Classificação

8.5
Interpretação
7
Argumento
7
Realização
7
Banda Sonora

[Não contém spoilers]

I am my own God and I’m worthy of my longest brief life.

Perpetual Grace LTD é o novo drama do Epix centrado em James (Jimmi Simpson), um ex-bombeiro com um passado turbulento, que se torna num vigarista e que, aliciado por Paul Allen Brown (Damon Herriman) decide roubar os pais deste, o Pastor Byron (Ben Kingsley) e a sua mulher Lillian (Jacki Weaver).

A primeira ideia que se tem da série é que parece decorrer no faroeste americano e que a qualquer momento as pessoas vão recorrer aos seus revólveres e começar um duelo de tiros. Este pensamento deves-se à fotografia escolhida, os tons sépia presentes durante todo o episódio fazem lembrar os anos 50 do oeste desértico dos EUA. As ocasionais cenas a preto e branco, por outro lado, levam à ideia de que estamos perante um thriller da década de 60 e, honestamente, não se percebe muito bem o porquê dessa escolha e qual o seu significado na narrativa (se é que há um significado). Nos primeiros dez minutos não há um único movimento de câmara e, por momentos, pensei que o episódio fosse todo assim, havendo igualmente uma simetria em todas as cenas iniciais.

De um modo geral, a história não cativou e não impressionou. Dos 51 minutos que compõem este piloto, 45 foram entediantes, sendo que apenas os últimos seis tiveram algum interesse genuíno. Há uma apresentação das personagens e a definição daqueles que serão os seus caminhos nos restantes nove episódios da temporada, os diálogos são incomuns, recorrendo diversas vezes a passagens bíblicas, mas são bons e as prestações dos atores também foram positivas. Contudo o conjunto de todas estas variáveis não resultou. O ambiente da história é simplesmente demasiado lento.

Os comentários que li online sobre este primeiro episódio foram todos positivos e anteveem uma grande temporada. Pessoalmente, apenas pelo piloto não vejo aqui uma grande série e um dos êxito de 2019. O que não implica que não melhore nos próximos episódios. Ainda assim, para quem gosta do tipo de série cuja narrativa vai evoluindo (devagar) a cada episódio, desvendando um novo segredo nos últimos minutos com um ambiente envolvente algo estranho e fora do normal, esta é uma série a ver.

Beatriz Caetano