Classificação

7.5
Interpretação
7
Argumento
8
Realização
8
Banda Sonora

Contém spoilers

Durante esta semana descobri que Blindspot tinha sido renovada para uma quinta temporada, mas que será a sua temporada final. Por um lado, acho sempre bem quando dão tempo aos argumentistas para terminarem a sua história e sabem logo à partida quando é que irá acabar (ainda me magoa o que foi feito a Lie to Me), por outro, Blindspot já baixou muito o nível face ao que apresentava quando começou, ou na terceira temporada.

Não gostei do primeiro episódio deste final duplo, supostamente Dominic era agora o grande vilão e teve muito pouco impacto até ao que lhe aconteceu no final do episódio. A impressão com que fiquei é que o episódio foi todo muito acelarado e a tentarem percorrer muito terreno no pouco tempo que tinham. Mais valia terem utilizado os 3 últimos episódios e terem feito as coisas de melhor forma.

Finalmente descobrem o plano de Madeline e Dominic, que não é utilizar um vírus biológico, mas sim um informático. Mais ou menos nesta altura transitamos para o segundo episódio, que gostei muito mais, teve momentos muito bons e tudo indicava que até poderia fazer um bom final de série, mas como se soube que irá haver mais uma temporada, criaram um pequeno plot twist no final para terem mais história para os episódios que faltam. A equipa original, Zapata, Reade, Patterson, Jane e Kurt vão para a Islândia fazer uma operação contra as ordens do governo para pararem o ataque informático.

Gostei particularmente do momento em que Reade discute com todos os membros da equipa e traz ao de cima todos os tópicos que estão ali pendentes entre eles, o que Patterson e Rich fizeram e não contaram a ninguém, a fuga e conduta de Zapata, o segredo que Kurt e Jane estavam a guardar e até mesmo, trazido ao de cima por Zapata, o que Reade fez quando deixou um homem morrer. Por isso é que acho que tinha sido um bom final, ver a equipa a ter esta dissonância, mas, no fim, como foras da lei, aproximarem-se mais que nunca, voltarem a ser uma família e não colegas de trabalho.

No final, ficamos com o seguinte ponto de situação a ser resolvido quando Blindspot voltar, Rich a ser levado para ser torturado, Weitz meio perdido sem saber se há-de ser um herói ou manter a sua posição. Jane sozinha no meio do nada e presumivelmente o resto da equipa morta. Claro que não terão mesmo morrido, talvez um, mas nem isso acredito. Acho que Weitz foi quem salvou a situação de algum modo, suspeito que terá sido o seu pagamento por quando utilizou drones sobre um civil em solo Americano.

No fundo, pesando os dois episódios, foi bom, mas percebe-se o porquê de terminarem Blindspot antes que perca ainda mais visualizações.

O que é acharam?

Raul Araújo