Como o Dia dos Irmãos foi na passada quinta-feira, não podíamos deixar passar a data (pelo menos não muito). As nossas séries estão recheadinhas deles. Há para todos os gostos. A bem ou a mal, família só há uma. Aqui ficam então a minha lista dos melhores manos das séries.

Os Gallagher (Shameless)

shameless_wide-4c2511c8f269c8fa7ee1c7fd02acf5ad01586d7b-s6-c30

Os seis irmãos mais famosos de Chicago são, sem qualquer sombra de dúvida, uns sobreviventes. Com um pai alcoólico e uma mãe bipolar, os manos Gallaghers há muito que se desenrascam sozinhos. Contudo, o dia a dia deles seria muito mais difícil se não se tivessem uns aos outros. Comecei a ver a série em parte por causa disso. Eles tomam conta uns dos outros, sempre. Apesar de terem os seus altos e baixos e lutarem contra a miséria, são uns lutadores. Para mim eles são um dos maiores exemplos de como a família (neste caso) faz a força.  

Sarah Manning & Felix Dawkins (Orphan Black)

Apesar de Sarah e o divertido Felix não serem irmãos biológicos, eles são tão cúmplices como se fossem de sangue.

Quando Sarah regressou após a sua longa ausência, a primeira pessoa a quem ligou foi a Fee. Ele é o seu confidente e no meio de toda a loucura dos clones, Sarah conta sempre com o irmão e confia nele a cem por cento. Por seu lado, acho que Felix se diverte a ajudá-la ao mesmo tempo em que alinha em todos os seus planos e nas confusões do Clone Club. Espero que a relação deles continue tão boa na segunda temporada! Sou totalmente fã deles.

 

Lexie & Meredith Grey (Grey’s Anatomy)

Lexie-and-Meredith-450x259

Dizer que não gosto da Meredith Grey é um bocado eufemístico. Para mim, ela sempre foi a personagem mais fraca da série e uma má protagonista. Contudo, se houve altura em que me interessei pela sua história foi quando a caçula dos Grey chegou ao então Seattle Grace Hospital.

Se ao início Meredith foi hostil com Lexie, aos poucos lá se foi abrindo mais para a irmã.  Adorei aquela evolução. Elas tornaram-se amigas, como verdadeiras irmãs. Partiu-me o coração ver Meredith chorar a morte de Lexie. Chorei com ela. O único membro da sua família com o qual ela tivera uma relação verdadeiramente feliz, perdera a vida naquele injusto e terrível acidente.

 

Monica & Ross Geller (Friends)

monica-geller-gallery

Quem não adora estes dois? Eu adoro os manos Geller. A relação deles na série é super engraçada e, como em qualquer irmãos, eles têm os seus momentos. Monica sempre apoiou Ross quando a ex-mulher lésbica (still funny) engravidou, assim como em todas as suas relações – principalmente com Rachel. Foi a primeira a babar-se quando soube que ia ser tia novamente. Contudo, quando eu me ria mais é quando eles entravam em competição. O jogo de futebol americano foi das cenas mais hilariantes que já assisti em televisão e tudo por causa de uma guerra entre irmãos. Rivais por vezes e companheiros para sempre. Go Gellers!

 

Lucas & Nathan Scott (One Tree Hill)

3396761324_9e986d743d

Apesar de terem o mesmo pai, Lucas e Nathan no início da série eram tudo menos próximos. Dan Scott também não ajudava nada. Contudo, esta situação começou a mudar quando Nathan se apaixonou por Haley James, a melhor amiga de Lucas. Aos poucos, os irmãos Scott foram-se aproximando ao ponto em que se tornaram os melhores amigos.

Haley e Lucas tornaram Nathan numa pessoa melhor. E isso bem se viu ao longo das nove temporadas de One Tree Hill!

 

Dean & Sam Wichester (Supernatural)

05

Para além de serem dos manos mais sexy da TV, Dean e Sam são também os melhores companheiros. E, na minha opinião, a cúmplicidades deles é um grandes trunfos de Supernatural e uma das razões pelas quais esta série é um sucesso. Estes caçadores de demónios fazem tudo um pelo outro (incluindo desistir da própria alma). Claro que eles discutem. Quem não o faz? Todavia, com estas carinhas larocas, ninguém lhes resiste.

 

Lisa & Bart Simpson (The Simpsons)

lisa-simpson-9381c2

Os ‘caçulas’ (tecnicamente) deste grupo já são veteranos. Com idades muito aproximadas, Lisa e Bart tanto se odeiam como se amam. Os manos Simpson são muito diferentes, Lisa é certinha e Bart um verdadeiro traquinas. Mas quando se trata de ver Itchy and Scratchy há paz e sossego. Também não são poucas as vezes que eles unem forças e fazem os seus esquemas.

 The Simpsons foi a primeira série que vi e sempre os adorei. Bart e Lisa são sempre aquela referência!

Jane & Frankie Rizzoli (Rizzoli & Isles)

Rizzoli-and-Isles-716464

OK, eu sei que falta aqui o Tommy (e eu adoro-o) mas, tal como a própria mãe referiu num episódio, Jane e Frankie sempre tiveram uma relação especial. Falam sempre da amizade entre Jane e Maura por vezes esquecem-se de Frankie.

Para além de ser praticamente da mesma idade, Jane e Frankie são muito parecidos. Jane sempre foi muito maria rapaz e o irmão sempre a olhou como um exemplo a seguir. Até seguiu a sua carreira na polícia! Jane é a primeira a encorajar o irmão a ser detective e sofre com ele até conseguir. Têm as suas picardias (claro) porém, no fundo, são os melhores amigos.

Damon & Stefan Salvatore (Vampire Diaries)

Brave New World

A relação dos irmãos Salvatore era de amizade até à chegada de Katherine Pierce. Apaixonados pela mesma mulher, passam de melhores amigos para inimigos. A história volta, claro, a repetir-se com Elena Gilbert, a sósia de Katherine. Este triângulo amoroso é o mote de muitas histórias em Vampire Diaries e a razão pela qual Damon e Stefan não se conseguem entender. Contudo, com estas mulheres todas a meterem-se ‘entre eles’, não é de admirar.

Apesar de tudo, Damon e Stefan não esquecem que são irmãos e que esse laço é inquebrável e eles defendem-se um ao outro. No fundo, um só quer que o outro esteja feliz. Não nos podemos esquecer que na temporada actual Stefan até admitiu que gostava de Damon com Elena porque ela tornava-o uma pessoa melhor.

Claire & Mitchell Pritchett (Modern Family)

modernfamily-85e7eeef02310355b9784bb40c43d3f9a7ca3108-s6-c30

Claro que não podia deixar passar outra louca dupla de irmãos! Monica e Ross são especiais mas Claire e Mitchell não se ficam muito atrás. Mitchell era o menino bem comportado e Claire a party girl. Como o próprio Mitchell admitiu, a sua infância teria sido terrível se não tivesse Claire com os pais loucos que eles tinham. Aww. E vendo certas atitudes de DeDe e Jay tenho que concordar com eles! E quem se lembra da dupla de ginástica que eles formavam? Inesquecível!

Mesmo em adultos, os Pritchett são inseparáveis. Viajam juntos com as respectivas famílias e não são poucas as vezes em que desabafam um com o outro.

Maria Sofia Santos