Classificação

3
Interpretação
2
Argumento
4
Realização
2
Banda Sonora

Com data de estreia a 13 de agosto nos Estados Unidos, Get Shorty é, supostamente, um thriller cómico. Após a adaptação do livro com o mesmo nome para filme em 1995, com direito à participação de John Travolta, chegou a vez de Davey Holmes tentar a sua sorte na adaptação da história.

Infelizmente, nem a participação de Chris O’Dowd e Ray Romano me fez ficar atenta à série. No início, ainda fiquei indecisa entre perceber se o que se estava a passar era realidade ou parte de um filme – somos apresentados à “Tiazona Malvada”, Amara De Escalones (Lidia Porto) de seu nome, e à máfia que trabalha para ela.

Corta!

Agora vemos Miles (Chris O’Dowd) no cinema com a filha Emma. Ah ok, então era tudo parte do filme? Então estes 5 minutos não quiseram dizer nada? Ok. A seguir, tem uma discussão com a mulher em que percebemos que está a tentar reconciliar-se. Segue-se uma cena em que ficam a ver um carro a ser destruído no ferro velho, enquanto Miles conversa com o seu colega de trabalho sobre coisas da vida, tipo o facto de o trabalho ser perigoso e a mulher não o aceitar de volta por isso. E de seguida percebemos que, na realidade, Miles faz parte da máfia do início do filme.

Corta!

Uma rapariga encharcada, um homem a falar com ela, um yeti que do nada rebenta com a parede e começa a fazer qualquer coisa à rapariga.

Corta!

Miles e o seu colega aparecem novamente, após cenas que não interessam grande coisa, desta vez com uma missão a cumprir, encontram um prostituto e fazem das suas. Lá encontram a pessoa que procuravam e após ter tentado negociar uma posição de produtores num filme que interessou a Miles, olhem… Descanse em paz. Miles repara que existe um guião ao seu lado. É a sua oportunidade de mudar de vida e sair da máfia da Tia Amara.

Apesar da fotografia do episódio estar muito boa (aquela imagem dos legumes é uma delícia visual), infelizmente este argumento num episódio de 60 minutos não consegue cativar, referindo ainda que é suposto ser uma comédia, ou pelo menos ter alguma piada, coisa que infelizmente não consegui encontrar. Talvez se o episódio tivesse sido cortado em dois tivesse sido mais fácil de seguir e não se tornaria entediante. No entanto, se gostarem de séries maçudas sobre a máfia, esta é uma ótima hipótese!

Daniela B.