Continuamos a dar a conhecer curiosidades sobre séries e, desta vez, decidimos partilhar algumas sobre Will & Grace, a comédia de sucesso da NBC.

1. Inicialmente, os criadores da série, David Kohan e Max Mutchnick, apresentaram-na como uma comédia sobre casais que tinha como personagens secundários um homem gay e a sua colega de quarto, uma mulher hetero. No entanto, foram precisamente estes os personagens que conquistaram o interesse da NBC e então a série acabou por ser construída com eles como protagonistas.

2. John Barrowman (Arrow) era um dos nomes na ‘corrida’ para dar vida a Will Truman, mas acabou por não ficar com o papel por ser “demasiado hetero” e a escolha então recaiu sobre Eric McCormack. Isto acaba por ser engraçado, uma vez que Barrowman é assumidamente homossexual e McCormack é hetero.

3. Nicollette Sheridan (Desperate Housewives) perdeu o papel de Grace Adler para Debra Messing nas audições finais para a série. Quem também fez casting para interpretar a personagem principal feminina foi Yasmine Bleeth (Baywatch).

4. Também a perder um papel, mas o de Jack McFarland, nas audições finais, esteve Alexis Arquette, em detrimento de Sean Hayes. Alexis, já falecida, é uma atriz transgénero.

5. Megan Mullally viu-se obrigada a decidir por dois papéis, o de Karen Walker em Will & Grace e o de Carrie Heffernan em The King of Queens, e quase se decidiu por este último, mas ainda bem que assim não foi. Ainda sobre Karen, a personagem é conhecida sobretudo pelo seu peculiar tom de voz, mas Mullally, no piloto, usou o seu tom normal, tendo passado a fazer a voz característica apenas no segundo episódio.

6. Karen é uma personagem de tal forma popular que a NBC considerou a possibilidade de criar um spin-off centrado nela. Contudo, a má experiência com Joey, o spin-off de Friends que não durou muito, a ideia foi reconsiderada e acabaram então por criar, ao invés, um talk show intitulado The Megan Mullally Show.

7. O papel de Beverly Leslie, o némesis de Karen, ia ser interpretado por Joan Collins (The Royals), mas a atriz acabou por desistir no último minuto. Isto aconteceu porque haveria uma cena que envolvia uma discussão entre Beverly e Karen em que as duas personagens puxavam o cabelo uma da outra e Joan não queria que a sua peruca fosse arrancada. Assim, Leslie Jordan entrou em cena e Karen acabou por ter um inimigo e não uma inimiga.

8. Em 1998, numa altura em que os personagens gays ainda estavam longe de ser uma constante no panorama televisivo, Will & Grace fez história no pequeno ecrã. Inclusive, Joe Biden, antigo vice-presidente dos Estados Unidos, fez louvores à série por ser um veículo de aceitação para a comunidade LGBT. “Acho que Will & Grace provavelmente fez mais para educar o público americano do que quase qualquer um fez até agora.”

9. O reboot da série surgiu quase como uma piada. Muchnick abordou o elenco para fazer uma mini-reunião em que abordavam as eleições presidenciais americanas de 2016. Daí até trazer a série de volta, a tempo inteiro, foi um pequeno passo, com os quatro atores principais a concordarem rapidamente.