Classificação

7.5
Interpretação
7.3
Argumento
7.4
Realização
7.5
Banda Sonora

Atenção: esta review contém spoilers!

I Want A New Drug é o nome do episódio desta semana de Grey’s Anatomy, representando o 14.º episódio desta 15.ª temporada.

Neste episódio, Meredith quebra o recorde da cirurgia mais longa alguma vez feita no hospital, enquanto os restantes médicos lidam com um surto de overdoses na comunidade. Entretanto, Jackson tenta convencer Maggie a ir acampar e a relação de Levi e Nico continua a desenvolver-se.

Ao contrário do que tenho por hábito fazer, gostava de começar esta review com a minha opinião geral sobre o episódio. I Want A New Drug foi, a meu ver, um episódio mediano para Grey’s. Não foi mau, de todo. Manteve-se dentro do standard de qualidade da série, mas ainda assim esperava mais.

Mais uma vez, acho que Grey’s pegou num bom tema, mas não lhe prestou a devida atenção. Aconteceu o mesmo com o episódio anterior e a temática do uso de armas de fogo. Sinto que está tudo a ser abordado de forma bastante superficial, o que faz com que seja difícil criar empatia para com as personagens e aquilo pelo que estas estão a passar. Não percebo o porquê desta decisão, mas numa altura em que me custa prestar atenção a um episódio inteiro, sinto falta dessa ligação.

Passando, então, para narrativas específicas: não há nada especial a dizer sobre a cirurgia de Meredith. Correu tudo bem e a médica espera um dia vir a quebrar novamente o seu próprio recorde, o que acho admirável. Já a parte em que Jackson resolve ajudar um senhor sem abrigo foi algo de que realmente gostei, apesar de achar que o médico dispõe de meios para fazer mais do que aquilo que efetivamente fez. Também me pareceu interessante a situação da mãe que levou o filho quando foi arranjar drogas e toda a discussão em torno de quem deve ser ajudado: a mãe ou o filho.

Pareceu-me acertado que Teddy tenha assumido a responsabilidade de tratar de Britney, ao invés de passar esse fardo a Maggie. Estranhei, no entanto, o facto de, no episódio passado, as coisas terem terminado tão mal entre os pais da rapariga e Owen e neste episódio estar tudo tão calmo. Será que se aperceberam que Owen estava a ser um bocado parvo?

Como podem ver, várias questões e vários pontos de vista, todos abordados de forma muito pouco satisfatória. Espero que o futuro traga melhores dias para a série, porque aquilo que ela nos anda a trazer simplesmente não chega.

Inês Salvado