Esta semana, a nossa rubrica Atores de Primeira à Segunda-Feira é dedicada a Natasha Lyonne, nascida Natasha Bianca Lyonne Braunstein a 4 de abril de 1979, em Nova Iorque. Originária de uma família judia, Natasha foi criada no judaísmo ortodoxo, sendo os seus avós maternos oriundos da Hungria e sobreviventes do holocausto.

Natasha estreou-se muito cedo como atriz, aos seis anos, num programa infantil chamado Pee-wee’s Playhouse, onde participou em seis episódios. Até ao início dos anos 90, fez uma pequena participação no filme A Man Called Sarge e, já em 1993, entrou em Dennis the Menace (Dennis, o Pimentinha), que dispensa apresentações.

pee_wee_

Na segunda metade dos anos 90, Natasha entrou em filmes como Everyone Says I Love You (1996); Slums of Beverly Hills (1998), que protagonizou; American Pie (1999), que a tornou mais conhecida do público; Freeway II: Confessions of a Trickbaby (1999), onde também é a protagonista; e But I’m a Cheerleader (1999). Neste último, Natasha dá vida a Megan Bloomfield, uma cheerleader de 17 anos que levanta suspeitas junto dos pais e dos amigos de que pode ser lésbica. Assim, a família envia-a para uma casa especial com o propósito de lhe curar a homossexualidade. O filme é uma sátira que já se tornou uma espécie de ícone para a comunidade LGBT. Aliás, são inúmeros os filmes em que Natasha interpreta personagens lésbicas.

No início de 2000, Natasha teve alguns problemas com a justiça por condução sob o efeito de álcool e esteve envolvida em algumas altercações com os vizinhos, mas nem por isso esteve ausente do mundo da representação, tendo entrado no telefilme If These Walls Could Talk 2 (Amor no Feminino); em duas sequelas: Scary Movie 2 e American Pie 2; na comédia romântica Kate & Leopold; no drama Zig Zag e em Comic Book Villains, para citar apenas alguns. Natasha participou ainda num episódio da 3.ª temporada de Will & Grace, Girl Trouble, onde dá vida a Gillian, a nova estagiária de Grace. Gillian admira imenso Grace e o trabalho dela, mas rapidamente transmite a sua adoração para Karen.

hd0304-1

Em 2003, o cantor e compositor Rufus Wainwright lançou o álbum Want One e uma das músicas, intitulada Natasha, é dedicada a Lyonne, de quem é amigo. Podem ver aqui a letra.

Ainda nos primeiros anos do novo milénio, Natasha entra em filmes como Blade: Trinity (Blade Trinity: Perseguição Final), My Suicidal Sweetheart e empresta ainda a voz na comédia de animação e aventura Robots. É mais ou menos nesta altura que a vida pessoal da atriz volta a correr mal. Desta vez, complicações de saúde que incluem hepatite C, uma infeção cardíaca e um pulmão colapsado, além de problemas relacionados com o consumo de metadona. Os anos seguintes foram os menos ativos profissionalmente desde a sua infância, mas, ainda assim, Natasha continuou a trabalhar. Inclusive, em 2008 estreou-se no teatro, na peça Two Thousand Years, de Mike Leigh. Love, Loss, and What I Wore; Tigers Be Still; Blood From a Stone e Women Behind Bars são outras das peças onde é possível vê-la ao longo dos anos.

Em 2009, Natasha tem uma participação no filme The Immaculate Conception of Little Dizzle, no telefilme Loving Leah e numa curta-metragem chamada Running Away With Blackie. Chegando à década de 2010, entra em filmes como a comédia Heterosexuals, a comédia de terror All About Evil, o drama de ficção científica 4:44 Last Day On Earth e o quarto filme da franquia American Pie, American Reunion.

É a partir de 2011 que Natasha começa a marcar mais presença no mundo das séries. Participa no 3.º episódio de New Girl, dando vida a Gretchen, uma rapariga que Schmidt considera uma pessoa terrível, mas com quem acaba sempre a fazer sexo quando vai a casamentos. Na 13.ª temporada de Law & Order: Special Victims Unit dá vida a Gia Eskas, uma paciente de um hospital psiquiátrico que esconde um longo historial de abuso sexual às mãos do tio. Em Weeds faz uma pequena participação nos dois episódios que marcam o final da série e ainda entra em NTSF:SD:SUV, uma série com episódios de 15 minutos que funciona como sátira dos filmes de ação e do género policial. Esta série conta com Kate Mulgrew, a Red de Orange Is the New Black, no elenco principal.

Untitled-2

Em 2014, Natasha volta a entrar numa curta-metragem, Beetlejuice 2, uma sátira feita pelo site Funny or Die e que não funciona como uma sequela de Beetlejuice.

Natasha entra também em dois vídeoclipes: o primeiro, Palace, é de um duo americano de música eletrónica e de indie rock, os Tanlines, e o segundo pertence à banda de punk rock Against Me e chama-se 333.

Ainda no mundo das séries, Natasha tem uma participação num episódio de Girls em 2015 e, um ano depois, empresta a voz em Steven Universe e The Simpsons. No espaço de dois anos, entra também em quatro episódios de Portlandia, um programa de sketches protagonizado por Carrie Brownstein e Fred Armisen, sendo que Fred é namorado de Natasha desde 2014.

pe80vp1mfcjnojs4ew4t

Antes de irmos até àquela que é a paragem mais óbvia no percurso de Natasha no mundo da representação, aproveitamos ainda para falar de mais alguns filmes em que a atriz entrou. Na comédia dramática Addicted to Fresno (2015) junta-se a Judy Greer para protagonizar uma dupla de irmãs que se veem metidas numa série de sarilhos depois de uma delas matar uma pessoa acidentalmente. Do elenco fazem ainda parte Fred Armisen e Clea DuVall, com quem Natasha tinha feito par romântico em But I’m a Cheerleader. No filme de terror #Horror, para além de Natasha, podemos ver também Chloe Sevigny, amiga pessoal da atriz, e Taryn Manning, sua colega de elenco em Orange Is the New Black. Em The Intervention junta-se a uma série de caras conhecidas do mundo das séries como Cobie Smulders, Jason Ritter e Melanie Lynskey, voltando a fazer par como casal com Clea DuVall num filme que se centra num grupo de amigos que se junta para ajudar dois deles a lidar com o mal estar da sua relação, longe de imaginar que todos os relacionamentos acabariam por ser postos em causa. Finalmente, terminamos esta parte com a participação de Natasha no filme Handsome: A Netflix Mystery Movie, uma comédia onde se junta a Jeff Garlin (The Goldbergs) para interpretar uma dupla de detetives.

Untitled-1

No entanto, apesar da longa carreira de Natasha, que torna quase impossível a tarefa de mencionar todos os seus trabalhos, a verdade é que Orange Is the New Black tem um papel essencial a elevá-la ao estatuto de estrela junto dos fãs de séries com a sua interpretação de Nicky Nichols, uma das reclusas da prisão de Litchfield. Nicky é uma presença constante nas duas primeiras temporadas da série, mas marcou presença apenas em três episódios da 3.ª temporada, depois de ter sido enviada para uma prisão de máxima segurança. A personagem regressou de forma regular na 4.ª temporada, estatuto que mantém.

nicky_orange

Nicky é uma personagem sem papas na língua, com um passado familiar complicado. Vinda de uma família rica, cresceu distanciada da mãe, que esteve pouco presente, tanto física como emocionalmente, problema que poderá ter sido uma das razões para que Nicky começasse a consumir drogas. Foi precisamente a sua dependência que a levou à prisão, onde viria a formar uma família como nunca teve no mundo lá fora, em especial a figura maternal personificada por Red. Natasha, que também teve problemas com drogas, revelou que se identifica com a história da sua personagem. Aliás, a cicatriz que se pode ver em Nicky é uma cicatriz real de Natasha da cirurgião ao coração a que foi submetida em 2012.

O papel de Natasha em Orange Is the New Black valeu-lhe uma nomeação aos Emmys na categoria de Melhor Atriz Convidada em Série de Comédia no ano de 2014, prémio que perdeu para a colega de elenco Uzo Aduba, um nome recorrente na lista de nomeadas. Nicky parece gerar consenso como uma das personagens preferidas dos fãs da série e resta saber o que vai acontecer-lhe quando OITNB estrear a 6.ª temporada.

Terminamos a rubrica de hoje com uma montagem de Natasha na companhia de vários dos colegas com quem teve a oportunidade de trabalhar ao longo dos anos. Para a semana fica a promessa de que iremos trazer-vos outro nome do mundo das séries!

[Nota: nas hiperligações podem ser vistos vários vídeos e trailers referentes aos filmes e/ou séries em questão]