Contém SPOILERS!

Esta semana Portugal vibrou com a notícia de que a Netflix, a plataforma de internet onde Sense8 é exibida, chegará cá em outubro!

Mas vamos lá ao que interessa… Sense 8 é uma série de ficção científica, que narra a história de oito estranhos que ficam psiquicamente ligados após uma bizarra morte em Chicago. Estas oito personagens vivem em países diferentes e, subitamente, começam a ter visões sobre a misteriosa mulher, curiosamente chama-se Angel, que se suicidou e dos restantes elementos que ela escolheu para terem esse poder. Pela pouca informação que foi revelada em relação a Sense8, os dois homens que estavam junto da suicida, Jonas e Mr. Whispers serão os antagonistas da série. Enquanto o primeiro quer juntar os oito para que estes demonstrem o seu propósito para o futuro da humanidade, o segundo persegue-os com o intuito de os matar.

Sense8 é a primeira série dos irmãos Andy e Lana Wachowski, conhecidos pelos sucessos de várias produções de ficção científica, tais como a saga Matrix e o mais recente Jupiter Ascending. E, como tal, estando nós já habituados ao estilo destes diretores, já sabíamos que a série não iria ter um episódio fácil de se entender, já que os Watchowski gostam de explorar o caos antes de definirem a premissa e a ordem nos seus trabalhos.

Como já referi anteriormente, Angel, uma toxicodependente, está sem estupefacientes quando chega Jonas, o seu amor! Pouco depois chega Mr. Whispers. A cena está tão fantástica, ao ponto de não percebermos se os companheiros de cena de Angel são reais ou fruto da sua imaginação. O certo é que é mencionado que ela vai dar à luz, ela tem visões de oito pessoas espalhadas pelo mundo e suicida-se quando um grupo armado chega para a capturar.

A partir deste momento pouco mais foi feito além da apresentação dos oito sensates tocados por Angel…

O potencial líder dos oito é o agente policial Will Gorski, que vive em Chicago. Nota-se que algo não está bem na sua vida, o que acaba por piorar com as visões sobre a morte de Angel. Will tem um bom coração e trabalha em South Side, uma das zonas mais perigosas da cidade.

Riley Blue é uma DJ de sucesso em Londres. Fugiu da Islândia e não se faz rodear pelas melhoras companhias. Graças a uma droga, consegue comunicar com Will frente a frente, mesmo estando num continente diferente. Por sorte, ou azar, arranja meios para viajar para os EUA, talvez até para se reencontrar com Will.

Nomi Marks vive em S. Francisco e marca a presença de temas polémicos na série. É transexual lésbica e tem uma relação duradoura com Amanita. Nomi, além de todo o preconceito que a rodeia, luta por um mundo melhor através do seu trabalho como blogger sobre os direitos homo e transexuais.

Capheus van Damme vive com a mãe em Nairobi. Conduz uma carrinha de transporte de pessoas ilustrada com imagens do seu ídolo, Van Damme. Capheus trabalha arduamente para conseguir comprar a medicação da mãe, a senhora está a morrer com HIV. Temos aqui outro tema delicado que os irmãos Watchowski não quiseram deixar de lado.

Lito Rodriguez é um ator sul americano, conhecido como o sex symbol mexicano. Acaba por ser um dos que fica mais afetado pelas visões de Angel. Aparentemente, esconde um segredo que pode prejudicar a sua carreira: é homossexual.

Sun Bak vive na sombra do nome do irmão em Seul. É a mais misteriosa personagem dos oito.

Kala Dandekar é uma farmacêutica de sucesso no Mumbai. Apesar da sua vida aparentemente perfeita, esconde um segredo: não ama o noivo, que por acaso é rico, influente e desejado por todas.

Wolfgang Bogdanow vive em Berlim onde trabalha numa loja de caves de dia e é mestre em arrombar cofres de noite. Teve uma infância complicada, já que o pai o tratava como falhado. Tudo fará para ganhar o respeito da sua família.

Como já deu para perceber, além do tema de ficção científica, Sense8 envolve discussões atuais e pertinentes sobre a sexualidade, os choques de cultura, as discrepâncias políticas e a precária saúde em países pobres. Temos então uma mensagem profunda a retirar dos episódios que se seguirão.

Como veredito final, julgo que Sense8 tem potencial para se tornar numa das séries do ano pelo facto de ter apresentado um enredo complexo e interessante desenvolvido pelos irmãos Watchowski. Ao que parece, eles pretendem apresentar a realidade que teima em não aparecer nas séries que seguimos. Relativamente ao elenco, foi uma surpresa ver caras pouco conhecidas do grande público desempenharem papéis chave de forma perfeita. Por seu lado, os cenários em torno do mundo e a banda sonora atual, com toques das diferentes culturas, fazem de Sense8 uma série a espreitar.

Nota: 8.5/10

Rui André Pereira