Já não é a primeira vez que decidimos escolher dez personagens de séries que têm algo em comum e juntá-las numa equipa. Já criámos uma Equipa de Sobrevivência Apocalítica e outra de Crime-Solvers e desta vez pegámos em dez personagens ligadas ao mundo da medicina e da enfermagem. Tentámos escolher personagens especializados em diferentes áreas da saúde e não repetimos séries. Espreitem então quem seriam os nossos eleitos para uma equipa médica de sonho, capaz de resolver qualquer problema.

Abby Lockhart (E.R.)

Abby Lockhart

Abby começou como enfermeira na Obstetrícia e depois mudou-se para as urgências, ainda como enfermeira. Mais tarde, terminou o curso de medicina que tivera de abandonar durante uns tempos para trabalhar como enfermeira a tempo inteiro e tornou-se médica. Os vários anos de experiência como enfermeira ajudaram-na a tornar-se uma boa médica e Abby tinha mesmo uma das taxas mais altas de satisfação no atendimento a pacientes do hospital.

 

Addison Montgomery (Private Practice)

e3fa904e9b23e22d8d33c0904d267346

Addison é a Meryl Streep da OB/GYN, mas isto não são palavras nossas! Obstetra e ginecologista, com uma sub-especialidade em medicina materno-fetal, especialista em cirurgia neo-natal e com estudo comprovado na área da genética e da fibrose cística em particular. Dentro das suas muitas competências, foi a própria quem disse que só oito pessoas no mundo seriam capazes de fazer o que ela faz. Ela pode ser bastante indecisa no que toca à sua vida pessoal, mas não há lugar para isso na sua carreira e Addison não deixa os seus pacientes ficarem mal. Esta é a médica que quereriam a tratar-vos – ou a alguém da família – dentro da especialidade. Além de ser excelente no que faz, Addison é empática, costuma estabelecer uma relação muito positiva com as suas pacientes, não faz juízos de valor e defende o direito das mulheres de abortarem.

 

Andy Brown (Everwood)

1e36cadb8ec19902a31de4aa85c015263de73664

Esqueçam Derek Shepherd, Andy Brown é ‘o’ neurocirurgião! Cirurgião de renome em Nova Iorque, ele deixou a grande cidade e a sua carreira para trás ao decidir mudar-se com os filhos para uma pequena cidade do Colorado depois de a mulher morrer. Aí, ele decide levar uma vida completamente diferente e torna-se médico local, dando consultas gratuitas a todos os que lhe apareçam. No entanto, mesmo numa cidade pequena como Everwood, Andy continuou a atender casos médicos impossíveis que lhe chegaram-lhe às mãos. Este homem tinha a capacidade de tornar possível o impossível e tocou a vida de todos os habitantes da cidade, salvando a vida a alguns deles, mas dando também mostras de uma grande humanidade.

 

Callie Torres (Grey’s Anatomy)

callie_greys

Callie decidiu ser médica quando foi voluntária no Peace Corps. Ainda era residente, já Callie era basicamente quem dirigia o serviço de Cirurgia Ortopédica no então denominado Seattle Grace Hospital. Era a ela que chamavam sempre que havia alguma cirurgia mais complicada ou inovadora. Criou cartilagem sintética do nada e desenvolveu próteses robóticas de membros para ajudar pessoas amputadas. Esta médica tem um coração enorme, uma grande paixão pelo seu trabalho, mas às vezes deixa a vida pessoal interferir na profissional. Não tem qualquer problema em desafiar a autoridade para defender aquilo em que acredita, tem pânico de falar em público, mas nem isso a impede de dar conferências. Os seus cartões de estudo para o exame de residente eram tão brilhantes que todos os internos lhos quiseram roubar.

 

Grace Devlin (The Mob Doctor)

mob-superJumbo

Grace é residente de cirurgia cardiotorácica e trabalha num dos mais conceituados hospitais de Chicago. Ela é uma médica promissora, mas que se vê obrigada a arranjar um trabalho extra para proteger o seu irmão mais novo, que se envolveu em problemas com a máfia. Para garantir que nada acontece ao seu irmão, ela vai ter que aceitar trabalhar para a máfia, usando para isso os seus conhecimentos médicos. Capaz de trabalhar sob grande pressão e de conciliar a vida normal com uma vida às escondidas da lei e dos outros, esta médica tem tudo para vir a ser uma grande assistente na sua área.

 

Gregory House (House MD)

House

Mesmo quem não viu a série, de certeza que conhece a fama de Dr. House – brilhante a diagnosticar doenças, mas péssimo a lidar com seres humanos. A sua reputação profissional deixou-o desempregado algum tempo depois de se formar até ser contratado, por um salário abaixo das suas competências, pela sua ex-companheira. As atitudes de House no dia-a-dia podiam ser motivo de despedimento com justa causa, já para não falar no abuso à sua equipa de diagnóstico. Apesar de tudo isto, não podia deixar de estar nesta lista, pois House revela que é o médico a recorrer quando aparece um caso que ninguém consegue diagnosticar. Ele tem um sentido de humor negro e por vezes cruel, sempre sarcástico nas suas respostas e é obcecado por resolver casos médicos, que não tem nada a ver com salvar vidas, mas sim com a satisfação que sente em decifrar o puzzle. Em certas ocasiões até continua a tentar resolver o caso mesmo depois do paciente ter falecido.

Henry Morgan (Forever)

Forever

Ao contrário do comum mortal, que passa a vida a tentar prolongá-la ao máximo, Dr. Henry Morgan, por mais que tente, não consegue envelhecer nem morrer há sensivelmente 200 anos. Henry começou a sua carreira na medicina num navio de escravos, em 1814, passando por um hospital em Londres uma geração mais tarde. Chegou a auxiliar na investigação do caso de Jack the Ripper e também foi médico do exército britânico durante a 2.ª Guerra Mundial. Atualmente, Henry é um dos principais médicos legistas de Nova Iorque e começa a ajudar a polícia a investigar homicídios, usando métodos fora do vulgar. É óbvio que não há ninguém com a experiência e conhecimento de Henry no campo da medicina. Depois de algumas gerações a praticar várias especialidades médicas, Henry decide permanecer nesta especialidade por ser a mais próxima do seu problema. Ele é muito perspicaz a resolver homicídios e mortes que aparentemente não têm explicação, principalmente porque em alguns casos chega a recriar a morte da vítima nele próprio.

TC Callahan (The Night Shift)

The Night Shift

Dr. TC Callahan regressou aos EUA com sintomas de stress pós traumático, depois de ter sido médico militar no Iraque e ter visto o irmão morrer à sua frente durante a guerra. Contudo, continua a praticar medicina nas urgências noturnas de um hospital do Texas, onde geralmente aparecem casos médicos mais graves. TC tem tendência a fazer as coisas à sua maneira, frequentemente quebrando as regras para tentar salvar os seus pacientes custe o que custar, usando métodos fora do vulgar.

Toby Curtis (Scorpion)

Scorpions

Toby formou-se em psiquiatria devido à sua mãe sofrer de desordem bipolar. Contudo, acabou por se viciar no jogo para pagar os estudos e arranjou problemas com aqueles a quem ficou a dever. Toby acabou por atinar depois de se juntar à equipa de Walter O’Brien e este lhe pagar as dívidas que tinha. A especialidade de Toby, no ramo da psiquiatria, é o comportamento humano e ele é muito inteligente, tal como o resto da equipa. O que o distingue dos colegas é a capacidade que tem para estudar outro ser humano, muitas vezes sem precisar de o questionar nem estar presente fisicamente, ajudando assim a resolver os casos policiais com que a equipa se depara.

J.D. (Scrubs)

Scrubs

Quando estamos doentes, ao ponto de recorrer a um hospital, sabe sempre bem ter um pouco de animação à mistura. Dr. John Dorian, mais conhecido por J.D. é o médico ideal para tal. J.D. pratica medicina interna num hospital e é um bom médico, responsável, que se preocupa com os seus pacientes. J.D. tem variadíssimos sonhos acordado enquanto trabalha e é extremamente sociável, por vezes chegando a proporcionar momentos embaraçosos. Contudo, toda a gente sai do hospital satisfeita.

Quanto a vocês, podemos saber quem escolheriam para a vossa equipa médica de sonho?

Ana Velosa e Diana Sampaio.