04x03 - Shalwar Kameez

04×03 – Shalwar Kameez

Carrie está de regresso a Islamabad, agora como nova chefe da estação, mas ainda sem grande apoio do pessoal que lá trabalha. O rosto mais visível disso é John Redmond, que havia sido nomeado chefe dessa mesma estação, e não gosta das questões que Carrie coloca.

Outro problema que ela tem é o bloqueio que a embaixadora colocou, impedindo a sua equipa de estar no terreno. Para contrariar isso ela conta com uma ajuda inesperada. Saul veio para o Paquistão com a nova equipa de segurança e isso surpreende Carrie.

Mesmo com a sua resistência inicial ela lá aceita a ajuda de Saul para revogar o bloqueio imposto. Saul não podia ser a melhor influência para tal, uma vez que ele e a embaixadora já estiverem para casar. Carrie e a embaixadora concordam em recomeçar do zero e tentar resolver o problema que foi criado entre os EUA e o Paquistão.

Ainda antes de Saul ir embora temos mais uma demonstração do quão bem ele conhece Carrie. Mesmo sem ela lhe poder dizer nada, ossos do ofício, ele percebe que ela ainda não confia na equipa que tem na estação e como tal já havia reunido uma equipa da sua confiança.

Essa equipa tem caras bem conhecidas, sendo elas Fara e Max. O que eles pretendem é chegar a contato com Aayan e tentar arrecadar alguma informação que possa guiar Carrie na sua busca.

A primeira abordagem feita por Fara, fazendo-se passar por uma jornalista, não resulta. A intimidação de que Aayan foi vítima no último episódio está a resultar e isso dá ainda mais certezas a Carrie de que ele sabe de alguma coisa. A segunda tentativa é feita pela própria Carrie e acredito que a sua promessa de o tirar do país venha a dar os seus frutos.

Quinn continua a refugiar-se na bebida e está com ideia de sair da CIA. O interrogatório praxe destas situações não o deixa muito contente quando é confrontado de que a sua escolha de salvar Carrie tem motivos passionais.

Quem está a assistir a este questionário é Dar Adal, o seu mentor, e não desiste dele assim tão facilmente. As suas chamadas não obtêm resposta por parte de Quinn e então o próximo passo é ir a casa dele.

Dar Adal confronta-o novamente com a ideia de que ele está apaixonado por Carrie e Quinn sufoca Adal, dando a ideia de que o seu futuro na CIA está acabado. A ver vamos.

A morte de Sandy não sai da cabeça do Quinn, o que é normal, e continua a ver no Youtube o vídeo do acontecimento. Com uma visualização mais pormenorizada, ele apercebe-se que está alguém do outro lado da rua com um auricular a comandar a revolta.

Prontamente ele liga para a Carrie, envia-lhe o link do vídeo que estava a ver, e conta-lhe as sua suspeitas. Posto isto ela pede-lhe mais uma vez que venha ter com ela, já que ele é o único agente de campo em quem ela confia. Ele acaba por aceitar dizendo-lhe que ela é a pessoa no mundo a quem é mais difícil dizer não.

Esta nova pista pode levar a uma mudança no rumo da história e assim espero que aconteça. Para já ainda não estou a ver nada de especial na narrativa mas espero sinceramente que as coisas comecem a ser mais interessantes rapidamente.

Nota: 7/10

Carlos Oliveira