciosas (pareciam mais os atores em bloopers do que outra coisa, mas ficaram bem aqui!). 
 

Regina: What am I wearing? 

Os fliashbacks do episódio mostraram-nos a relação de Ingrid e Emma. Deu-nos as respostas finais e ainda nos fez ter mais compaixão por Ingrid. Ainda ficou parva com as semelhanças entre Abby Ross e Jennifer Morrison. Muito bom casting.

No próximo episódio temos a conclusão da primeira parte da temporada. Na temporada passada o nosso pessoal foi recambiado para a Enchanted Forest. Não estou à espera de um final tão dramático mas adivinham-se muitas surpresas… Desagradáveis, claro.

Nota: 8.5/10

Maria Sofia Santos

Publicidade

Populares

a league of their own

Recomendamos