Classificação

7.5
Interpretação
7
Argumento
8
Realização
8
Banda Sonora

Contém Spoilers!!

Este piloto apresenta-nos uma família bastante grande e bem sucedida na vida, principalmente devido ao sucesso de Logan Roy (Brian Cox), o patriarca desta família, que se encontra a uns dias de se retirar do controlo da sua empresa e passar as rédeas a Kendall, um dos seus filhos, que ficou mais ligado ao trabalho. Entretanto vão-nos sendo apresentadas o resto das personagens, desde Gregg, que se trata de um primo distante que teve uns problemas com drogas e está à procura de ajuda, até Roman Roy, a ovelha negra da família, alguém que desistiu do negócio e goza com Kendall por levá-lo tão a sério.

Apercebemo-nos rapidamente que se trata do aniversário de Logan e acompanhámo-lo à chegada a casa, onde se encontra a maioria dos seus familiares para lhe dar os parabéns e começar a festa de celebração. Aqui conhecemos Connor, um dos seus filhos, que se apresenta como bastante passivo, sem querer saber muito do negócio ou, pelo menos, sem querer contradizer a vontade de ninguém e Shiv, que, tal como Kendall, está bastante investida na sua parte dos interesses do negócio da família.

A meio da celebração, Logan reúne os seus filhos e conta-lhes que tenciona adicionar a sua atual mulher aos lugares na direção e ainda dar-lhe o seu lugar quando morrer, algo que choca os seus filhos, em especial Kendall, uma vez que esta passaria a ter um voto duplo em todos os assuntos. O choque não termina por aqui. Logan cancela a conferência que Kendall tinha agendado para ele anunciar a sua demissão e revela que planeia continuar ao volante durante mais um par de anos, uma decisão que não é aceite por Kendall, que trabalhava dia e noite e mal via a sua família para alcançar o sucesso que desejava.

Depois do período de almoço vão fazer o seu tradicional jogo de basebol, que Kendall abandona mais cedo e começa a fazer planos que parecem ser contra Logan, se não contra a própria empresa.  Roman protagoniza uma cena um pouco cruel que reflete toda a dinâmica e o espírito desta família. Convida um miúdo para participar no jogo de basebol e, após ele falhar as duas primeiras tentativas, escreve-lhe um cheque de um milhão de dólares e disse que lho dava se conseguisse fazer um home run. O miúdo consegue acertar na bola e antes de chegar à última base o apanhador chega primeiro com a bola na luva, sendo que Roman rasga o cheque à frente dele. Se um milhão de dólares não é nada para Roman, é uma fortuna inimaginável para uma criança de famílias modestas. O episódio termina com Roman a ter um ataque no helicóptero e a ter que ficar no hospital, perto da morte.

Apesar de a história estar bem feita e as personagens bem construídas, o piloto não me cativou o suficiente para continuar a ver. No entanto, se gostas de séries que abordem a temática do poder nas organizações e na alta classe, esta série tem potencial para ser boa!

O que acharam? Vão continuar a seguir?

Raul Araújo