Classificação

6.5
Interpretação
7.5
Argumento
7
Realização
7
Banda Sonora

Contém Spoilers!!

Chegou o episódio final desta temporada de Quantico, no dia em que a equipa tem que praticar um pouco de terrorismo para chegar a um bem maior.

Passaram meses a planear o ataque em segredo, quando durante o dia estavam a recrutar a nova equipa de inteligência para uso doméstico. A rotina era quatro vezes por semana reunirem-se no bar do costume, despistarem o seu seguidor e começarem a planear o que iriam fazer. A primeira tarefa era convencer os quatro políticos indecisos a votar não, num estilo que já vimos em House of Cards. Assim começam a chantagear cada um dos quatro, acabando por ter sucesso a convencer todos eles. No entanto, a equipa de Roarke tinha conseguido deixar microfones na televisão e ouviram tudo, comprometendo assim a sua chantagem.

A próxima tentativa envolve roubar informação a Peter Teo, um dos homens com mais informação na mão, sobre o presidente. Pedem a ajuda de Will e Iris, que conseguem engatar Peter, que é gay e se sente atraído por Will. Com a desculpa de que precisam de uma bebida conseguem ganhar tempo para aceder ao seu computador. Simultaneamente, Alex e o resto da equipa encontram-se com os russos, oferecendo informação sobre o presidente em troca de lhe pedirem uma alteração de linguagem numa das moções que será apresentada. Apesar de ter havido algum atrito, estes acabam por aceder ao negócio.

Passo à parte final do seu plano, ao momento em que o presidente apresenta a moção para trocar as palavras pedidas pelos russos apresentando-as como se fosse do seu próprio estado. Alex invade a convenção e apresenta as gravações dos russos a pedirem esta troca ao presidente. Liberta também todas as informações que Peter tinha sobre Roarke. Quando faz uma aparição pessoal é atingida a tiro, por Miranda, para que esta consiga escapar e criar um efeito de mártir junto do público. Alex assim foge para fora do país, despedindo-se de todos menos de Ryan, que acaba por acompanhá-la.

O presidente Roarke não aguenta a pressão, sabendo que os seus parceiros não o irão salvar, e acaba por se suicidar. Acaba assim o dia numa vitória para a equipa, sendo que a única notícia negativa foi Shelby ter descoberto que Clay lhe mentiu, pondo de parte, por agora, a hipótese de terem uma relação. Ao fim de uns meses, a equipa está toda junta, incluindo Nimah e Raina, e pronta para o que aí vier.

O episódio final não foi mau, foi melhor do que os últimos a que temos assistido. No entanto, na minha opinião, não justifica de maneira nenhuma a renovação para uma 3.ª temporada, mesmo sendo esta mais curta que as anteriores. O que acharam da temporada? E acham que merecia a renovação ?

Raul Araújo