Maio é considerado o mês da família e, como membros importantes dela, também os irmãos têm um dia, precisamente hoje, que lhes é especialmente dedicado. Assim sendo, e como nunca deixamos de assinalar estas datas, cá estamos para uma nova crónica que celebra o amor entre irmãos em várias das nossas séries preferidas.

Erin e Danny Blue BloodsErin e Danny Reagan (Blue Bloods): Erin e Danny têm outro irmão, Jamie, para além de Joe, que já morreu, mas é a relação entre eles a que acaba por ter mais destaque na série. Os dois têm uma idade próxima, enquanto Jamie é bastante mais novo, e como têm personalidades e visões muito diferentes sobre vários assuntos, acabam por chocar em inúmeras ocasiões. No entanto, não deixam de ser próximos, respeitam-se, adoram-se e estão sempre presentes um para o outro nos momentos difíceis.

Tim and Billy Friday Night LightsTim e Billy Riggins (Friday Night Lights): Não há mais ninguém, Tim e Billy são a única família que resta dos Riggins. Como irmão adulto de um adolescente, seria de esperar que Billy servisse como modelo para Tim, mas nem por isso. Os dois adoram festas e beber copos a mais, mas, com o passar do tempo, Billy torna-se um irmão mais responsável, uma espécie de figura paternal. Também é sabido que podia ter havido no futuro de Billy uma bolsa de estudo para jogar golfe, mas que para tomar conta do irmão mais novo nunca a poderia ter aceitado. Os dois irmãos sempre se juntaram para a asneirada, mas como ia ser pai, Billy percebeu que tinha de fazer alguma coisa para poder providenciar ao bebé tudo aquilo de que este precisasse. Assim sendo, meteu-se nuns esquemas ilegais, com o conluio de Tim, mas a coisa acabou por ser descoberta. No entanto, Tim assumiu a responsabilidade total do crime para que o irmão pudesse ser um pai para o filho. Se isto não é amor de irmãos, então não sei o que há-de ser. É discutível que tenha sido o correto, até porque eram os dois responsáveis, mas acho que Tim achou que se tratava de cuidar de Billy, retribuindo o facto de este ter tomado conta dele quando era miúdo.

Owen Megan Grey's AnatomyOwen e Megan Hunt (Grey’s Anatomy): Acho que as relações entre irmão e irmã são um pouco diferentes de quando se trata de dois rapazes ou raparigas. Há um sentimento de proteção, algo paternal, principalmente quando a rapariga é a mais nova. Algo meio terno, mas também um bocado melga quando os dois se tornam adultos. Owen é aquele tipo de homem que acha que sabe sempre aquilo que é melhor para os outros – apesar de nas suas próprias relações nunca parecer saber muito bem o que quer – e daqueles que confunde um pouco autoridade com amor e proteção. Ele passou muitos anos a pensar que Megan estava morta e não duvido que isso o tenha destroçado, nem tampouco que a sua felicidade e alívio, diante de toda aquela surpresa, foi imensa quando descobriu que afinal a irmã estava viva. Sabemos também que ele se culpou por Megan ter entrado naquele helicóptero – quando se tratou de uma decisão dela – e por não a ter conseguido proteger, mas por outro lado também sabemos que ele minou a possibilidade de Megan receber uma promoção no exército. E porquê? Porque não sabe parar de interferir. Quando veio para Seattle, transferida de um hospital da Alemanha, Megan teve sempre o irmão presente, preocupado com o estado de saúde dela, mas não tardou a que os dois entrassem em desacordo. Primeiro porque Megan percebeu que o irmão não tinha um casamento feliz e saudável com Amelia e deu-lhe na cabeça por isso, com toda a sua frontalidade. Depois, inverteram os papéis e foi Owen a mostrar-se reticente em relação ao grande passo que Megan daria de ir com Nathan para a Califórnia, onde juntos criariam Farouk. Quando Megan voltou a Seattle por breves momentos na 15.ª temporada, voltou aos sermões sobre a vida amorosa do irmão. Acho que era precisamente aquilo que Owen precisava de ouvir, mas que só importou porque saiu da boca de Megan. Como quaisquer bons irmãos eles adoram pegar um com o outro e arreliar-se, mas o amor está lá.

Haley Quinn One Tree HillHaley e Quinn James (One Tree Hill):One Tree Hill ia avançada quando conhecemos Quinn, uma das irmãs mais velhas de Haley. A relação das duas é boa, muito próxima, como devia ser a de qualquer par de irmãs. Depois de o casamento de Quinn ter terminado, esta foi para Tree Hill à procura de um refúgio, junto da irmã. Nem sempre tudo é perfeito entre elas, mas não se podia pedir que fosse muito melhor do que isto. Já eram próximas em crianças – embora Haley, por ser a mais sossegada, fosse alvo de algumas provocações inofensivas por parte de Quinn – e assim continuaram ao longo dos anos.

Piper Cal Orange Is the New BlackjPiper e Cal Chapman (Orange Is The New Black): Estes dois não partilham muitas cenas em Orange Is the New Black, mas tenho pena. Cal é um tipo descontraído, de quem ninguém espera muita coisa, e pouco dado a julgamentos ou preconceitos, por isso não fica chocado ao saber que Piper cometeu um crime e que vai para a prisão por causa disso. Acredito que tenha ficado surpreendido, mas de forma muito diferente dos restantes membros da família. Há um outro irmão Chapman, Danny, que nunca vimos, mas Piper e Cal mostram-se bastante cúmplices. No entanto, a prisão de Piper causou um grande inconveniente a Cal. Ele estava habituado a ser uma espécie de parasita da família, mas com o currículo criminoso de Piper revelado, tornou-se ela a ovelha negra e passou a ser esperado mais de Cal do que anteriormente, para seu descontentamento. No entanto, isto mudou apenas a dinâmica familiar e não a relação entre irmãos. Aliás, foi Cal quem foi buscar Piper à cadeia e lhe deu boleia para casa. Espero que possamos ver mais da relação deles na temporada final da série!

Drew Amber ParenthoodDrew e Amber Holt (Parenthood): Mais do que irmãos, Drew e Amber são também melhores amigos. Não podiam ser mais diferentes, mas confiam muito um no outro e apoiam-se em todos os momentos, nos bons e nos maus. Como irmão mais novo, Drew procurava conselhos junto de Amber acerca de questões amorosas e ela tratava-o como igual e não como um miúdo. Drew e Amber tiveram sempre uma relação bastante sólida de fazer inveja dentro e fora do ecrã.

Debbie Vic Queer as FolkDebbie Novotny e Vic Grassi (Queer as Folk US): Quando era mais novo, Vic foi infetado pelo vírus do HIV, que mais tarde o deixou doente com SIDA, e viu-se obrigado a deixar o trabalho e a viver sob os cuidados da irmã Debbie, que o ajudou a recuperar e a sobreviver à doença. Assim, quando ele decide sair de casa, ela ressente-se da decisão, sentindo que o irmão não mostra gratidão por tudo o que ela fez por ele. É claro que Vic não estava a tentar magoá-la de nenhuma forma, estava simplesmente a tentar viver a vida dele depois de tanto tempo doente, mas os dois tiveram uma grande discussão e, pouco depois, Vic morreu com um ataque cardíaco. Debbie sentiu-se culpada, embora tenha acabado por perdoar-se a ela mesma, mas a relação dos dois é muito mais do que o pior momento que viveram.

Amantha Daniel RectifyDaniel e Amantha Holden (Rectify): Quando era um adolescente, Daniel foi acusado do homicídio e violação da namorada e acabou por ir para a prisão por esses crimes. Apesar de ser ainda uma miúda, Amantha sempre acreditou na inocência do irmão e fez todos os possíveis para prová-lo. Quando, ao fim de cerca de vinte anos, Daniel foi libertado depois de ter sido injustamente condenado, a sua adaptação ao mundo exterior revelou-se difícil. Em duas décadas o mundo viveu grandes mudanças às quais Daniel não assistiu e tudo se revela um desafio, não apenas fora de portas, mas dentro da própria casa. Entretanto tornara-se um homem feito e a família teve dificuldades em adaptar-se ao seu regresso e ele a eles. O grande apoio revelou-se Amantha, a irmã mais nova e a única que parecia ser capaz de agir com normalidade e à-vontade à beira dele. Inclusive, ela voltou para a terra natal quando o irmão foi libertado para poder estar perto dele.

Jude Callie The FostersCallie e Jude Jacob (The Fosters): Durante muito tempo, estes dois miúdos só se tiveram um ao outro e, como mais velha, Callie tornou-se uma verdadeira protetora do irmão. No sistema de acolhimento, passaram por muita coisa, inclusivamente por lares abusivos, e Callie fez sempre os possíveis para que nada de mal acontecesse a Jude. No entanto, a sorte bateu-lhes à porta quando Stef e Lena os acolheram em sua casa e, mais tarde, os adotaram. No entanto, foi nessa altura que a relação entre irmãos passou por algumas fases complicadas. Voluntária ou involuntariamente, Callie teve sempre uma certa tendência para atrair problemas e isso incomodava Jude, porque ele atribuía isso ao facto de a irmã parecer querer sabotar aquilo que de bom lhe acontece na vida. Depois, Callie continuava a agir como uma figura maternal para Jude, o que o irritava. Ele estava a crescer, não precisava que a irmã tomasse conta dele, além de que passara a ter duas mães, duas adultas que sabiam o que estavam a fazer, e Callie podia ser apenas a irmã dele. Seja como for, a relação dos dois é pautada pelo amor e era delicioso ver os momentos de ternura entre eles.

The GoldbergsErica, Barry e Adam Goldberg (The Goldbergs): Os Goldberg são o tipo de irmãos que poderíamos esperar encontrar numa série de comédia familiar. Erica é a mais velha, Barry é o filho de meio e Adam é o caçula da família. São os três muito diferentes e passam muito tempo a mandar vir uns com os outros ou a tentarem desviar para cada um a atenção sufocante da mãe. No entanto, as pequenas zangas não passam disso: coisas menores. No fim de contas, eles são bons miúdos que se apoiam e sabem ser altruístas nos momentos mais importantes.

Muitos mais irmãos haveria, claro, mas também já tínhamos tido a oportunidade de falar sobre vários em duas crónicas anteriores sobre o tema, Os Melhores Manos das Séries e Top 10 Irmãos das Séries, onde certamente podem encontrar alguns dos mais icónicos.

Quem são os vossos irmãos favoritos da televisão? Partilhem connosco!

Diana Sampaio