O criador de Shades of Blue, Adi Hasak, tem uma nova série, Margeaux, um drama internacional sobre o massacre ocorrido nos Jogos Olímpicos de Munique.

A série será contada sob a perspetiva de dois homens: um psicólogo israelita da Mossad, os serviços secretos de Israel, e o palestiniano responsável por orquestrar o ataque.

Neste massacre, ocorrido no ano de 1972, onze membros da equipa olímpica israelita (atletas e treinadores) foram feitos reféns por um grupo terrorista palestiniano e acabaram mortos. A história deste que é considerado o maior atentado terrorista a acontecer num evento desportivo já foi também contada no filme Munich, de 2005.

A série será produzida em múltiplos idiomas, incluindo o árabe, inglês e alemão e a produção deverá precisamente começar este outono. O argumento da 1.ª temporada ficará a cargo de Hasak, que assume também a função de showrunner. Já JJ Wienkers (Eyewitness) integrará as equipas de argumentistas e produtores.

O Massacre de Muniqye ocorreu em 1972, durante os Jogos Olímpicos de Verão. O grupo terrorista palestiniano conhecido por Black September fez como reféns 11 membros da equipa israelita e, acabou por os matar a todos depois de um dia que foi transmitido. Em consequência desse ato, uma equipa da Mossad Israelita foi mandada atrás dos responsáveis, para vingar a morte dos atletas.