Esta semana, a nossa rubrica Atores de Primeira à Segunda-Feira é dedicada ao ator John Krasinski! Curiosos?

Provavelmente alguns (ou muitos) dos nossos leitores conhecerão mais trabalhos deste ator no cinema do que do mundo das séries e é verdade que a sua carreira tem estado mais direccionada para a 7.ª arte. No entanto, continua a ser um ator de primeira, em particular nesta segunda-feira, com papéis de relevo em boas séries e, como tal, com lugar neste nosso espaço seguro.

Vamos começar por contar-vos algumas coisas sobre a vida pessoal de John Burke Krasinski, nascido a 20 de outubro de 1979 (esta rubrica podia quase ser o nosso presente de aniversário), no estado de Massachusetts, Estados Unidos da América.

John é o filho mais novo de Ronald e Mary Claire Krasinski, de origens polaca e irlandesa, respetivamente, e tem dois irmãos mais velhos.

Apesar de ser natural de Massachusetts, ter estudado em Rhode Island e viajar frequentemente para Nova Iorque, Krasinski considera a cidade de Los Angeles, na Califórnia, a sua casa, onde vive com a esposa, a também atriz Emily Blunt, e os filhos de ambos.

john-krasinski-emily-blunt

Tendo apresentado um pouco da vida pessoal deste ator, não podemos saltar para a sua carreira sem deixar-vos com alguns parágrafos sobre o seu percurso académico.

Krasinski frequentou a Universidade de Brown, onde estudou Dramaturgia e se graduou com grande sucesso em 2001. Depois da universidade, o ator foi ainda estudante do Eugene O’Neill National Theatre Institute, no estado do Connecticut.

Antes de arrancar com a sua carreira no grande e no pequeno ecrã, o jovem Krasinski estagiou como guionista no programa Late Night with Conan O’Brien, no verão de 2000.

No início da sua carreira, Krasinski participou brevemente em diferentes séries, nomeadamente: Ed (2003), Law & Order (2004), CSI (2005) e Without a Trace (2005).

No cinema, na primeira década deste milénio, o ator foi um dos protagonistas de A New Wave (2006) e participou ainda em Duane Hopwood (2005), The Holiday (2006) e Away We Go (2009).

Depois de 2010, destacam-se Nobody Walks (2012), Big Miracles (2012), Aloha (2015), 13 Hours (2016) e Detroit (2017).

E entre 2005 e 2013, o ator foi membro regular do elenco da comédia de grande sucesso The Office, onde deu vida ao personagem Jim Halpert.

Depois de The Office, Krasinski trabalhou em diversos projetos de animação, tanto em séries, como em filmes. Deste grupo de trabalhos, destacam-se os filmes Shrek the Third (2007), Monsters: University (2013), The Prophet (2014) e Animal Crackers (2017), bem como participações nas séries BoJack Horseman (2014-2015) e Robot Chicken (2016).

Recentemente, o ator emprestou a voz ao filme Next Gen, que estreou em Portugal no passado dia 7 de setembro.

O seu trabalho mais recente, nomeadamente no nosso mundo das séries, foi com a série Jack Ryan, cuja 1ª temporada estreou no passado dia 31 de agosto.

Mas a carreira de Krasinski não se faz só de representação, mas de escrita, produção e realização também.

Na realização, estreou-se com Brief Interviews with Hideous Men (2009), realizando ainda alguns episódios de The Office, e os filmes The Hollars (2016) e A Quiet Place (2018).

E para além dos já mencionados Brief Interviews with Hideous Men e A Quiet Place, Krasinski escreveu também Promised Land (2012).

Com este percurso, já recebeu várias nomeações para diversos prémios, por vários projetos diferentes. São 21 momeações, em concreto. Além das nomeações, conta já com seis vitórias: quatro prémios ganhos como parte de um elenco exemplar e dois prémios OFTA – Online Filme & Television Association para Melhor Ator Secundário numa Série de Comédia, em 2006 e 2007, pela participação em The Office.

Num futuro próximo, os fãs de Krasinski podem esperar a sequela já anunciada de The Quiet Place, também da sua autoria.

Esperamos que tenham gostado de conhecer um pouco melhor a carreira e a vida de John Krasinski e que tenham ficado com curiosidade para explorar alguns dos projetos em que o ator tem estado envolvido, tanto no mundo das séries como fora dele.

E, já sabem, para a semana há mais!