Depois de termos feito uma crónica com os nossos dez atores preferidos do cinema, decidimos fazer o mesmo exercício, mas juntando antes aqueles que são os nossos eleitos no mundo das séries. Uma série que tivesse todos estes nomes no elenco seria qualquer coisa de fantástica – pelo menos para nós – e vamos sonhando. Sim, porque não é nada provável irem parar todos à mesma série, mas sonhar não custa.

Josh Charles

Antes de The Good Wife, já tinha visto Josh em Dead Poets Society (O Clube dos Poetas Mortos) que, diga-se, é um filme que toda a gente devia ver. Na altura, confesso que não reparei muito nele, mas na série da CBS, rapidamente ele se tornou o meu personagem preferido. Grande feito, uma vez que eu tenho tendência a gostar mais de personagens interpretadas por mulheres, mas hey, Will Gardner suplantou Alicia Florrick, Diane Lockhart e Kalinda Sharma na minha lista de preferências. Teria merecido o reconhecimento através de algum prémio pelo seu trabalho na série, mas azar, não venceu nada. Seja como for, é um grande ator e um homem muito charmoso.

Josh Charles

 –

Sara Ramirez

Grey’s Anatomy de parte, Sara é uma atriz pouco conhecida, não fez muitos trabalhos em cinema ou televisão, mas a sua fama nos teatros da Broadway é reconhecida. Aos 30 anos, ganhou um Tony (uma espécie de Óscares do teatro) de melhor atriz e no ano seguinte tornou-se a cirurgiã Callie Torres, a minha personagem preferida do mundo das séries. Acho-a fantástica numa vertente dramática, mas igualmente boa num registo mais cómico. Sou da opinião de que quando partilha o ecrã com quem quer que seja, rouba as atenções para ela, de tão fantástica que é. E já a ouviram a cantar? Dá vontade de a pôr no repeat durante todo o dia. Qualquer série ou filme ficaria mais ‘rica’ por tê-la no elenco.

Sara Ramirez

 –

– Sarah Paulson

Lana Winters é uma das personagens mais poderosas que tive o prazer de conhecer através do mundo das séries. Favoritismos de lado, mesmo que não gostasse tanto (e gosto!) da personagem, havia que admitir na mesma que Lana é qualquer coisa de muito fascinante e quem melhor do que Paulson para interpretar uma mulher tão forte? A actriz tem uma presença muito forte e já provou ser uma cabra vilã fabulosa em 12 Years a Slave. Pena que os senhores que atribuem os Emmys se esqueçam sempre de a premiar pelo trabalho em American Horror Story. Já estou ansiosa por vê-la em American Crime Story.

sarah_paulson

 

– Taylor Schilling 

É uma vergonha para mim não ter prestado grande atenção a Taylor na primeira temporada da genial Orange Is the New Black. No entanto, a segunda temporada apresentou uma Piper diferente, uma personagem diferente, que cresceu imenso e que, aí sim, assumiu verdadeiramente o protagonismo, fez-se notar a sério e fê-lo tão bem! Tenho de rever a temporada inicial da série, porque agora tenho a certeza de que Taylor terá feito um excelente trabalho. Eu é que estava ocupada a aborrecer-me com Piper e a adorar Alex, para reparar no belo trabalho que ela fez. É outra atriz que está a merecer um Emmy!

495484267_16x9_992

Vera Farmiga

Bastou uma pequena cena de cerca de cinco segundos no filme The Boy in the Striped Pyjamas para me apaixonar por Vera como atriz. Uma reacção tocante da personagem dela no filme foi suficiente para mim e a partir daí, procurei acompanhar o trabalho dela. Vera torna grande qualquer papel pequeno, tem uma presença cativante e incrível, e é-me impossível desviar os olhos dela quando está no ecrã. Up In the Air, The Departed, The Judge, Orphan e Nothing But the Truth valem a pena ser vistos por serem bons filmes, mas sobretudo porque Vera entra neles. Ainda comecei a ver Bates Motel por causa da atriz e, como sempre, o seu desempenho é fora de série, mas não faz o meu género e não continuei a acompanhar.

vera-farmiga-web

 

 

Eva Green

Eva Green é aquela atriz que nos fascina só com o olhar! Depois da sua interpretação em Penny Dreadful, onde dá vida a Vanessa Ives, não há como não aceitar Eva como uma das melhores atrizes da atualidade. Dona de uma cara bonita e expressiva, e de uma extraordinária vocação para a representação, Vanessa demonstrou com grande realismo os limites da existência humana. Quem não ficou boquiaberto com as suas cenas de possessão? Muitos atores de cinema deviam ter aulas com esta senhora.

eva_green

William H. Macy

Dono de uma longa carreira com quase quarenta anos, William H. Macy dispensa apresentações. Sendo uma presença assídua no cinema, é nas séries que ele se torna popular entre o grande público. Na adaptação americana de Shameless, William desempenha brilhantemente o papel de Frank Gallagher, um pai ausente, patologicamente egocêntrico, que não vê qualquer problema em explorar os filhos. Com este desempenho, William elevou consideravelmente a fasquia da representação pois, apesar de odiarmos a sua personagem, não há como não reconhecer a importância deste Frank para o sucesso da série.

Williiam H. Macy

Tom Riley

Embora a sua carreira tenha quase dez anos, Tom passou despercebido do grande público até à estreia da série Da Vinci’s Demons. É aqui que Tom se torna popular, graças à sua brilhante representação do génio renascentista, Leonardo da Vinci. Tratando-se de uma figura icónica da nossa história, já muitos foram aqueles que representaram este mestre dos sete ofícios, mas apenas Tom o concretiza de forma tão realista. Além disso, não nos podemos esquecer que Tom esteve recentemente em Portugal, na Comic Con, a representar a sua série… e, além de simpático e divertido, demonstrou ser um excelente ser humano (ou então é mesmo um excelente ator).

Tom Riley

Andrew Lincoln

Apesar de estar na profissão há mais de vinte anos, Andrew Lincoln popularizou-se assim que foi selecionado para protagonizar uma das séries do momento: The Walking Dead. A primeira temporada não demonstrou o potencial do ator, pelo facto de se tratar de uma personagem linear, simples, ou seja, tratava-se do típico herói certinho que existe em cada série. Com o evoluir de The Walking Dead, Andrew tem-nos presenteado com uma excelente interpretação, já que o seu Rick Grimes foi a personagem que mais evoluiu desde a sua apresentação ao público. Aqueles momentos em que Rick raia a insanidade são fantásticos e de grande realismo.

Andrew-lincoln

Dean Norris

Dono de uma longa carreira, Dean Norris está de pedra e cal em Under the Dome. Desde os episódios iniciais reparámos que o seu “Big Jim” Rennie não era flor que se cheirasse… e não é mesmo. Talvez por ser mesmo má pessoa, ou devido ao efeito de estar enclausurado numa redoma invisível e indestrutível, Big Jim torna-se o vilão da série e mata quem se atravessa no seu caminho. O desempenho de Dean Norris é uma das imagens de marca da série e esperamos que esta personagem regresse na terceira temporada! Quem não sentiu medo só da expressão do olhar de malvado que ele consegue fazer?

dean-norris

Quais são os vossos atores e atrizes de sonho?

.

Diana Sampaio e Rui André Pereira