Muitos criadores vão buscar inspiração às suas próprias vidas e a pessoas que conhecem para as suas séries e os seus personagens. Aconteceu isso com Seinfeld, Transparent, The Simpsons e The Goldbergs, para citar apenas alguns exemplos. A maioria de vocês também poderá saber que séries como Orange Is the New Black, GLOW ou The Bold Type também tiraram inspiração da vida real ou de pessoas reais, para além de outras igualmente óbvias, como American Crime Story, The Tudors, Band of Brothers, The Kennedys ou The Pacific, centradas em figuras conhecidas da História ou em momentos importantes. No entanto, há muitas outras personagens das nossas séries que foram inspiradas em pessoas reais e que vale a pena dar a conhecer:

Untitled-1
Allison DuBois [Medium]: A protagonista de Medium não é fruto da fértil imaginação do criador da série, Glenn Gordon Caron, mas sim inspirada numa pessoa real, Allison DuBois, que trabalhou durante vários anos com a polícia a resolver crimes, fazendo uso das suas capacidades psíquicas.
Untitled-1
Brienne of Tarth [Game of Thrones]: A guerreira da popular série da HBO terá sido inspirada em Joana d’Arc. Ambas são mulheres de armas (literalmente) e para quem a lealdade tem uma enorme importância. Brienne prometeu a sua lealdade a Catelyn Stark e às suas filhas, enquanto Joana, segundo reza a história, terá sido chamada por anjos para dedicar a sua vida a Carlos VII, que herdou o trono francês na altura da Guerra dos Cem anos.

Untitled-2Cersei Lannister [Game of Thrones]: A personagem foi inspirada em Margarida de Anjou, da casa de Lencastre (sendo que é difícil ignorar a semelhança do original Lancaster com o nome Lannister).  As duas tiveram casamentos cujo objetivo era criar alianças políticas; ambas estiveram no poder quando os seus maridos deixarem de o poder exercer e viram ser questionada a legitimidade dos seus filhos.

 

Untitled-2
Daenerys Targaryen [Game of Thrones]: Daenerys tem umas quantas coisas em comum com a Rainha Isabel I de Inglaterra. Ambas bem armadas (Dany com os dragões; Isabel com a marinha de guerra), com pretensões de expandir o seu poder (uma até ao Trono de Ferro; a outra queria estabelecer a primeira colónia britânica na América), as duas também puniram um conselheiro próximo que as tinham traído. Mais óbvio do que isso é ainda o facto de ambas serem mulheres de poder em mundos geralmente governados por homens.

Untitled-1

Dany Santino [Necessary Roughness] – A personagem principal da série da USA Network foi buscar inspiração a Donna Dannenfelser, uma psicóloga que trabalhou com os New York Jets, uma equipa de futebol americano. Donna, inclusive, foi produtora executiva na série, acumulando ainda créditos de escrita em dois episódios.
Untitled-1
Don Draper [Mad Men]: O protagonista da série da AMC foi inspirado em Draper Daniels, um executivo do mundo da publicidade que era o criativo da agência Leo Burnett Worldwide, Inc., com sede em Chicago. Ambos homens confiantes e persuasivos, Daniels foi o responsável pela criação da campanha Marlboro Man, sendo que uma das mais importantes da série também é de uma marca de cigarros, Lucky Strike.
 Untitled-1
Enoch “Nucky” Thompson [Boardwalk Empire]: A inspiração para Nucky veio, um pouco, de Enoch “Nucky” Johnson, um político de Atlantic City, Nova Jérsia, durante a época da Lei Seca nos Estados Unidos. O verdadeiro Nucky é também conhecido por ter recorrido à extorsão, mas na série várias liberdades criativas foram feitas de forma a distanciar um pouco a personagem do homem que a inspirou.
Untitled-1
Jack Donaghy [30 Rock]: O criador e produtor de Saturday Night Live, Lorne Michaels, foi a inspiração para uma parte de Jack. “Profissionalmente, [Jack é] um protótipo de vários executivos da GE, mas, na sua vida pessoal, é Lorne Michaels”, confessou Alec Baldwin, o ator que dá vida ao personagem na série.
Untitled-1
Joffrey Baratheon [Game of Thrones]: O fedelho mais odioso da televisão foi buscar inspiração ao Imperador Calígula. Não é apenas um corte de cabelo semelhante que os dois partilham, mas também mães incrivelmente ambiciosas e o prazer de torturar pessoas, principalmente se tivessem assistência. No final, os dois também acabaram da mesma forma: assassinados.
Untitled-2
Lucious Lyon [Empire]: O patriarca da família Lyon foi inspirado no rapper Jay-Z. O cocriador de Empire, Danny Strong, sentia-se fascinado pelo passado criminal do músico e pela forma como atingiu o estrelato apesar de as probabilidades estarem todas contra ele e, por isso, decidiu incluir parte dessa história de vida na de Lucious.
Untitled-1
Olivia Pope [Scandal]: A protagonista da série da ABC é inspirada em Judy Smith, uma consultora de gestão de crises que trabalhou como porta-voz da Casa Branca durante a presidência de George Bush. Depois disso, começou uma firma dedicada à gestão de crises e ao estabelecimento de relações com os media onde trabalhou com clientes como Monica Lewinsky e Wesley Snipes, prestando também apoio à Sony Pictures Entertainment depois de a empresa ter sido vítima de um ciber-ataque em 2014. Smith é coprodutora executiva e consultora técnica em Scandal.
Untitled-1
Omar Little [The Wire]: David Simon, o criador de The Wire, trabalhou como repórter num jornal de Maryland onde teve contacto com Donnie Andrews, um traficante de droga e assassino que se tornou informador da polícia. Foi ele quem inspirou o personagem Omar Little e Andrews acabaria até por se tornar consultor na série.

Untitled-2Temperance Brennan [Bones]: A série é inspirada numa saga de livros da autoria de Kathy Reichs, que além de professora universitária é também antropóloga forense. Foi precisamente a sua experiência como antropóloga a inspirar os livros centrados em Temperance Brennan, mas não foi apenas apenas a sua experiência profissional a passar para o papel, já que alguns traços da personalidade da personagem são comuns a Reichs. Bones estreou vários anos depois da publicação do primeiro livro da saga, Déja Dead (Testemunhas do Silêncio) e encontrou em Emily Deschanel a sua protagonista.

Untitled-2

The Countess [American Horror Story: Hotel]: A condessa Elizabeth Báthory de Ecsed tem o recorde do Guiness World Record da mais prolífera mulher como assassina em série, com cerca de 600 mortes. Ela torturava e matava raparigas jovens e virgens, acreditando que ingerir o seu sangue e banhar-se nele a manteria jovem e bonita para toda a eternidade. Foi ela a inspiração para a personagem de Lady Gaga na 5.ª temporada de American Horror Story.

Untitled-2
Tony Soprano [The Sopranos]: Vincent “Vinny Ocean” Palermo, um italo-americano que era o chefe de uma família da máfia de Nova Jérsia, foi a figura que inspirou Tony Soprano. Em comum, os dois tinham  o facto de fornecerem capital para clubes de striptease e de, mais tarde, terem entregue as rédeas da máfia a terceiros.

Untitled-2

Vincent Chase [Entourage]: O personagem principal da série da HBO é baseado sobretudo em Mark Wahlberg, mas outras estrelas como Leonardo DiCaprio e Tobey Maguire terão também ajudado a moldar Vincent. A série ter-se-á inspirado na ascensão de Walhberg, que passou de pouco conhecido a mundialmente famoso. O próprio fez parte da equipa da série como produtor executivo.

Untitled-2

Walder Frey [Game of Thrones]: Ralph Neville, um lorde britânico do século XIV que teve 23 filhos, terá inspirado, em parte, Frey. Nascido no seio de uma família que era considerada a segunda mais poderosa do norte, Neville reuniu esforços contra a rival Casa de Percy, usando todos os meios necessários para tal e fazendo alianças que rapidamente desfazia.

Diana Sampaio