Classificação

5.5
Interpretação
5.5
Argumento
7
Realização
7
Banda Sonora

Contém Spoilers!

Neste episódio de Legends of Tomorrow temos duas principais linhas de ação. A primeira é a que segue a aventura de Sara (e Ava) no subconsciente de Ava, numa tentativa de a resgatar. A segunda é o confronto entre Neron e Nora e os poucos avanços que foram dados na narrativa principal.

A invasão de Sara ao subconsciente de Ava para a salvar foi a melhor parte de um episódio medíocre. Sara e Ava, juntas, têm que conseguir encontrar o caminho de saída através do local que inconscientemente Ava criou, uma loja de mobília para a casa, tipo um IKEA. Isto porque as suas preocupações são a sua vida em conjunto com Sara e o que poderá não resultar a longo prazo. Assim passam por muitas peripécias que no final levam a perceber uma única coisa. Sara não quer muitas raparigas diferentes, apenas uma que possa ter durante muitos anos. Ava. Foi um momento relativamente bonito, dentro do estilo não muito emocionante a que já estamos habituados. Não é uma série que tente puxar muito ao lado da emoção.

A parte do episódio que avançou na história principal foi um pouco fraca. Houve um confronto que não se percebe (inicialmente) quem ganhou e uma série de discursos não muito bem preparados. Se a temporada passada forneceu um vilão com personalidade e interessante, esta temporada está muito fraca nesse aspeto. Foi interessante voltar a ver Constantine a tratar do seu passado ao falar com Desmond. Espero mudar de opinião nos quatro episódios que faltam, mas está a ser uma série de episódios aceitáveis, meio desconexos. Atenção que tenho gostado muito de alguns episódios, mas falta aquela sensação de querer avançar no plot principal por querer descobrir o que vai acontecer. Nenhum herói é bom sem um vilão à altura. Sem falar de toda a cena entre Zari e Nate, que é uma relação que tem tido algum interesse e foi completamente apalhaçada neste episódio, usada apenas para dar tempo de antena a personagens que, caso contrário, ficariam de fora!

Espero que o próximo seja melhor.

O que acharam?

Raul Araújo