A britânica BBC revelou as suas novas apostas, incluindo adaptações de algumas obras bem conhecidas do mundo da literatura. Descubram tudo aqui!

O clássico de ficção científica The War of the Worlds (Guerra dos Mundos), de H. G. Wells, vai ser adaptado pelo argumentista Peter Harness (Jonathan Strange and Mr Norrell. As filmagens da minissérie, que terá três episódios, vão começar no início do próximo ano. A obra, publicada no final do século XIX, foi uma das primeiras a narrar um conflito entre a espécie humana e seres extraterrestres e já deu origem a um filme protagonizado por Tom Cruise.

Também vinda da literatura clássica está Little Women (As Mulherzinhas), da autoria de Louisa May Alcott, que será adaptada por Heidi Thomas, criadora de Call the Midwife. A história centra-se nas irmãs March, Meg, Jo, Beth e Amy, que vivem com a mãe, enquanto o pai se encontra na guerra, e acompanha o seu crescimento até se tornarem mulheres. “[…] é um dos mais adorados romances da língua inglesa e por um bom motivo”, declarou Thomas. “A sua humanidade, humor e ternura nunca expiram, e como um estudo do amor, do luto e do crescimento não há igual. Não poderia haver melhor altura para revisitar a história de uma família a lutar pela felicidade num mundo incerto e estou entusiasmada por trazer as raparigas March a uma nova geração de espectadores”. A série será constituída por três episódios e os trabalhos começarão em julho.

A terceira adaptação literária, também com três episódios planeados, é a de Black Narcissus. Escrito por Rumer Godden e publicado em 1939, conta a história de uma paixão ilícita. No centro do enredo está a Irmã Clodagh, uma freira que, acompanhada de outras, viaja para o Nepal para estabelecer um ramo da sua Ordem religiosa numa localidade remota.

A quarta e última adaptação da literatura anunciada é a de A Suitable Boy. A obra, publicada em 1993, foi escrita por Vikram Seth e segue a história de uma jovem mulher, Lata, enquanto procura encontrar a sua própria identidade e o amor na Índia, depois da Partição, que separou a república da Índia dos países que hoje conhecemos como Paquistão e Bangladesh. A mãe de Lata está determinada em arranjar-lhe um marido, mas depois de ver a sua irmã num casamento arranjado, Lata não quer o mesmo. Assim, sente-se dividida entre o dever que tem para com a família e a sua vontade de viver um romance. Acaba por embarcar num jornada recheada de amor, de desejo e de desilusões amorosas quando três pretendentes muito diferentes reúnem esforços para casar com ela. Passado em 1951, o enredo incluirá uma abordagem à situação política do país.

The Wilsons, outra minissérie de três episódios, protagonizada por Ruth Wilson (The Affair), é inspirada na vida da avó da atriz. Passada em três décadas diferentes, os anos 30 na Índia, os anos 40 em Londres e os anos 60, o drama centra-se em Alison Wilson, que considera ter um casamento normal e feliz. No entanto, quando Alec, o marido, morre, Alison vê-se confrontada com o aparecimento de uma mulher que diz ser a verdadeira Mrs. Wilson. Assim, Alison vai fazer tudo ao seu alcance para provar que o seu casamento é válido e que Alec a amava. No entanto, quanto mais investiga, descobre um mundo de segredos, já que o marido era um espião britânico.

Giri/Haji, uma colaboração com a Netflix, centra-se num detetive de meia idade que viaja de Tóquio para Londres à procura do irmão mais novo, que se julgava morto. No entanto, novas informações levam a crer que estará a trabalhar para um gangue na capital inglesa e que é procurado pelo assassinato de um homem de negócios japonês.

Terminamos com Come Home, cujas filmagens decorrerão na Irlanda do Norte. O drama familiar, constituído por três episódios, centra-se numa mulher que toma uma decisão muito complicada: deixar o marido e os três filhos. A série pretende explorar as complexidades do casamento e de ser pai (ou mãe).