04x06 - From A to B and Back Again

04×06 – From A to B and Back Again

Contem SPOILERS!

Depois de receber a confirmação de que Haqqani está vivo, por parte de Aayan, Carrie segue em frente com o seu plano, levando o rapaz a acreditar que de facto iria para Londres. Aayan foi levado a acreditar também que as mesmas pessoas que o haviam ameaçado estavam a segui-lo, pondo em causa a sua saída do país. Até certa altura fomos também levados a crer que de facto estava alguém atrás do rapaz, mas para mim foi óbvio de mais e nunca acreditei nisso.

Como alternativa Aayan diz que o seu tio o podia tirar do país em segurança, exatamente o que Carrie pretendia desde o início. Com a invasão da casa e o suposto sequestro de Carrie, o rapaz lá vai ter com o seu tio, mas não sem a companhia de um drone.

Max junta-se finalmente à equipa de vigilância que está na embaixada, enquanto Fara fica responsável pela limpeza da casa onde Carrie e Aayan estiveram. Foi só eu que achei que Carrie foi realmente injusta com Fara? Não acredito.

É enquanto Fara limpa a casa que Dennis avança com o seu plano forçado. Mesmo com Fara dentro de casa, ele foi remexer nos sacos do lixo, tomando assim posse de algumas fotografias de Aayan.

Posteriormente ele reúne-se com Ball Buster mesmo em frente do tal abrigo da CIA. Além de lhe contar sobre o mesmo, dá-lhe a conhecer que Carrie é no mínimo bipolar e que tem um plano que envolve o rapaz que colocou o vídeo na internet. Estas informações agradaram bastante a Buster.

No meio destes acontecimentos, Quinn vem a saber que afinal Gazi nunca desembarcou em Joanesburgo e tenta contactar Saul, mas sem sucesso. Só passado um dia e depois de várias tentativas falhadas é que se lembram de confirmar o embarque dele. Como já sabíamos ele nunca chegou a sair de Islamabad, mas como não deixaria de ser tal só se vem a descobrir nos momentos finais, mas já falarei disso.

Voltando à viagem de Aaayn para a fronteira, ele ainda sofreu alguns percalços, mas o rapaz lá conseguiu chegar ao destino.

Vimos ainda que existe um sentimento entre ele e Carrie, o que é normal da parte de Aayan, mas Carrie não se devia deixar envolver nisso, custando-lhe ainda mais o que se passou.

Para contentamento de todos os que estavam na embaixada, Haqqani aprece novamente e têm aqui uma grande oportunidade para o matar, mas não sem matar também o seu sobrinho. Mas para piorar ainda mais a situação, no exato momento em que Quinn conta a Carrie que Saul nunca saiu do país, ele aparece nas mãos dos homens do terrorista.

Haqqani conta ao sobrinho quem é o homem que ali está, dizendo-lhe que ele foi manietado, com o objetivo de chegar a ele. Como paga por tudo isto, Aayan é morto pelo tio á queima-roupa, deixando Carrie completamente fora de si, ao ponto de querer autorizar o ataque, mesmo que isso cause a morte do seu mentor. Quinn felizmente estava lá e não permitiu que tal acontecesse.

Fiquei realmente surpreendido com o facto de Haqqani ter Saul consigo. Para mim, tal como disse na semana passada, ele estava nas mãos do ISI. A morte de Aayan também foi algo que não esperava e isto dá-me motivos para considerar que a narrativa está a melhorar. Vamos ver o que irá Carrie e companhia fazer para recuperar Saul, agora sem qualquer pista para chegar ao paradeiro dele.

Nota: 8/10

Carlos Oliveira