Classificação

7.5
Interpretação
7.5
Argumento
7.6
Realização
7.7
Banda Sonora

Atenção: esta review contém spoilers!

Esta semana, Grey’s Anatomy trouxe-nos Fight For Your Mind, o 22.º episódio desta sua 14.ª temporada. Neste episódio, Alex e Jo viajam até ao Iowa para encontrar a mãe de Alex, de quem o médico não tem notícias há algum tempo. Entretanto, a apresentação de Meredith sobre os seus mini-fígados atrai muita atenção e Jackson trabalha para reconstruir a fundação.

Comecemos, então, por falar um pouco sobre Alex e a situação com a sua mãe. Como vimos no episódio anterior, Alex descobriu que Helen (Lindsay Wagner), a sua mãe, não tem depositado os cheques que este lhe envia mensalmente. Preocupados e temendo o pior, Alex e Jo viajam para o Iowa em busca de respostas, mas aquilo que encontram não é bem o que esperavam.

Devido à doença de Helen, Alex esperava encontrar a sua mãe no meio de um dos seus episódios psicóticos ou, pior ainda, morta. A realidade, no entanto, é bem diferente e, apesar de um pouco confusa, bastante mais positiva. O nosso Dr. Karev encontra a sua mãe completamente lúcida, a trabalhar na biblioteca local. Helen está quase tão surpreendida por ver Alex como este está por a ver tão… normal.

Apesar de obviamente feliz por ver Helen em tão bom estado, há algo que incomoda Alex (na minha opinião, com toda a razão): porquê agora? Após uma infância e adolescência completamente miseráveis, em que Alex se viu obrigado a prescindir da sua vida enquanto criança e a ser o adulto, para cuidar não só da sua mãe, mas também dos seus irmãos, agora é que Helen melhora? Parece um sentimento um pouco ingrato, mas estaria a mentir se dissesse que não percebo o ponto de vista de Alex.

Este sentimento não tarda a causar uma pequena discussão entre os dois. Felizmente, Jo sabe exatamente o que fazer e leva Alex a um campo de treinos de beisebol para que este possa descarregar a sua raiva de uma forma não problemática. No final, Alex acaba por fazer as pazes com Helen, chegando mesmo a apresentar a sua mãe a Jo. Não me parece, no entanto, que iremos ver Helen no casamento destas duas personagens; como Helen mencionou, manter a sua rotina é uma parte crucial para se manter sã, pelo que me parece improvável que esta a vá quebrar para ir ao casamento do seu filho, mas nunca se sabe.

Entretanto, ao ver Marie Cerone no hospital, Meredith resolve esconder-se até à hora da sua apresentação. Acaba por entrar no Joe’s, onde conhece David, um médico que está na cidade para assistir à sua apresentação. Meredith começa por não revelar a sua identidade a David, mas isso rapidamente cai por terra. Os dois conversam durante algum tempo, até que chega a hora de Meredith fazer a sua apresentação.

Ao iniciar a sua apresentação, Meredith vê Marie novamente e resolve corrigir então o grande erro da sua mãe. Ali, à frente de todos, Meredith pede desculpa a Marie pela decisão de Ellis e renomeia o método Grey para método Grey-Cerone. Ao terminar a sua apresentação, Meredith dá de caras com Marie, que lhe agradece por aquilo que fez. Apesar de Marie dizer a Meredith que quer falar com ela, a médica afirma que já lhe disse tudo o que tinha a dizer.

Ainda neste episódio, seguimos um pouco a história de Amelia e Betty, à medida que Amelia tenta ajudar a jovem no seu processo de reabilitação. Apesar de a médica ter as melhores intenções, Betty resiste à sua ajuda e acaba mesmo por fugir da casa de Owen. Irritada com a situação – não só com a fuga de Betty, mas com aquilo que levou a que esta se tornasse numa toxicodependente –, Amelia acaba por ir a uma reunião e chega mesmo a afirmar que toda esta situação a faz sentir falta das drogas. Pessoalmente, admiro o que Amelia está a tentar fazer, mas ainda assim acho que a sua decisão de ajudar Betty foi muito precipitada e temo que seja demasiado para a médica.

Entretanto, Bailey e Richard lidam com a situação de Vik, que tenta processar o hospital por o terem despedido após este praticar medicina sob a influência de drogas. Como mencionei anteriormente, toda esta situação me irrita profundamente, mas a verdade é que gostei imenso da forma como Bailey resolveu a situação. Não acho que Vik mereça regressar ao hospital, mas ainda bem que Miranda não lhe pediu desculpa quando a verdade é que ele é que esteve completamente errado.

Por fim, Arizona lida com uma paciente que, após a morte do seu pai, desenvolveu uma fobia a procedimentos médicos. Uma vez que a sua bebé, ainda por nascer, precisa desesperadamente de cirurgia, Arizona vê-se forçada a convencer Teresa a seguir em frente com o procedimento. Numa visita pouco ortodoxa à casa da sua paciente, Arizona explica a Teresa que, enquanto mãe, faria tudo pela sua filha, e que é isso que Teresa deve ter em mente. Como seria de esperar, Arizona acaba por convencer a paciente a realizar a cirurgia e, felizmente, tudo corre bem. No entanto, este caso faz com que Arizona reflita um pouco sobre Sofia, sendo que, no final do episódio, a médica decide que o melhor que pode fazer pela sua filha é mudar-se com ela para Nova Iorque.

Pessoalmente, acho que este foi um bom episódio de Grey’s Anatomy, que começa, pouco a pouco, a pintar uma ideia do que será o final desta 14.ª temporada.

Inês Salvado