3x15 - Quiet Minds

3×15 – Quiet Minds

 

Contém SPOILERS.

Começa esta review com apenas duas palavras: a sério?!

O que raio se passa na TV americana?! Eu já sabia que uma das personagens principais ia morrer mas logo no terceiro episódio da segunda metade da temporada? Not at all.

Agora que sabem que Rumplestiltskin está vivo, Hook, Regina, Emma, Snow e Charming designam um plano para o encontrar. Mas não são os únicos. A Wicked Witch também não sabe onde é que ele se enfiou. Da caça à bruxa, o episódio passou a ser a caça ao bruxo.

Como é natural, a primeira pessoa que procuram é Belle para os ajudar. Todavia, a visita à loja é interrompida com a chegada de Baelfire. Ainda bem que o senhor deu de sua graça! Por momentos ainda pensei que fosse mais um macaco-voador sujeito à Zelena.

O filho de Rumple está desorientado e não sabe o que se passa. Belle acaba por levá-lo para o hospital onde ele se reencontra com Emma. As palavras de Emma foram duras. Eu sei que o plano dela é levar o Henry dali para fora quando aquela confusão acabar (yeah, right) mas Bae não merecia ouvir aquilo porque desde que entrou na vida do filho que só quis o melhor para ele. E sim, começo a ficar cansada do Henry não saber de nada. Principalmente neste episódio.

Na Floresta Encantada, vemos Bae e Belle a tentar arranjar maneira de trazer Rumple de volta. A primeira paragem é o castelo do Dark One. Lá, conhecem Lumiere. O candelabro promete que os ajuda a recuperar Rumple. Mas claro que tudo isto não passava de uma armadilha da Wicked Witch. Quando Baelfire tenta ressuscitar o pai de forma a voltar a ver a família, o pai entra no seu corpo. Durante todo este tempo, Bae esteve em Storybrooke. Para salvar a cidade, Bae decide morrer… nos braços de Emma e sob o olhar horrorizado do pai.

A morte de Bae não foi uma surpresa, mas não foi isso que fiquei menos zangada. Para quê matá-lo? A história já tem emoção suficiente sem esta morte. Foi desnecessária. Não que ele fosse uma personagem essencial, mas foi mal usada. Livra, o Bae foi a razão pela qual o Rumple fez aquela maldição para a Regina. É o pai do Henry. Foram meses e meses com teoria acerca da sua identidade. E acabam com a personagem assim, sem dar tempo aos fãs de se afeiçoarem verdadeiramente a ele? Enfim.

Por último, mas não menos importante, gostava de saber o que é que Zelena colocou no sumo de laranja que Snow bebeu. E, já agora, o que raio quer ela com o bebé deles.

Ah, e já agora, que tal aquele encontro entre a Regina e o Robin? Agora que sabe quem ele é, o mais provável é que Regina se afaste dele, com medo de voltar a sofrer. Porém, ainda não sabemos tudo o que se passou na Floresta Encantada… E tenho quase a certeza que há mais para contar entre eles.

É muito bom ter o Rumple bom de saúde e sano. Gostava era de saber onde é que ele esteve e porque é que ele não morreu. Ah e também queria muito que voltasse para juntos do pessoal! Ver Rumple tornado escravo não é muito bonito de se ver.

Nota: 7.5/10

Maria Sofia Santos