Na semana passada lançámos uma crónica sobre amizades entre pessoas com grande diferença de idade e hoje vamos continuar a falar de duplas de amigos, mas todas formadas por um homem e uma mulher. Sim, porque se causa estranheza ter-se um amigo vinte ou trinta anos mais velho, também ainda existe o preconceito de que pessoas de género diferente não podem ser amigas sem que haja algo mais entre elas. Estes dez ‘pares’ são a prova de que as séries nem sempre caem no cliché de juntar amigos e que a amizade não é um patamar para uma fase seguinte.

Marcia Clark Christopher Darden American Crime Story

Marcia Clark e Christopher Darden [American Crime Story: The People v. O.J. Simpson]: Tenho de confessar que, apesar de não ter havido nada para além de amizade entre estes dois, até torci nesse sentido. A química entre eles era bastante boa, melhor que a de muitos casais, mas suponho que tenha sido mesmo melhor que se tivessem ficado apenas pela amizade. Começaram como colegas, a trabalhar em conjunto no julgamento de O. J. Simpson, do lado da acusação, e forjaram uma boa relação. De certa forma, acho que havia ali uma ligação à partida. Marcia era uma mulher num mundo de homens e bem sabemos as humilhações que sofreu, enquanto Darden era um negro a tentar provar o seu valor num julgamento cheio de advogados já estabelecidos na profissão e carismáticos (apesar de muito sacanas), de quem a imprensa parecia gostar. Marcia e Christopher tornaram-se uma verdadeira equipa em termos profissionais e ainda me custa a acreditar que tenham perdido o caso, mas pelo menos tiveram-se um ao outro. Passaram bons momentos juntos e Christopher foi o amigo de que Marcia precisava naquela altura para enfrentar todas as provações a que foi sujeita.

Derek Morgan Penelope Garcia Criminal Minds

Derek Morgan e Penelope Garcia [Criminal Minds]: Morgan e Garcia ganham, sem qualquer espécie de dúvida, o título de melhor relação de Criminal Minds. A sério, estes dois têm uma relação tão engraçada, tão amorosa, com Morgan a chamar à amiga todos aqueles nomes carinhosos. Há uma grande amizade, um carinho enorme entre eles, mas só isso. São tão perfeitos assim que seria um disparate esperar algo mais. As paixões acabam, mas uma amizade como esta é para sempre.

Joey Tribbiani Phoebe Buffay Friends

Joey Tribbiani e Phoebe Buffay [Friends]: Os dois personagens mais sem noção de Friends (embora Rachel também seja bastante sem noção, mas pelo menos nunca a ouvi negar a evolução humana) fazem uma dupla bestial. Primeiro, são os dois muito cómicos e cada um é mais doido do que o outro. Esta dupla forma uma amizade muito particular dentro do núcleo principal da série e há alguns momentos especiais que vale a pena mencionar, como quando Phoebe se sente triste por nunca ter conhecido nenhum português ou ter dado o beijo perfeito antes de fazer 31 anos e Joey a beija, conseguindo um dois em um para a amiga, já que é 1/16 português. Encarar isto como um avanço romântico não faz qualquer sentido, são apenas bons amigos.

GreysAnatomy12x23_AtLast

Meredith Grey e Alex Karev [Grey’s Anatomy]: Os dois médicos personificam a amizade perfeita. Se Alex era um verdadeiro idiota nas primeiras temporadas, a verdade é que evoluiu bastante e se tornou o amigo mais próximo de Meredith depois da saída de Cristina de Seattle. No entanto, a amizade começou já há várias temporadas e é impossível não encontrar algumas coisas em comum entre eles. De entre o grupo inicial de internos, partilhavam uma infância difícil, cada um à sua maneira, que lhes moldou a personalidade enquanto adultos. Meredith foi das primeiras pessoas a ver em Alex algo mais do que este deixava transparecer. Havia um tipo decente por detrás da atitude fanfarrona, que precisava apenas que o ajudassem a perceber que podia ser uma pessoa melhor. Alex viveu na casa de Mer durante muito tempo, os dois tornaram-se cúmplices, confidentes e houve alturas em que estiveram lá um para o outro quando mais ninguém estava. Houve uma altura em que se fizeram ouvir uns rumores acerca de um possível envolvimento amoroso entre os dois personagens. Estou certa de que muitos fãs da série, tal como eu, pensaram que isso seria o maior erro de Shonda Rhimes (e foram muitas as asneiras ao longo de tantos anos!). Não faria qualquer sentido, nunca houve uma indicação desse tipo de sentimentos entre eles e ainda bem que tal nunca se concretizou. Nem tudo foram rosas nesta amizade, nomeadamente quando Alex denunciou Meredith por esta ter interferido num ensaio clínico, mas o médico fez tudo o que pôde para se redimir.

Jessica Jones Malcolm Ducasse

Jessica Jones e Malcolm Ducasse [Jessica Jones]: Por muito que Jessica afirme que não gosta de pessoas, sabemos que não é bem assim. É certo que ela não gosta de pessoas no geral (eu também não!), mas quando se preocupa com alguém é uma amiga bastante fiável. Quando estava sob o controlo de Kilgrave, Malcolm espiava Jessica, mas bem sabemos que não tinha qualquer espécie de escolha. Jessica ajudou-o a escapar às ‘garras’ do vilão, bem como a recuperar das drogas e depois arranjou-lhe um emprego na Alias Investigations. Malcolm empenhou-se sempre nos casos que Jessica investigava e também não foram raras as vezes em que a tentou ajudar em questões pessoais, por muito que ela se esforce por não deixar que os outros se aproximem. Não se pode negar que estes dois são amigos, mesmo não sendo os mais expansivos, estão presentes um para o outro em momentos difíceis.

Haley James Lucas Scott One Tree Hill
Haley James e Lucas Scott [One Tree Hill]: As séries de adolescentes têm o condão de formar os piores pares amorosos, mas até nisso One Tree Hill é especial. Estes dois são melhores amigos desde a infância e assim se mantiveram durante a adolescência e a idade adulta. Podíamos vê-los frequentemente a conversar sobre os seus problemas e a apoiarem-se sempre que era preciso; eram quase tão próximos como irmãos. Quando Haley começou a namorar com Nathan, Lucas não aprovou, com medo de que a amiga saísse magoada, mas ao perceber que as coisas entre os dois eram sérias, deixou cair as preocupações e confiou nas boas intenções do irmão em relação a Haley. Também não se pode negar que o romance de Haley com Nathan forçou os dois irmãos a aproximarem-se, uma vez que eram duas das pessoas mais importantes da vida dela.

Emily Thorne Nolan Ross Revenge

Emily Thorne e Nolan Ross [Revenge]: Eu sei que ela se chama Amanda Clarke e não Emily Thorne, mas não me consigo habituar a pensar nela segundo o nome de batismo. Emily foi a identidade que assumiu nos Hamptons e será sempre assim que a verei. Nolan revelou-se desde cedo um aliado da protagonista, resultado de uma ligação prévia a David Clarke, a única pessoa que acreditou nas ideias dele. Nolan tinha um sentimento de lealdade para com David e que se estendeu a Emily. Os dois foram muito cúmplices no plano de vingança contra os Grayson e todos aqueles que tiveram influência na morte de David, mas Nolan agia muito frequentemente como a consciência de Emily, evitando que ela levasse as coisas longe demais, sabendo que o pai dela não aprovaria. O apoio de Nolan não era apenas moral, já que este usou muitas vezes o seu talento para a tecnologia para ajudar Emily. A lealdade de Nolan é inegável e Emily não poderia ter encontrado melhor pessoa para guardar o seu grande segredo.

Jane Barry Frost Rizzoli & Isles

Jane Rizzoli e Barry Frost [Rizzoli & Isles]: Barry começa a série como o novo parceiro de Jane. Se ao início o detetive era alvo de piadas por não gostar de sangue e ficar doente sempre que tinha de ver corpos, não tardou a provar o seu valor enquanto polícia e a revelar-se hábil com computadores, bem como um parceiro fiável. O trabalho tornou-os próximos e atingiram o estatuto de bons amigos, com a morte de Frost a revelar-se um golpe duro para Jane.

7x13 - The Occupation Recalibration

Sheldon Cooper e Penny [The Big Bang Theory]: Sheldon pode ser um génio, mas foi Penny quem lhe ensinou uma infinidade de coisas. Para uma pessoa prática como Penny, não é certamente fácil aceitar o feitio tão peculiar do cientista, mas a verdade é que Sheldon é quase como uma criança grande e não são raras as vezes em que ela age como a adulta dos dois. Ela canta-lhe “Soft Kitty/ Warm Kitty/ Little Ball of Fur” quando ele está doente, como uma mãe faria, e mostrou muita mais paciência do que eu seria capaz de lhe demonstrar. Sheldon não gostava muito de Penny quando ela apareceu na vida dele e de Leonard, mas acabaram por estabelecer uma boa relação, bastante próxima, mas também muito engraçada. Pegam um com o outro, mas Penny olha por Sheldon e faz sempre os possíveis por ensiná-lo a ser mais humano e menos ‘robótico’, bem como para tentar suavizar grandes mudanças na vida dele.

jack_karen_will-grace

Jack McFarland e Karen Walker [Will & Grace]: Eles formam a dupla mais doida e engraçada de Will & Grace. As suas personalidades combinam na perfeição: exuberantes, sem papas na língua, fúteis. Tratam-se por nomes carinhosos, têm piadas pessoais que trocam um com o outro frequentemente e adoram ir às compras juntos. Deve ser perfeito para Jack, um tipo que salta de emprego em emprego e não tem muita estabilidade financeira, ter uma amiga rica como Karen e que não se importa de usar a carteira. Eles apalpam-se e mandam piadas sexuais, totalmente o tipo de coisa que podemos esperar de uma maluca e do seu melhor amigo gay numa série de comédia.

Que duplas das séries colocarias nesta crónica? Partilha connosco as tuas amizades preferidas entre homem e mulher!
 Diana Sampaio