Outlander, do canal Starz, tem-nos presenteado com muito romance – graças a Claire e Jamie – numa televisão um tanto sobrelotada de homicídios, monstros e coisas do género.

Baseada na saga de livros de Diana Gabaldon, Outlander, foca-se na história de amor épica entre uma enfermeira da Segunda Grande Guerra, Claire Randall (Caitriona Balfe), que viaja no tempo, para a Escócia de 1743, onde conheceu o bonitão e sempre apetrechado de um kilt, Jamie Fraser (Sam Heughan). Durante os primeiros 15 episódios, a Sassenach (gaélico para ‘inglesa’) e membro favorito do clã enfrentaram muitos inimigos e situações perigosas. Mas Claire e Jamie provaram o amor um pelo outros vezes sem conta.

Eles são o casal mais romântico da televisão. E aqui vão cinco razões. Se pensarem em mais alguma, não se acanhem e digam nos comentários!

Claire é uma esposa paciente 

Jamie and Claire podem ter-se casado por necessidade (apesar de não haver muitas dúvidas de que havia uma chama entre eles), mas o episódio ‘The Wedding’ mostrou-nos que eles estavam apaixonar-se um pelo outro. Se a memória vos falha, este episódio teve três cenas de sexo que passaram do sexo estranho do primeiro encontro ao reconhecimento que até gostavam um do outro até  a uma curiosidade mútua pelas necessidades um do outro (já para não falar dos corpos um do outro).

O episódio não foi apenas sobre sexo, mas sobre duas pessoas que se estavam a conhecer e a aprender a confiar uma na outra. E inverteu os papéis de homem-mulher discretamente. Em vez de ser a mulher subserviente ao homem, foi Claire que assumiu o controlo, oferecendo ao virgem Jamie a sua educação sexual.

(Que bela e doce dança que foi. Palmas para a realizadora do episódio, Anna Foerster e para a argumentista, Anne Kenney, por nos presentearem com uma hora tão honesta de televisão e  nos mostrarem que o sexo não é degradante para as mulheres)

Claire & Jamie compreendem-se um ao outro

Lembram-se quando a Claire fugiu e foi apanhada pelos casacas vermelhas na midseason finale? Jamie e os companheiros do Castelo Leoch podem ter arriscado as vidas para a salvar, mas nenhuma estava muito feliz com a confusão que ela criou.

Em ‘The Reckoning’, Jamie decidiu fazer aquilo que qualquer marido escocês de 1742 faria – bater-lhe no rabo com um cinto. Muito Christian Grey da parte dele. Apesar da controvérsia que aquele castigo criou sob o ponto de vista do século XXI, Jamie seguiu o código de honra do século XVIII – e não parecia muito feliz por isso.

Por outro lado, Claire deu tanto quanto recebeu, depois deixou-o sem sexo durante uns tempos. Para grande alívio dos espetadores, ela perdoou-o depois de ele dizer que espetaria uma faca no coração se lhe voltasse a tocar. Claire deve ter ficado com o seu crescimento (e sim, foi um trocadilho intencional), porque ela saltou para cima de Jamie, colocou-lhe a faca no corpo e disse “Se me voltas a tocar, James Fraser, cortar-te-ei o coração e comê-lo-ei ao pequeno-almoço”.

Se se lembra do episódio “Lallybroch”, Jamie praticamente implorou a Claire para que agisse como sua mulher e para se calar de vez em quando. Estão a ver, eles entendem-se na perfeição!

Claire & Jamie confiam um no outro

Depois de Geillis Duncan (Lotte Verbeek) ter ilibado Claire de bruxaria no episódio “The Devil’s Mark”, Jamie levou Claire para fora do alcance das massas desertinhas de queimar bruxas. No caminho para Lallybroch, Claire confessou tudo a Jamie acerca do seu passado – han, futuroi. E ele acreditou! Portanto sim, eles confiam plenamente um no outro.

Ele provou que a amava ao deixá-la em Craigh na Dun para ela tocar nas pedras e voltar para 1945. Ou então ele acredita no ditado, “Se amas alguém, liberta-a. Se voltar, é tua; se não nunca o foram”. Porque ela voltou!

Amor verdadeiro!

O Jamie ouve-a

Como já mencionei anteriormente, Claire foi a professora de educação sexual de Jamie no episódio ‘The Wedding’, emitido em setembro. Ele deve ter estudado com afinco até ao episódio de abril ‘By the Pricking of My Thumbs’.

Quando é que houve um episódio a começar com a cara homem entre as pernas da amante? O realizador Richard Clark e argumentista Ira Steven Behr fizeram mesmo isso! (Tal como Jamie, antes do empata do Murtagh ter batido à porta!) Fui só eu ou a cena durou uma eternidade? Jesus H. Roosevelt Cristo, como diria Claire.

Enfim, voltando aos nossos pombinhos muito ‘dados’. O escaldante início do episódio surpreendeu-me tanto que tive que perguntar a algumas amigas se um homem mergulhar daquela maneira no ato de amor era uma coisa romântica ou, vocês sabem, era apenas uma badalhoquice? (Estava mesmo assustado com aquilo).

“Sabe bem estar deitada e o homem fazer o trabalho todo” contou-me uma amiga. Outra disse, “Se ele o faz bem, não há nada melhor”. Uma terceira disse, “Podes crer! Isso é muito romântico”.

Não interessa, Claire parecia estar a divertir-se, portanto tenho que acreditar que Jamie aprendeu o que dá prazer à sua mulher e não se importa nada de o fazer…

Eles fariam tudo um pelo outro

Quantas vezes é que Claire tratou das feridas de Jamie? Claro que muitas delas vieram dos seus esforços para lhe salvar a vida ou a honra. Jamie pode não ter gostado das ações da mulher na já mencionada midseason finale, mas isso não o impediu de arriscar a vida e os membros para a salvar das garras de Black Jack Randall (Tobias Menzies). Esta é apenas uma das várias ocasiões em que Jamie a salvou, antes e depois de casarem.

Claire também arriscou a vida por Jamie. Desde que ele foi capturado pelos casacas vermelhas no episódio ‘The Watch’, ela procurou-o por toda a parte. Primeiro ela juntou-se à irmã dele, Jenny Fraser (Laura Donnelly). Quando a parelha não obteve os resultados desejados, Claire não baixou os braços. Murtagh Fitzgibbons (Duncan Lacroix) substituiu Jenny. Ele e Claire tornaram-se trovadores ambulantes para encontrar o homem dela.

Quando ela finalmente o encontrou no episódio ‘Wentworth Prison’, ela foi destemida face às dificuldades em libertá-lo. Ela estava disposta em enfrentar Black Jack outra vez para salvar o marido.

Até agora, nada resultou e Jamie continua preso, e, de fato, ele sacrificou o membro – a mão – para o maléfico casaca vermelha libertasse Claire.

Tradução: Maria Sofia Santos

Artigo original [http://tvshowpatrol.com/news/outlander-5-reasons-claire-jamie-are-tvs-most-romantic-couple/]