Kari Matchett (Covert Affairs), Darren Mann (Chilling Adventures of Sabrina) e Stephen Moyer (True Blood) irão protagonizar o drama de espionagem canadiano Fortunate Son, uma série de espionagem que decorre no caos político e social dos anos 60.

Matchett interpreta Ruby Howard, uma americana, que fugiu para o Canadá para fugir à Lei. No caos dos finais dos anos 60, da Guerra do Vietname e do movimento de protesto anti-guerra, Ruby ajuda a fazer entrar clandestinamente no país desertores da Guerra do Vietname e jovens que fugiram à chamada para a guerra. O que ela não sabe é como é que as suas ações se irão desenrolar e quem a está a observar. Mann será Travis Hunter, um desertor da Guerra do Vietname, cujo passado conturbado o segue até ao Canadá e às vidas da família Howard. Moyer irá dar vida a Vern Lang, um agente da CIA.

O elenco já tem também confirmados os nomes de Kacey Rohl (Wayward Pines), Rick Roberts (L.A. Doctors), Patrick Gallagher (Endgame), Ty Olsson (Men in Trees), Alex Nachi (Bon Voyage) e Zoé de Grand’Maison (Orphan Black).

Sobre a série, Sally Catto, diretor-geral da CBC, diz: “Fortunate Son leva-nos a um período da história do Canadá que ainda não foi representado de forma dramática na CBC. Tendo em conta a sensação de agitação política e social que se vive hoje em dia, esta é a altura certa para contar a história.”

Fortunate Son é sobre espionagem, ativismo político e amor, lealdade e cura. O mundo parecia estar à beira de um cataclismo em 1968. As divisões entre raças, gerações e sexos pareciam irreparáveis, mas também havia um sentimento de otimismo, uma crença de que a mudança era possível e que toda a gente tinha um papel a representar. O mundo continua atormentado pelos mesmos problemas de 1968, mas continuamos a vee o mesmo ativismo crescente e vontade de mudança.”, acrescentou Andrew Wreggitt, criador e produtor executivo da série.

A produção já está em andamento, em Calgary, e a série será lançada no canal CBC e no serviço de streaming CBC Gem no inverno de 2020.