Classificação

8
Interpretação
6.8
Argumento
7.5
Realização
7
Banda Sonora

[Contém spoilers]

Se tivesse de explicar esta série a alguém, seria mais ou menos assim: Deus desiste da Terra e o Daniel Radcliffe compromete-se a salvar-nos com um beijo. A realidade é um pouco mais complexa que isto, mas como sinopse funciona. 

A série em si é uma comédia simpática e muito genuína sobre um anjo chamado Eliza (Geraldine Viswanathan) que se propõe a salvar a Terra de um Deus exausto e pronto a admitir derrota. Quando Deus (Steve Buscemi) decide que a única coisa a fazer é rebentar com a Terra e investir num restaurante galático que dá pelo nome de Lazy Susan, Eliza interfere em nosso favor e compromete-se a responder a uma prece “impossível” para nos salvar a todos do Juízo Final. 

Com a ajuda de Craig (Daniel Radcliffe), um anjo solitário que vive para responder às nossas preces mais banais, Eliza aposta com Deus que conseguirá responder às preces de dois jovens apaixonados que pedem intervenção divina para o despontar de um romance entre ambos. Craig propõe que a prece se dê por respondida assim que o casal der o seu primeiro beijo e Deus aceita, deixando o futuro da humanidade dependente de um simples e glorioso ato romântico.

É uma série subtil, uma comédia de sorrisos e não de gargalhadas. A simpatia que se sente pelas personagens é imediata e a intensidade da sua preocupação prende-nos à história. Como piloto, este episódio poderá não ter a força necessária para fazer voltar um espectador novo e é de facto uma pena, porque uma coisa vos digo: se alguma vez olharam para cima e desejaram que alguém vos ouvisse, que houvesse alguém a responder às vossas preces, Craig e Eliza são os anjos que querem do vosso lado.

Raquel David