Esta semana, a rubrica Atores de Primeira à Segunda-Feira é dedicada a uma atriz ainda jovem, mas que começa já a tornar-se uma presença habitual no universo das séries, Emma Roberts.

Emma nasceu em Nova Iorque, a 10 de fevereiro de 1991, no seio de uma família repleta de inclinações artísticas e, ainda que a mãe desejasse uma infância o mais normal possível para a filha, Roberts rapidamente decidiu que queria seguir uma carreira nas artes representativas.

Os pais de Emma, Kelly Cunningham e o ator Eric Roberts, separaram-se quando esta era ainda bebé, tendo ambos voltado a casar. E, da parte de mãe, a jovem tem uma irmã, Grace.

Emma decidiu manter-se no negócio da família, o que não surpreenderá ninguém que reconheça o seu pai e as tias, as atrizes Julia Roberts e Lisa Roberts Gillan. E não só: para além de crescer a frequentar os estúdios onde a família trabalhava, a atriz é ainda neta da professora de representação Betty Lou Bredemous, que faleceu em 2015.

eric-roberts-emma-roberts

Os primeiros trabalhos de Emma surgiram em 2001, com o filme Blow, onde contracenou com Johnny Depp (que interpretava o seu pai) e Penélope Cruz, e a curta metragem BigLove. A estes seguiu-se a comédia familiar Grand Champion (2002).

Os primeiros anos da carreira de Emma estão recheados de filmes típicos de adolescentes e romances de comer pipoca que, no geral, não deixam de fornecer algum entretenimento. Aquamarine (2006), onde contracenou com Sara Paxton e Joanna Levesque, Nancy Drew (2007) e Wild Child (2008) são alguns deles. Roberts emprestou ainda a sua voz à versão em língua inglesa do filme animado The Flight Before Christmas (2008).

emma-roberts-sara-paxton-jojo

Dos trabalhos que se seguiram no cinema, destacam-se It’s Kind of a Funny Story (2010); Scream 4 (2011); The Art of Getting By (2011); o romance de culto Celeste & Jesse Forever (2012); a adaptação do livro de James Franco, o homónimo Palo Alto (2013); a comédia de sucesso We’re the Millers (2013), Ashby (2015) e Nerve (2016), entre vários outros.

A primeira experiência de Roberts numa série televisiva aconteceu em 2004, em Drake & Josh, do canal Nickelodeon, para um público jovem.

Entre 2004 e 2007, a atriz protagonizou Unfabulous (do mesmo canal), interpretando Addie Singer, uma adolescente que recorre à música para expressar o que acontece na sua vida.

Para além de destacar Roberts ao universo das séries, a sua carreira na televisão serviu ainda de plataforma para que fosse lançado o seu primeiro álbum musical, em jeito de banda sonora, Unfabulous and More (2005).

Depois de alguns anos a trabalhar sobretudo em cinema, a atriz regressou à televisão para participar na série American Horror Story, de Brad Falchuk e Ryan Murphy. Na terceira temporada da série, American Horror Story: Coven (2013-2014) Roberts interpretou Madison Montgomery e, na quarta, American Horror Story: Freak Show (2014-2015), interpretou Maggie Esmeralda.

Roberts continuou a trabalhar com Falchuk e Murphy em Scream Queens (2015-2016), onde deu vida a Chanel Oberlin, a Chanel original e presidente da fraternidade Kappa Kappa Tau.

Scream Queens foi cancelada ao fim de duas temporadas, mas a presença de Roberts no mundo das séries ficou garantida, com o seu regresso para a sétima temporada de American Horror Story, intitulada Cult, que estreou no passado dia 5 de setembro.

O futuro da atriz, para já, desenha-se sobretudo no cinema: os seus fãs podem já assistir ao filme Who We Are Now (que estreou a 9 de setembro) e estar atentos às novidades sobre Four Seasons e Billionaire Boys Club, previstos para 2017, e ainda Little Italy e In a Relationship, para o próximo ano.

emma-roberts

E ficamos por aqui. Esperamos que tenham gostado e, se ainda não conhecem o trabalho desta atriz, que estejam curiosos o suficiente para aproveitar esta semana para dar uma vista de olhos!