Classificação

7.9
Interpretação
7.5
Argumento
8.5
Realização
7.3
Banda Sonora

[Contém spoilers]

É o nascer de um novo dia e uma nova era para Krypton se aproxima

Krypton começa a organizar-se melhor após os seus três episódios iniciais, dando-nos o episódio mais sólido até à data. Em quatro episódios já nos preocupamos com a sina dos rankeless, com os planos de três das casas de Krypton, frustramo-nos com e religião e a estrutura da sociedade do planeta e a ameaça de Brainiac paira sobre nós. “The Word of Rao” é capaz de ser aquele episódio que nos começa a convencer que Krypton é uma série que vale a pena seguir.

Rao, o Deus do Sol, e é por isso apropriado que seja o seu profeta, The Word of Rao, o responsável por fazer nascer o sol em Kandor. Este episódio trouxe-nos novas maravilhas em termos tecnológicos, desde este nascer do sol à prova de vestidos de Nyssa e às armas utilizadas por Black Zero (aquele dispositivo para adormecer que utilizaram em Seg é de fazer inveja ao próprio Batman).

Os holofotes brilharam sobre a Word of Rao neste episódio, revelando como ele gere as coisas em Kandor. Entre manter o povo contente e cegamente crente e usar bodes expiatórios para apaziguar as tensões, este profeta aparenta não ser mais do que um charlatão que manipula todos para se manter no poder. Lyta é a mais recente vítima a cair em desgraça devido aos caprichos da religião e para além de conseguir manter a sua integridade também vemos como a sua condenação afeta as pessoas à volta dela que a amam: a mãe, Jayna-Zod; o prometido par, Dev-Em; e a sua paixão secreta, Seg-El.

Depois de revelada tanta corrupção, é difícil ficarmos contentes com o destino da pequena Ona. Apesar disso, a narrativa dela e de Kem leva-nos a descobrir mais de como se vive nos setores dos rankless e sobre a importância da fé, principalmente para aqueles que vivem com tantas dificuldades.

Tanta a casa Vex como os rebeldes Black Zero também estiveram em alta esta semana. O misterioso comandante do grupo rebelde, apesar de rígido e extremista, até parecia emanar um espírito íntegro e de boas intenções, isto até ao momento em que mata Tak num acesso de raiva. Mas será que não existe ninguém decente naquele planeta inteiro? E o que acham da teoria de que ele pode ser um Zod? Quem sabe, o tio ou pai de Lyta?

Enquanto isso, o desvendar dos verdadeiros planos da casa Vex lançam-nos num perigoso jogo político que faria as delícias de Littlefinger, Varys e Tyrion. O futuro de Krypton parece estar focado em duas direções: a de sobreviver ao ataque de Brainiac (onde temos a casa El e os Black Zero a lutar por isso) e a de mandar o regime da Word of Rao abaixo e começar uma nova Era, cujos protagonistas são também o grupo Black Zero e a casa Vex.

No final parece-me que, para atingir os dois objetivos, todos os grupos terão que trabalhar em conjunto, ainda mais agora que estes futuros se cruzaram quando a sentry de Brainiac possuiu a Word of Rao, sendo agora teoricamente o vilão que manda no planeta. Foi engraçado o twist de a sentry estar na estátua e não em Ona.

“Call me Doctor. No, better make it Adam” Doctor Strange? Nah, em Krypton quem brilha é Adam Strange.

Uma vez vi um slogan que dizia “violência, se não resolve todos os teus problemas é porque não estás a usar o suficiente”. Hoje desconfio que quem escreveu isto foi Seg-El. A personagem continua a querer resolver tudo com os punhos, sendo consistentemente a parta mais fraca da série; felizmente que temos outras personagens bastante mais interessantes. Para além da sua raiva incontrolável, Seg também não revela muita astúcia, caindo facilmente nos logros da família Vex. Pode-se, no entanto, elogiar Seg-El pela mostra do seu amor para com Lyta-Zod e a sua coragem ao enfrentar a tortura dos Black Zero.

“House of Zod” será o 5.º episódio da temporada e, possivelmente, o seu mid season finale. Tendo demonstrado melhorias na sua narrativa neste episódio, será crucial manterem o crescimento para o próximo e criarem mais momentum, demonstrando assim a clara evolução da série e provando que esta tem “pernas para andar”. Irá Lyta ser resgatada com sucesso por Black Zero? E existirá alguma ligação entre Lyta e o Comandante dos rebeldes? Não percam as respostas no próximo episódio. Até lá, mantenham “The Vex Factor”!

Emanuel Candeias